Imagem da matéria: China fecha empresa por fornecer software de negociação de criptomoedas
Foto: Shutterstock

Reguladores da China anunciaram nesta terça-feira (6) que baniram a empresa ‘Beijing Qudao Cultural Development Limited’, fundada em 2016, por oferecer o serviço de desenvolvimento de software para negociação de criptomoedas.

A ação foi tomada em conjunto pelo Departamento de Administração de Empresas do PBoC, que faz parte do Banco Central do país, e pelo Escritório de Administração e Supervisão Financeira. Os dois têm sede em Pequim, na capital.

Publicidade

“Cancelamos uma empresa que fornece serviços de software para transações em moeda virtual e fechamos seu site; nenhuma instituição pode fornecer serviços para transações em moeda virtual”, escreveram as entidade em um grupo no Wechat.

O jornalista Wu Blockchain, que cobre o mercado chinês de criptomoedas, disse no Twitter que o governo enfatizou seguir as normas do Banco Central da nação asiática, que no mês passado pediu para instituições financeiras reforçarem o combate às criptomoedas.

O site The Block, ao verificar a base no cadastro de empresas chinesas, revelou que a Beijing Qudao foi criada em 2016 e atuava nas áreas de marketing, relações públicas, modelagem e entretenimento.

Repressão contra as criptomoedas

A repressão do governo da China contra empresas ligadas a criptomoedas tem se intensificado neste ano.

Em maio, o Conselho de Estado discutiu maneiras de prevenir e controlar com “firmeza” os riscos financeiros no contexto pós-pandemia. Enquanto isso, o governo promove o uso de sua criptomoeda própria, o yuan digital.

Publicidade

Neste ano, diversas províncias proibiram a mineração de criptomoedas, o que gerou um êxodo de empresas do setor para outros países, como os Estados Unidos.

Além disso, o país reiterou que bancos não podem fornecer serviços relacionados a criptomoedas e pediu para as instituições financeiras combaterem o setor.

VOCÊ PODE GOSTAR
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos
Cofre dourado no formato de baleia receb moedas shiba inu SHIB

Baleias voltam a encher os bolsos de Bitcoin, mostra análise

A acumulação acelerada de baleias é um sinal de que o mercado altista do Bitcoin ainda está ativo
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck