Imagem da matéria: "Perdi R$ 600 mil na empresa que o Ronaldinho Gaúcho é garoto-propaganda”, diz cliente da LBLV
Foto:: Divulgação

“Perdi R$ 600 mil”, disse um cliente da LBLV, empresa que está sendo acusada de aplicar golpes em vários investidores brasileiros. O negócio conta a ajuda de Ronaldinho Gaúcho, garoto-propaganda que há poucos dias compartilhou o vídeo em que aparece dizendo “nós vamos te treinar para ganhar”.

Segundo o cliente, que pediu para não ser identificado, ele viu um anúncio no Facebook e fez um cadastro na plataforma — que foi proibida de operar no Brasil pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Foi aí que teve início sua história de perdas e mais perdas. Conforme seu relato e de tantos outros mais, a empresa endossada por Ronaldinho é uma armadilha.

Publicidade

Aliás, armadilha é uma palavra que também foi usada no recente caso do Ronaldinho, que se encontra preso no Paraguai. Junto com o irmão, Assis, ele foi acusado de portar passaporte falso.

Além disso, o ex-craque do futebol tem pendências com a Justiça brasileira, seja em sonegação de impostos ou envolvimento com pirâmides financeiras.

Manipulação da LBLV

A LBLV diz oferecer negociação em moedas estrangeiras, ouro, índices, ações e commodities. O fato é que relatos à reportagem do Portal do Bitcoin (também encontrados na página LBLV Online no Facebook), são praticamente idênticos.

Segundo o cliente, no ano passado ele viu um anúncio da empresa no Facebook e fez um cadastro para conhecer o negócio.

Publicidade

“Eles me ligaram e ofereçam orientações no mercado financeiro por US$ 100. Eu depositei. Daí uma analista fez algumas operações comigo e ganhamos tipo uns US$ 50 dólares em dois dias”, relatou.

Os números dos telefones, segundo ele, são “mascarados”,  como se estivessem ligando da Austrália.

Segundo ele, a operadora — que se apresentava com codinomes; ora Luíza Tavares, ora Paula Campos — começou a falar sobre possibilidades do mercado.

“Já estávamos nos falando pelo menos meia hora por dia, todos os dias. Fui ganhando confiança nas operações e nela”, disse.

Até que um dia, ela propôs para ele um contrato de US$ 50 mil (cerca de R$ 230 mil), referente a um IPO de uma grande empresa e que já no lançamento daria 10% de lucro.

Publicidade

“E realmente foi dando certo. Ela me deu um contrato para sacar 20% do lucro e realmente saquei no primeiro mês e no segundo também”, contou, revelando que sua conta chegou a ter R$ 1,2 milhão (cerca de US$ 250 mil).

No entanto, após esses dois saques a operadora foi fazendo operações que foram ficando negativas, pois não era possível operar com stop loss.

“Quando viram que comecei a ganhar, começaram as operações pré-mercado para negativar a conta. Diziam que se eu fechasse não sacaria porque eu tinha que ter estatística positiva. Tudo mentira”, disse.

Extorsão e o medo de perder

Depois da provável manipulação da empresa na qual Ronaldinho Gaúcho é garoto-propaganda, vieram as extorsões:

“Minha conta quase quebrando e começaram as extorsões. Ela disse que se eu não depositasse mais dinheiro a conta iria quebrar e que se eu fechasse as operações negativas eu não conseguiria sacar”.

Já em desespero, o cliente contou que continuou com os depósitos para poder tentar recuperar suas perdas por meio de outros contratos que a operadora dizia prever lucros, mas tudo foi em vão.

Publicidade

Seus esforços serviram apenas para abastecer o suposto negócio fraudulento.

“Em julho, eles começaram a limitar os saques. Eles abriram posições pré-mercado nas empresas que chegaram a ficar US$ 70 mil negativos (cerca de R$ 300 mil)”, disse.

Resultado: ele depositou cerca de R$ 600 mil (US$ 142 mil) intermediados pela “Santos e Rabelo Consultoria”, que fica município de Gravatá em Pernambuco, e acabou perdendo quase todo dinheiro.

“Hoje tenho US$ 7 mil lá. O último saque que fiz foi de US$ 750. Eles continuam agindo como se nada estivesse acontecendo”, afirmou.

Como funciona a LBLV

Ainda que a LBLV prometa “facilitar seu caminho para o mundo da negociação online”, os relatos de como ela funciona na prática são bem diferentes. Em 15 de janeiro, um usuário do Facebook postou o seguinte:

“Usam máscaras de IP e telefonia para fazer chamadas e não revelam sua localização real, usam nomes e fotos falsos no Telegram. Uma empresa legítima não precisaria esconder o rosto e o nome de seus funcionários. Não caia nessa armadilha!”.

Reprodução/Facebook

Em dezembro, outro usuário publicou:

“Te fazem depositar quantias pequenas e mostram um lucro muito bom pra te enganar. Depois te fazem depositar quantias maiores e é aí que o problema começa”.

Publicidade
Reprodução/Facebook

BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação
Tela de celular mostra logo da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil CVM

CVM ganhou R$ 832 milhões com multas aplicadas em 2023, um aumento de 1.791%

A autarquia também registrou o maior número de casos julgados desde 2019
Glaidson Acácio dos Santos, o "Faraó do Bitcoin"

Livro sobre a ascensão e a queda do “Faraó do Bitcoin” chega às livrarias em maio

Os jornalistas Chico Otávio e Isabela Palmeira contam sobre o golpe de R$ 38 bilhões do Faraó do Bitcoin que usou criptomoedas como isca
Logotipo do token CorgiAI

Mercado Bitcoin lista token CorgiAI

O ativo é ligado a projeto que usa utiliza inteligência artificial para criar uma comunidade de entusiastas no ecossistema cripto