Tela de tablet mostra logotipo da PancakeSwap e moedas douradas aolado
Shutterstock

O CAKE, token nativo da exchange descentralizada PancakeSwap, está em alta de 11% na manhã desta terça-feira (6) após o anúncio de uma queima massiva de moedas do projeto. De acordo com o comunicado oficial no Twitter, foram queimados 5,3 milhões de tokens CAKE na segunda (5), uma quantia equivalente a US$ 72,3 milhões.

A equipe vinculou um link da transação na Binance Smart Chain — rede em que a exchange funciona — para comprovar a queima. As criptomoedas foram enviadas da carteira principal da PancakeSwap para um endereço ‘morto’ na blockchain que não pode ser acessado por ninguém, tirando para sempre esses ativos de circulação.

Publicidade

A ação é vista com bons olhos pela comunidade já que diminui a oferta de criptomoedas disponíveis no mercado, o que por sua vez pode aumentar temporariamente o preço do ativo.

A queima periódica de CAKE faz parte da política deflacionária do projeto que visa balancear o fornecimento da moeda, já que todos os dias, novos tokens são distribuídos por meio dos serviços de staking e pools de liquidez.

Além da queima, a equipe por trás da PancakeSwap também informou que comprou de volta U$ 1,7 milhão em CAKE, tirando ainda mais ativos de circulação.

Preço reage a queima de tokens

A medida teve um impacto instantâneo no preço do ativo que saltou de US$ 13,43 para a máxima do dia de US$ 15,83, segundo os dados do CoinMarketCap. Agora o criptoativo acumula um ganho de 11% nas últimas 24 horas e é negociada a US$ 15,20.

Publicidade

Apesar de esse ser o preço mais alto que a CAKE alcança em quase três semanas, a moeda ainda está 65% abaixo da sua máxima histórica de US$ 44, conquistada no final de abril.

O desempenho negativo nos últimos meses, no entanto, não apaga os ganhos de 2.180% que a criptomoeda acumula ao longo do ano. A porcentagem expressiva garante a CAKE a 4ª posição entre os ativos que mais valorizaram em 2021, perdendo apenas para Dogecoin (DOGE), Polygon (MATIC) e Telcoin (TEL).

A PancakeSwap  foi criada em setembro de 2020 e é atualmente a maior exchange descentralizada (DEX) da Binance Smart Chain. A corretora disputa as negociações no espaço DeFi com a UniSwap, a sua principal concorrente da rede do Ethereum.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Nova operação da Polícia Federal apura crimes ligados às investigações da operação Daemon, de 2021, que prendeu o “Rei do Bitcoin”, Claudio Oliveira
várias criptomoedas stablecoins sob uma mesa

Menos de 10% das transações com stablecoins são de usuários reais, diz Visa

Dados da Visa mostram que mais de 90% das transações com stablecoins foram feitas por robôs ou traders de grande escala
Imagem da matéria: O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

Fabrício Tota, diretor do MB, discutiu no Ethereum Rio como empresas podem tirar o máximo proveito da tecnologia blockchain através da tokenização
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop