Imagem da matéria: Pagamentos com Bitcoin aumentaram em 2019, segundo dados da Coinbase e BitPay
Foto: Shutterstock

Independentemente da volatilidade do Bitcoin, pagamentos com a criptomoeda estão aumentando gradativamente, segundo informações de executivos da Coinbase e da Bitpay. A informação foi compartilhada pelo Coindesk na segunda-feira (03).

O Coinbase Commerce, por exemplo, que é o aplicativo da gestora de criptomoedas, processou US$ 135 milhões no ano passado. Segundo um porta-voz da empresa, o crescimento foi de 600% em relação ao ano anterior.

Publicidade

De acordo com executivo da Coinbase, Sahil Amoli, a tendência é de crescer ainda mais, pois o foco da gestora para este ano é fornecer uma experiência mais completa aos comerciantes “criando integrações perfeitas”.

Bitpay e Bitcoin

Bill Zielke, diretor de marketing da Bitpay, também revelou os números obtidos através do provedor de pagamentos da empresa.

Segundo ele, em 2019 o aplicativo intermediou cerca de US$ 1 bilhão em transações com criptomoedas. De acordo com Zielke, as transações comerciais de maior valor são feitas na Europa e no Oriente Médio. Na liderança, o Bitcoin.

Pagamentos via Lightning Network

Conforme as palavras de Will Reeves, CEO da Fold — que trabalha com a rede Lightning Network — as transações por meio da solução também aumentaram.

Segundo ele, dos 2.000 pagamentos com criptomoedas realizados por meio da solução no fim do ano passado, 80% foram através da rede.

Publicidade

“Amazon, Starbucks e Sephora foram as marcas mais procuradas para o tipo de pagamento”, disse Reeves.

Empresário prefere Bitcoin a dinheiro

“As pessoas não estão prontas para pagar com criptomoedas. Eles preferem mantê-las em vez de gastá-las”, disse o empresário Jean-Michel Daumas, dono de uma butique francesa que prefere bitcoin a dinheiro.

Daumas, que disse que se sente mais seguro em receber em bitcoin, acredita que ainda é muito cedo para descrever os pagamentos com criptomoedas como uma atividade rotineira ou moderna.

Segundo ele, nos últimos dois anos ele recebeu 90 pagamentos em BTC, cerca de quatro por mês. Os pagamentos, disse, vão para sua carteira física para ele ‘holdar’.

Lingerie e privacidade

A butique francesa de Daumas se chama Lola luna e é especializada no mercado de lingeries. Logo, sua loja é voltada ao público feminino; só que não. 

Publicidade

Segundo o empresário, 80% das compras feitas com Bitcoin foram feitas por homens, o que sugere um certo cuidado para que tais produtos não apareçam no cartão de crédito.

“Talvez alguns compradores possam optar por pagar com bitcoin para que um “naked bra” ou um “lace collar set” (roupas íntimas) não apareçam na fatura do cartão”, disse.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Marcos Pasquim promove Mineradora Manah

Manah: Mineradora de ouro promovida por galãs da Globo é acusada de dar calote em investidores

Promovida por Márcio Garcia e Marcos Pasquim, a Mineradora Manah prometia pagar 3% ao mês aos investidores, mas agora está sendo acusada de calote no Reclame Aqui e nas redes sociais
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
Imagem da matéria: Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao "Faraó do Bitcoin"

Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao “Faraó do Bitcoin”

Réu é acusado de ser responsável pela segurança do criador da GAS Consultoria e vender armas para a organização criminosa