Silicon Valley Bank
Shutterstock

O Departamento de Justiça dos EUA e a Comissão de Valores Mobiliários americana, a SEC, estão investigando o colapso do Silicon Valley Bank (SVB), de acordo com uma reportagem publicada nesta terça (14) no The Wall Street Journal.

As investigações incluem vendas de ações feitas pelos executivos do SVB pouco antes da quebra do banco, informou o WSJ. O Departamento de Justiça envolveu no assunto os seus analistas de fraude em Washington e San Francisco, acrescentou a matéria.

Publicidade

Apenas duas semanas antes do colapso do SVB, seu CEO, Greg Becker, vendeu US$ 3,6 milhões em ações da empresa, mostram registros regulatórios.

Citando pessoas familiarizadas com o assunto, a reportagem diz que as investigações estão em suas fases preliminares e podem eventualmente não levar a acusações ou alegações de irregularidades.

Falências bancárias

Os reguladores da Califórnia fecharam o Silicon Valley Bank (SVB) na semana passada, depois que rumores de problemas de liquidez levaram a uma corrida bancária, com clientes tentando sacar US$ 42 bilhões em apenas um dia.

O fechamento do SVB foi a segunda maior falência bancária na história das finanças dos Estados Unidos, perdendo apenas para a queda do Washington Mutual em 2008.

Publicidade

Uma longa lista de empresas de criptomoedas tinha exposição ao banco, que atendia à indústria de tecnologia e startups.

O colapso do SVB ocorreu depois que o grande banco Silvergate, que também atendia o setor cripto, anunciar seu fechamento. E poucos dias após o fechamento do SVB, os reguladores de Nova York decidiram liquidar o Signature Bank, que também tinha muitos clientes no setor de ativos digitais.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

Memecoin da rede Solana com tema GameStop sobe 1.900% e desperta febre do GME

A memecoin GME decolou na segunda-feira (13), entregando retornos consideráveis, superando os das ações da GameStop
Imagem da matéria: Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do "Rei do Bitcoin"

Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do “Rei do Bitcoin”

Nova operação da Polícia Federal visando fraudes no portos do Paraná revelou uma curiosa ligação entre o irmão do Roberto Requião e um dos maiores piramideiros do Brasil
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido