Imagem da matéria: “Mexo com bitcoin e ethereum", diz ex-BBB Kleber Bambam no Pânico
Kleber Bambam no programa Pânico. (Imagem: Reprodução)

O primeiro campeão do Big Brother Brasil (BBB), o fisiculturista Kleber de Paula Pedra, o ‘Kleber Bambam’, afirmou ser investidor de bitcoin, ethereum e outras criptomoedas. A declaração aconteceu durante sua participação no programa Pânico da Jovem Pan na terça-feira (9).

Bambam, que saiu do interior de Campinas em 2002 para se tornar celebridade nacional após participação no programa da TV Globo, também já ganhou destaque por ter multiplicado o dinheiro ganho no reality, como ele próprio assumiu no programa.

Publicidade

Ele descreveu então um pouco sobre a diversificação de seu portfólio de investimentos depois que ganhou a bolada de R$ 500 mil na época. Antes de ser ‘brother’, Kleber vivia da dança e da venda de coco.

“Eu mexo com as redes sociais, né… mexo com meus imóveis, bitcoin, ethereum, bolsa de valores… É assim né, tem que mesclar o baralho”, disse o ‘brother’ que mora há dois anos na cidade de Las Vegas, em Nevada, nos Estados Unidos.

Ao lado de um dos maiores especialistas financeiros no país, Samy Dana, Bambam explicou que sua estratégia é ter um ‘leque’ de investimentos sem depender muito de alguma coisa só. Ou seja, ele sugeriu ter vários tipos de investimentos para poder “jogar o baralho” caso precise. Dana balançou cabeça parecendo concordar com o convidado.

“Então você abre o leque — financeiro meu, graças a Deus estou bem: mexo com as moedas bitcoin, ethereum e outras também. Eu abri um leque; então você não fica nessa dependência”, disse Bambam, acrescentando:

Publicidade

“Eu não vivo só da televisão. Graças a Deus hoje tem a televisão e a internet; então eu tenho duas pontas para atacar”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Fundos cripto do Brasil captam mais R$ 1,5 mi e chegam a 21ª semana consecutiva de entradas

Vindo de uma grande sequência de captação, fundos de criptomoedas do Brasil estão em 3º lugar no ranking global, atrás apenas dos EUA e Hong Kong
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120