Imagem da matéria: O que aconteceu com o volume de bitcoin no Brasil após as novas regras da Receita Federal
Foto: Shutterstock

Agosto foi o primeiro mês em que as corretoras brasileiras de criptomoedas foram obrigadas a informar todas as transações realizadas. O que num primeiro momento poderia afastar seus clientes, não parece ter impactado o mercado. O volume caiu 30%, mas seguiu a tendência mundial.

No segundo trimestre, as principais exchanges brasileiras negociaram 103.218 bitcoins, equivalentes a R$ 3,6 bilhões, de acordo com o Índice de Preço do Bitcoin (IPB), uma média de 34 mil bitcoins por mês entre maio e julho.

Publicidade

Em agosto, mês de início do terceiro semestre e data que marcou o começo da instrução normativa da receita federal, o volume caiu 30% em relação a média mensal do trimestre anterior, registrando 24.543 BTC (R$ 1,05 bilhão).

Os primeiros dias de setembro também seguem com volume em queda que, se manter a média diária, registrará menos de 20.000 BTC negociados no mês.

O movimento no mercado, entretanto, não foi exclusividade do Brasil. O volume mundial vem caindo na mesma proporção durante os últimos dois meses. Portanto, é seguro dizer que as regras da receita federal não tiveram impacto muito forte num primeiro momento.

Para o especialista em negociações de OTC Raphael Sofietti, a nova regra da receita influencia pouco no volume do Brasil:

Publicidade

“Quem gera o maior volume no mercado são pessoas físicas ou jurídicas que movimentam grandes valores, arbitradores, que já reportavam seus volumes negociados para a Receita. Já existia uma necessidade reportar de movimentações superiores a R$ 35 mil por mês. Para os formadores de mercado no Brasil nada mudou”, disse.

Apesar da queda, 2019 teve um crescimento considerável no Brasil em relação ao ano passado. Em julho de 2018, apenas 9.800 BTCs foram negociados nas corretoras nacionais, um terço do volume de julho deste ano. Em agosto passado, o volume foi de 11.000 BTCs, menos da metade em relação ao mesmo mês em 2019.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
Imagem da matéria: Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

As baleias de Bitcoin compraram avidamente a última queda; investidores de longo prazo agora aguardam a próxima alta para realizar lucros