Imagem da matéria: Pedido de extradição de operador da exchange de criptomoedas BTC-e é aceito
(Foto: Activedia/Pixabay)

A Justiça da Grécia aceitou o pedido de extradição do russo Alexander Vinnik, proprietário da exchange de criptomoedas BTC-e. Preso desde julho de 2017, ele é acusado de participar de esquema de lavagem de dinheiro envolvendo mais de US$ 4 bilhões. Procurado em diversos países, o expert de computação teria ligação com o caso da extinta Mt. Gox.

O pedido de extradição foi emitido pelo governo da Rússia e analisado por uma corte na província de Tessalônica, na Grécia. Vinnik está agora nas mãos do ministro de justiça grego, que deve acatar a decisão do tribunal nos próximos dias, enviando-o preso para sua terra natal. A decisão da Justiça foi informada em nota da Associated Press.

Publicidade

Além da Rússia, a França e os EUA têm acusações contra Vinnik por diferentes fraudes e irregularidades. Durante audiência realizada na última segunda-feira (31), o réu negou as alegações e disse que luta contra a dominância econômica dos EUA sobre o sistema financeiro global.

Esquema bilionário

Alexander Vinnik foi preso pela polícia grega em julho de 2017 sob ordem do Departamento de Justiça americano, segundo o Cointelegraph. Acusado de liderar um grupo especializado em lavagem de dinheiro, sua quadrilha tinha acumulado o equivalente a US$ 4 bilhões de dólares em criptoativos durante seis anos de atividades.

Seus crimes teriam relação com a exchange Mt. Gox, que desapareceu com boa parte dos bitcoins existentes, cerca de 300 mil BTC. Um grande volume dessa quantia roubada dos antigos clientes da Mt. Gox foram negociados e trocados por outras moedas na BTC-e, que tinha Vinnik como dono.

Também foram encontrados BTC que pertenceram à Mt. Gox na carteira digital pessoal do investigado.

Conforme publicado pelo Portal do Bitcoin à época da prisão de Vinnik, a BTC-e recebeu multa de US$ 110 milhões da Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN). A exchange publicou em sua conta no Twitter que teve suas instalações invadidas pelo FBI, levando vários computadores e servidores que armazenavam criptomoedas de seus clientes.

Publicidade

A BTC-e afirma que Alexander Vinnik não preside a empresa, nem faz parte do quadro de funcionários.


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
moeda de bitcoin sob nota de dinehiro da nigéria

Tensão entre Binance e Nigéria escala após CEO acusar governo de suborno de R$ 770 mi

Funcionário do governo nigeriano disse que alegações são infundadas e que disputa contra Binance deve ser resolvida na Justiça
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX