Imagem da matéria: Novembro registra o menor volume de 2022 nas negociações de criptomoedas no Brasil
Shutterstock

Novembro foi o mês com o menor volume de transações de criptomoedas declaradas para a Receita Federal do Brasil em 2022. Ao todo, o volume mensal ficou em R$ 11,3 bilhões; antes disso, o pior resultado do ano havia sido em março com R$ 11,7 bilhões.

As informações foram divulgadas nesta terça-feira (3) pela Receita. Os dados relativos a dezembro ainda não foram anunciados.

Publicidade

A maior parte das declarações são feitas por corretoras com sede nacional, que reportaram R$ 8,8 bilhões em novembro de 2022.

O outro método de negociação mais prevalente é a transação feita por pessoa jurídica sem uso de exchanges (nesses casos, pelo sistema peer to peer, ou p2p): foram declarados R$ 1,8 bilhões por esse método. Nesse mesmo modelo, o volume gerado por pessoas físicas é pequeno, sendo de apenas R$ 64 milhões.

O uso de exchange com sede no exterior é uma mais reduzido nas declarações da Receita. Desse campo vieram R$ 58 milhões declarados por pessoas físicas e R$ 544 milhões por pessoas jurídicas.

O mês com o maior volume de transações com criptomoedas declarados para a Receita Federal foi maio de 2021: na ocasião, o órgão público registrou uma movimentação de R$ 25 bilhões no total.

Cataclisma da FTX em novembro

Vale ressaltar que novembro foi o mês no qual colapsou a FTX, então segunda maior corretora do mundo. O criador da empresa, Sam Bankman-Fried, foi extraditado das Bahamas para os Estados Unidos e agora aguarda julgamento em liberdade após pagar fiança.

Publicidade

O impacto para os números da Receita pode ter acontecido de duas formas: clientes brasileiros que reportavam e agora não tem mais acesso às criptomoedas ou então o receito geral do mercado de negociar após o derretimento, afetando mesmo quem é cliente de outras corretoras.

Número de CNPJs bate recorde

Porém, um dado teve aumento: o número de CNPJs únicos que fizeram declarações foi de 45.486, o maior nível desde que os dados começaram a ser coletados em outubro de 2020.

Já o número de CPFs únicos teve pequena queda: em novembro foram 1,1 milhão e em outubro haviam sido 1,2 milhão (o pico foi em setembro com 1.495.533).

Divisão por gênero

A distribuição por gênero ainda é muito desigual, já que muito mais homens declaram transações com criptoativos.

Novembro só ficou atrás de outubro de 2022 como ponto de maior igualdade nesse quesito: o número de operações foi de 21,83% de mulheres e 78,17% de homens e o valor das operações foi de 15,1% de mulheres e 84,9% de homens.

Publicidade

Apesar de ainda grande, a desigualdade já foi maior. Em setembro de 2019 apenas 9,8% das operações foram declaradas por mulheres. Em janeiro de 2020, somente 7,8% do total de valor das operações foram informados por mulheres.

Tipos de declaração sobre criptoativos para Receita

Existem três tipos de declarações de criptoativos feitas por contribuintes no Brasil. A principal é o conjunto de informações entregues pelas corretoras com sede no Brasil. Nesse caso todo os valores são informados, independente do tamanho.

Os outros dois pontos são informações entregues por pessoas jurídicas e físicas que utilizam de exchanges sem sede no Brasil e informações de compras e vendas feitas diretamente entre pessoas (p2p), sem intermediários. Já nessas situações, a informação deve ser prestada sempre que o valor mensal ultrapassar R$ 30 mil.

Como será o mercado de criptomoedas em 2023? Clique aqui e descubra no relatório gratuito do time de Research do MB

*Texto atualizado às 9h42 do dia 4 de janeiro de 2023 para correção: a versão inicial continha o subtítulo “Número de CPFs bate recorde” e o correto é “Número de CNPJs bate recorde”

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) em frente a um gráfico de preço de alta

Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum ensaiam alta; BC fala em atraso do Drex e lei para stablecoins pode avançar nos EUA

O clima ainda é de cautela para as criptomoedas depois de comentários do presidente do Fed sobre manter os juros elevados e o risco de retaliação de Israel ao recente ataque do Irã
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin reduz perdas após atingir US$ 59 mil; Kraken lança carteira e Binance pode retornar à Índia

Manhã Cripto: Bitcoin reduz perdas após atingir US$ 59 mil; Kraken lança carteira e Binance pode retornar à Índia

Mercado de criptomoedas segue em baixa antes do halving do Bitcoin, com o Ethereum lutando para manter os US$ 3 mil
Logotipo OKX ao fundo tela trading

OKX lança rede Ethereum de segunda camada para desafiar a Base da Coinbase

Uma rede de escalonamento Ethereum de segunda camada construída pela OKX lançou a rede principal, abrindo caminho para novos usuários
Imagem da matéria: Saga anuncia airdrop gigantesco de projetos Ethereum, Solana e Avalanche

Saga anuncia airdrop gigantesco de projetos Ethereum, Solana e Avalanche

Projetos em várias redes estão ajudando a Saga a impulsionar o staking com pacotes de tokens e recompensas de airdrops nos próximos meses