Imagem da matéria: Padrão de forte volatilidade pode ajudar na alta do preço do bitcoin, aponta Glassnode
Foto: Shutterstock

O Bitcoin (BTC) registrou outra semana de baixa volatilidade e consolidação de preços, subindo de uma mínima semanal de US$ 37.680 para uma alta de US$ 42.312 no fim de semana.

À medida que preços são negociados nesse intervalo estreito e a volatilidade é espremida do mercado, existe a chance de haver uma volatilidade maior a curto prazo.

Publicidade

Nesta edição, a Glassnode foca em três áreas principais do mercado em uma tentativa de caracterizar os possíveis mecanismos que estão direcionando o próximo grande movimento do mercado:

– dominância geográfica da pressão de compra e venda usando um conjunto de métricas recém-lançadas;

– atividade em blockchain e métricas de maturação de oferta que descrevem a recuperação da base de usuários da rede em mercados de baixa;

– mercados derivativos que precificam a volatilidade atual e futura, bem como fornecem percepções sobre comportamentos associados ao posicionamento “pague e leve” de neutralidade de risco.

Síntese desta análise

– A atual demanda de compra parece estar dominada pelo mercado americano e europeu, em que a maioria das fontes de venda acontece durante os horários de negociação asiáticos.

Publicidade

– A utilização da rede Bitcoin e da atividade em blockchain continuam firmemente no território de mercado de baixa, apesar de estarem se recuperando. Pode haver um impulso de aumento contínuo na rede, embora a deterioração provavelmente favoreça os “ursos”.

– A quantidade do fornecimento de bitcoinsabsorvido durante a atual queda é similar em magnitude ao período que se seguiu a liquidação de março de 2020. No entanto, continua modesta e será uma métrica-chave de observar nas próximas semanas.

– Os mercados de derivativos estão atualmente precificando uma volatilidade implícita e prêmios futuros historicamente baixos. Em outras ocasiões do passado, tal estrutura de mercado precedeu períodos de altíssima volatilidade, geralmente para o lado positivo.

reço do bitcoin na décima segunda semana do ano
Preço do bitcoin na 12ª semana do ano (Imagem: Glassnode)

Aposta dos mercados ocidentais enquanto a Ásia domina vendas

Na última semana, a Glassnode lançou um conjunto de três novas métricas que rastreiam a variação cumulativa de preço nos últimos 30 dias durante os horários de negociação nos EUA, Europa e Ásia.

Publicidade

Essas métricas oferecem percepções sobre quais áreas geográficas do mercado estão liderando ou estão atrasadas na pressão de compra e venda, principalmente em relação a mudanças fundamentais na estrutura de mercado.

Ao longo de 2020 e 2022, os mercados americano e europeu agiram de forma parecida com a seguinte estrutura geral:

acúmulo geral e suporte à oferta após a liquidação de março de 2020, provavelmente em resposta às políticas de expansão monetária e à desvalorização de moedas fiduciárias por bancos centrais do Ocidente neste momento;

muitas vendas no mercado de alta entre o fim de 2020 e o início de 2021; mercados americanos lideraram essa tendência até janeiro, com a demanda de oferta pelo mercado europeu sendo mais forte durante as altas de março e maio de 2021;

ambas as regiões capitularam (desistiram dos ganhos vendendo posições em épocas de queda) entre maio e julho, apesar de os EUA terem liderado a recuperação de compras em setembro. Houve bem menos compras nos EUA e na Europa no topo de novembro em comparação a agosto;

Publicidade

a Europa fornece o maior suporte de oferta no momento, embora as variações gerais de preço sejam apenas moderadamente positivas e, ainda assim, sinalizam a volta de uma demanda contínua no estilo do mercado de alta.

Variação de preço mensal do bitcoin nos EUA e na Europa
Variação de preço mensal do bitcoin nos EUA e na Europa (Imagem: Glassnode)

Mercados asiáticos contam uma história bem diferente. No gráfico abaixo, existem traços apagados para uma fácil comparação entre EUA (cor azul-clara) e Europa (cor roxo-clara).

Nos mercados asiáticos, houve:

uma pressão de venda após março de 2020, possivelmente sinalizando uma expectativa bem diferente do mercado em relação ao impacto que o Covid-19 teria na economia global;

participação e demanda notavelmente menor do lado da compra entre o primeiro e terceiro trimestre de 2021; no entanto, a demanda na Ásia atingiu o pico em torno das mínimas das correções do mercado de alta.

amplas vendas durante a baixa de julho de 2021, com um auge na demanda sendo atingido apenas nas altas recordes de outubro e novembro; todas as três regiões “compraram no topo” nessa época, mas a demanda na Ásia ofuscou tanto a dos EUA como a da Europa;

alta dominância de vendas durante a atual queda, que continua desde dezembro de 2021, provavelmente em resposta às fortes vendas durante a alta.

Publicidade
Variação de preço mensal do bitcoin na Ásia
Variação de preço mensal do bitcoin na Ásia (Imagem: Glassnode)

A recuperação on-chain continua

Um conjunto de ferramentas úteis para rastrear a demanda por bitcoin é a análise da atividade on-chain, que varia de endereços ativos, novas entidades na rede, quantidade de transações e volumes transferidos.

Geralmente, essas métricas colapsam durante mercados de baixa e começam a sinalizar uma recuperação conforme a demanda por “dinheiro inteligente” (smart money) aumenta a preços menores.

É importante notar que uma entidade on-chain é definida como um aglomerado de endereços (cluster) que não têm associação a aglomerados existentes.

Assim, essa métrica reflete novos entrantes à rede ou entidades existentes que não estão interagindo com endereços existentes (como HODLers com boas práticas de privacidade que evitam reutilizar endereços e combinar transações não gastas – ou UTXOs).

Claramente vemos a taxa acelerada de crescimento em novas entidades na rede durante um ciclo de alta (cor azul) seguida de um alto colapso no início de um ciclo de baixa (cor rosa).

Mercados de baixa são caracterizados por um viés maior e bem persistente de novas entidades entrando na rede do Bitcoin.

A atual taxa de 110 mil novas entidades on-chain por dia é similar ao pico no miniciclo de alta de 2019 e está em uma modesta trajetória de alta.

Número de entidades de bitcoin
Número de entidades de bitcoin (média móvel de 14 dias) (Imagem: Glassnode)

Uma tendência similar é observada na quantidade de transações, apesar de a taxa atual de 215 mil transações por dia estar mais baixa do que a observada ao longo de 2019.

Para métricas como endereços ativos, novas entidades no rede e quantidade de transações, uma taxa de crescimento acelerada mais alta seria um sinal construtivo e provavelmente serviria de suporte para uma recuperação saudável dos preços.

Por outro lado, uma deterioração no uso da rede seria uma observação mais negativa e um possível sinal de exaustão na demanda.

Número de transações em bitcoin
Número de transações de bitcoin (ajustado por entidades) (média móvel de 14 dias) (Imagem: Glassnode)

Um dado que não é contemplado pela análise de endereços/entidades ativos e quantidade de transações é o peso econômico desses usuários na rede.

Embora as características gerais das métricas acima sejam similares à recuperação do mercado de baixa entre 2019 e 2020, volumes de transações e a liquidação de valores são bastante diferentes.

O topo do mercado de alta de 2017 foi seguido por uma “destruição” quase completa do novo volume de transações que fez com que preços chegassem próximos da alta recorde de US$ 20 mil.

Ao longo de 2018 e 2019, o volume diário de liquidações ficou em torno de US$ 1,5 bilhão por dia – um nível anteriormente registrado em julho de 2017. Transações de grande porte (com valores acima de US$ 1 milhão) representaram entre 10% e 30% de todo volume.

No entanto, no ciclo de baixa de 2021 e 2022, o valor total e diário de liquidações continua subindo, conforme medido nas mínimas de ambas as quedas de mais de 50%. Transações de grande porte agora também representam uma dominância contínua de 65% à 70%.

Observe que volumes de transação agora estão nos mínimos desse intervalo estabelecido e uma queda ainda mais drástica pode sinalizar uma redução na utilização da rede e, provavelmente, favorecer um cenário negativo.

Panorama do volume total transferido em bitcoin por tamanho
Panorama do volume total transferido em bitcoin por tamanho (ajustado por entidade) (Imagem: Glassnode)

A atual queda do bitcoin acontece há 132 dias desde o topo histórico registrado em novembro. A cauda do limite de 155 dias da Glassnode, usada para definir o status de holders a longo prazo, está se aproximando da alta de outubro.

Assim, é possível afirmar que holders a longo prazo armazenam moedas desde antes da alta do mercado enquanto holders a curto prazo possuem moedas adquiridas durante ou após o topo do mercado.

Com isso em mente, é perceptível que a alocação por holders a longo prazo estagnou desde o pico em outubro. Isso sugere que o volume de moedas que amadurecem para o status de holders a longo prazo está sendo balanceado por uma pressão de venda semelhante por esse grupo.

Fornecimento total mantido por holders a longo prazo de bitcoin
Fornecimento total mantido por holders a longo prazo de bitcoin (Imagem: Glassnode)

Para avaliar se holders a curto prazo podem se tornar holders a longo prazo, é possível analisar a faixa de ondas de HODL de três a seis meses de duração. Essa faixa de duração foi selecionada por conta do acúmulo e do HODL dessas moedas durante a pior fase dessa queda.

Isso provavelmente aumenta as chances de que os donos sejam mais insensíveis ao preço (senão já teriam gasto e redistribuído as moedas, assim como muitos fizeram).

O volume de moedas que agora entraram nesse faixa está em 480 mil BTC – parece ser um número alto, mas continua bem abaixo dos anteriores impulsos significativos de alta em 2019 e 2021.

No entanto, é similar à acumulação de 510 mil BTC de março de 2020 que merece destaque dada a escala de que esse choque econômico é comparável ao conflito atual, inflação de commodities e interrupções na cadeia de suprimentos.

A continuidade de uma tendência de alta em ambas as métricas de oferta seria positiva, mas a queda de ambas sugeririam uma falta de acúmulo de entrada junto com um crescente gasto por holders a longo prazo.

Fornecimento total de bitcoins ativos pela última vez entre três a seis meses
Fornecimento total de bitcoins ativos pela última vez entre três e seis meses (Imagem: Glassnode)

Preço volátil para derivativos

Em um relatório de fevereiro, a Glassnode descreveu a forma como mercados de derivativos estavam precificando a incerteza e o risco, amplamente associadas aos impactos da alta de juros pelo Federa Reserve em março.

Conforme o Fed anunciou uma taxa esperada entre 0,25% e 0,5% na última semana, tanto os mercados de futuros como os de opções começaram a precificar uma maior volatilidade implícita a curto prazo.

A estrutura temporal do mercado de futuros continua estável ou em retrocesso para todas as corretoras até abril, com um prêmio anualizado de apenas 4,46% precificado até o final do ano.

Estrutura temporal do mercado de futuros de bitcoin
Estrutura temporal do mercado de futuros de bitcoin (Imagem: Glassnode)

A volatilidade implícita precificada nos mercados de opções no dinheiro (ou “at the money”) também subiu nas últimas semanas. Isso aconteceu apesar dos preços estarem sendo negociados em uma faixa lateral que, geralmente, resulta em uma compressão na volatilidade implícita.

A volatilidade implícita de opções está saindo de níveis relativamente baixos entre 60% e 80% que, historicamente, foram seguidos de períodos de uma volatilidade extremamente alta.

Tais eventos de alta volatilidade em 2021 incluem a liquidação de maio, o “short squeeze” (quando o preço aumenta muito rápido) em julho e o rali de preços recordes em outubro.

Volatilidade implícita de opções “no dinheiro” de bitcoin
Volatilidade implícita de opções “no dinheiro” de bitcoin – Deribit (média móvel de sete dias) (Imagem: Glassnode)

Se olharmos para o grau de alavancagem nos mercados de futuros, é possível observar que as posições abertas estão em uma ascendência contínua, atingindo 1,94% da capitalização de mercado do bitcoin.

Ao longo de 2021, proporções de alavancagem de mais de 2,0% do valor de mercado são historicamente períodos de alto risco, geralmente seguidos de um evento violento de desalavancagem (seja um “short” ou um “long squeeze”).

Proporção de alavancagem em posições abertas de futuros de bitcoin
Proporção de alavancagem em posições abertas de futuros de bitcoin (Imagem: Glassnode)

Note que, dado o desempenho relativamente fraco dos mercados (tanto do bitcoin como das finanças tradicionais) nos últimos meses, existem dois possíveis mecanismos que estão movendo essa compressão:

– negociações de “pague e leve” neutras a risco à medida que investidores buscam por quaisquer taxas positivas disponíveis de rendimento nominal;

– vendas a descoberto (“short”) e proteção ao risco por meio de futuros em preferência à venda de ativos “spot” para reduzir a exposição líquida.

Como consequência da crescente demanda para capturar prêmios de futuros durante esta queda, é possível ver que a base móvel de três meses se comprimiu a um retorno anualizado de apenas 3,5%.

Até esse ponto, a compressão da base nessa medida só foi vista em setembro de 2020 e durante baixas do mercado entre junho e julho de 2021, em que ambas precederam violentos ralis de preço de alta.

Base móvel e anualizada de futuros de bitcoin
Base móvel e anualizada de futuros de bitcoin (três meses) – todas as corretoras (Imagem: Glassnode)

A alavancagem de posições abertas em mercados de futuros perpétuos merece destaque. É possível ver que o valor total de posições abertas em swaps perpétuos agora é de 1,28% da capitalização de mercado do Bitcoin, que é, historicamente, uma zona de alto risco.

Também demonstra que o mercado está atualmente aplicando capital preferencialmente em swaps perpétuos, em vez de futuros que vão expirar.

Proporção de alavancagem em posições abertas de futuros perpétuos de bitcoi
Proporção de alavancagem em posições abertas de futuros perpétuos de bitcoin (Imagem: Glassnode)

Se calcularmos a base móvel anualizada dos fluxos líquidos perpétuos (cor rosa), é possível compará-la à taxa de retorno disponível para o prêmio móvel precificado em futuros que vão expirar em três meses (cor azul). Para este estudo, podemos tirar as seguintes conclusões:

a base de futuros perpétuos está significativamente mais volátil do que os futuros que vão expirar: provavelmente, é uma consequência da demanda por alavancagem em um instrumento que rastreia de perto mercados spot por meio de índices de preço e o incentivo subsequente que fluxos líquidos criam para traders que estão do outro lado da negociação;

historicamente, períodos em que a base perpétua é negociada abaixo do que a base trimestral reflete períodos de subavaliação a curto prazo (cor verde), seja durante as quedas em correções de mercados de alta ou durante tendências mais prolongadas de baixa;

– por outro lado, períodos em que a base perpétua é significativamente maior do que a base trimestral sinalizaram altas de mercado a curto prazo quando a demanda por alavancagem em mercados perpétuos cria um excesso de oferta conforme traders não arbitram altos fluxos líquidos.

A base de futuros perpétuos está sendo negociada abaixo da base trimestral desde meados de novembro e está no processo de rompimento.

Em combinação com a observação acima de que a base móvel de três meses está registrando uma baixa histórica, isso sugere que uma variação na estrutura de mercado e uma maior volatilidade  provavelmente estão por vir.

Também sugere que um número máximo de traders está em posições neutras a risco (“pague e leve”) e talvez esperando por uma confirmação para injetar capital em uma tendência.

Perpétuos anualizados vs. base móvel trimestral de bitcoin
Perpétuos anualizados vs. base móvel trimestral de bitcoin (Imagem: Glassnode)

Conclusões

Atualmente, o mercado de bitcoin está há 132 dias em queda do recorde de novembro, e os preços se consolidaram dentro da faixa atual de negociação por mais de dois meses.

Isso resultou em uma compressão de rendimentos disponíveis por negociações de “pague e leve” em mercados de futuros e uma menor volatilidade implícita nos mercados de opções.

Neste momento, a volatilidade implícita está subindo e as proporções de alavancagem em mercados de futuros estão se aproximando de níveis de superaquecimento, principalmente entre futuros perpétuos.

Estruturas de mercado como esta precederam períodos de altíssima volatilidade, conforme visto em maio de 2021 e agosto de 2021, e sugere que um regime de maior volatilidade pode estar por perto.

A atividade on-chain e as dinâmicas de oferta continuam firmes no território do mercado de baixa em termos de magnitude e tendência mas, de certa forma, estão desorientadas de seu viés futuro.

Caso a evidência de força apareça na forma de aceleração da atividade na rede e aumento da oferta migrando para as mãos dos investidores de longo prazo, o movimento poderia favorecer os “touros”, principalmente devido às expectativas de volatilidade. Da mesma forma, a deterioração favoreceria os “ursos”.

O outono do mercado parece estar enrolado o e um período de maior volatilidade no horizonte parece cada vez mais provável.

Sobre o autor

Glassnode é a maior provedora de dados e inteligência de blockchain que gera métricas e ferramentas on-chain para quem realmente quer entender o mercado de criptomoedas.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Glassnode.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Worldcoin lança blockchain própria onde "humanos verificados têm prioridade"

Worldcoin lança blockchain própria onde “humanos verificados têm prioridade”

Usando tecnologia da Optimism, a World Chain será uma rede dedicada e que preserva a privacidade dos usuários da Worldcoin
Celular com logotipo da BInance

Filipinas ordenam que Apple e Google removam a Binance de lojas de aplicativos

O regulador filipino acusa a Binance de oferecer títulos não registrados aos investidores e atuar como uma corretora não registrada
Imagem da matéria: B3 lança plataforma de ativos tokenizados para facilitar captação de recursos por empresas e startups

B3 lança plataforma de ativos tokenizados para facilitar captação de recursos por empresas e startups

Segundo a B3, o lançamento reforça o compromisso da Bolsa com o crescimento de startups e pequenas e médias empresas
Imagem da matéria: Token Notcoin atrasa e não será lançado com o halving do Bitcoin; entenda

Token Notcoin atrasa e não será lançado com o halving do Bitcoin; entenda

O Notcoin, jogo viral baseado no Telegram, lançará seu token na The Open Network um pouco mais tarde do que o esperado, após o halving do Bitcoin