cara de sapato com bruna e fred big brother brasil BBB23
O brother Cara de Sapato (à direita) no BBB com Bruna e Fred (Reprodução/Instagram)

O participantes da edição 2023 do Big Brother Brasil mostraram que o isolamento da casa do programa é realmente efetivo. Sem notícias do exterior – como a alta desta terça-feira (14) de 16% no preço que levou o Bitcoin para o patamar de US$ 26 mil – os integrantes do programa se mostraram preocupados com seus investimentos na criptomoeda, que vinha passando por quedas.

O big brother lutador de jiu-jítsu Antônio Carlos Junior, o Cara de Sapato, fez comentários a esse respeito durante a segunda-feira (13), quando conversava com os participantes Bruna e Fred sobre o tema. Segundo o blog Splash do UOL, quando a companheira Bruna tocou no assunto ‘Bitcoin’, o lutador de MMA disparou: “Tô perdendo uma grana nisso”.

Publicidade

Ele acrescentou que o preço do Bitcoin havia caído bastante desde que fez seus aportes, completando que, se a criptomoeda chegasse a R$ 100 mil, ele já teria tido bons lucros. A sister então tentou lhe dar esperança: “Você não sabe, tá aqui [no BBB] tem dois meses”.

Ela acertou: nesta terça, a principal criptomoeda atinge a maior cotação desde junho de 2022. Em reais, o valor está na casa dos R$ 136 mil, segundo o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).

Cara de Sapato também se mostrou um peso-pesado nas apostas na Internet, quando Bruna tocou no assunto. “Aposto, eu só ganho”, disse ele, acrescentando; “Tô dizendo pra você que com Bitcoin eu tô perdendo, mas com apostas….”.

O lutador está concorrendo a um prêmio que já acumula cerca de R$ 2 milhões, conforme o novo formato do programa da TV Globo.

Publicidade

No entanto, Cara de Sapato já parece ter acumulado patrimônio: em 2021, ele foi o campeão dos meios-pesados da PFL (Professional Fighters League), onde recebeu um cheque de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,5 milhões), além de ter passado por outros torneios como Ultimate Fighting Championship (UFC) e diversos campeonatos de jiu-jítsu.

Kleber ‘Bambam’ e Bitcoin

Há cerca de dois anos, o primeiro campeão do Big Brother Brasil (BBB), o fisiculturista Kleber de Paula Pedra, o ‘Kleber Bambam’, também afirmou ser investidor de Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas. Na época, ele disse que começou a diversificar os depois que ganhou a bolada de R$ 500 mil — antes de ser ‘brother’, Kleber vivia da dança e da venda de coco.

“Eu mexo com as redes sociais, né… mexo com meus imóveis, Bitcoin, Ethereum, bolsa de valores… É assim né, tem que mesclar o baralho”, disse.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de moeda gigante de Bitcoin observada por investidores e prestes a ser cortada ao meio

Como será o futuro do Bitcoin à medida que recompensas aos mineradores ficam cada vez menores?

O que vai acontecer em 2140, quando os mineradores de Bitcoin não ganharem mais recompensas por blocos minerados?
Imagem da matéria: Baleias estão mais famintas do que nunca por Bitcoin; Veja por quê

Baleias estão mais famintas do que nunca por Bitcoin; Veja por quê

“Atualmente a demanda de Bitcoin por esse grupo de investidores é a maior de todos os tempos”, diz estudo da CryptoQuant
Imagem da matéria: Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

O jogador do Atlético Mineiro está desde o ano passado atrás dos valores investidos na WLJC Gestão Financeira através de Bigode
Brad Garlinghouse, CEO da Ripple , posa para foto

Mercado de criptomoedas vai valer US$ 5 trilhões até final do ano, prevê CEO da Ripple

Brad Garlinghouse justifica seu otimismo pelo halving do Bitcoin e um possível impulso regulatório positivo do mercado cripto nos EUA