Imagem da matéria: Nike processa empresa por vender NFTs não autorizados de seus tênis
Foto: Shutterstock

Nesta sexta-feira (4), a Nike abriu um processo contra a revendedora on-line de tênis StockX em um tribunal federal de Nova York, alegando que a empresa com sede em Detroit está vendendo imagens de tênis da Nike como tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) sem autorização.

Desde janeiro, StockX vendeu uma grande variedade de NFTs de tênis como parte de sua coleção “Vault”.

Publicidade

Os NFTs são claramente modelados em tênis verdadeiros e a Nike afirma que StockX disse aos compradores que os NFTs não autorizados serão resgatáveis por bens físicos “no futuro próximo”.

A acusação indica que a StockX vendeu mais de 500 NFTs com tema da Nike desde que lançou seu empreendimento em blockchain em 18 de janeiro, às vezes cobrando mais do que o triplo do valor das contrapartes físicas e oficiais dos NFTs.

A Nike argumenta que esse é um claro caso de violação de direitos autorais: “Esses produtos não autorizados provavelmente confundem clientes, criam uma associação falsa entre esses produtos e a Nike e diluem as famosas marcas registradas da Nike”.

Imagem do tênis Nike SB Dunk Low Bem & Jerry’s Chunky Dunky na StockX (Imagem: StockX)

Com uma avaliação de mercado de US$ 3,8 bilhões em abril de 2021, a plataforma de revendas lida com tudo, desde eletrônicos, moda urbana a relógios, bolsas e, até mesmo, colecionáveis físicos do Bored Ape Yacht Club (ou BAYC).

Nike, Adidas e o metaverso

Empresas, como Nike e Meta (anteriormente conhecida como Facebook) estão apostando bastante no emergente metaverso e no auge dos NFTs.

Publicidade

Em novembro de 2021, a empresa de roupas esportivas havia enviado quatro solicitações para registrar bens virtuais no Gabinete de Patentes e Marcas Registradas dos EUA (ou USPTO).

No mesmo mês, desenvolveu uma sede virtual no Roblox, um jogo multiplayer imersivo em 3D (apesar de não ser desenvolvido em blockchain).

Em dezembro, a Nike anunciou ter adquirido o RTFKT Studios em sua iniciativa de criar colecionáveis digitais de seus tênis.

Sua adversária comercial Adidas também está indo em uma direção parecida.

Em novembro, houve dois anúncios relacionados à sua iniciativa de metaverso: a empresa firmou uma parceria com a corretora cripto Coinbase e comprou um terreno no jogo blockchain de metaverso The Sandbox.

Publicidade

As grandes iniciativas de metaverso não são de se ignorar e a mais recente ação legal da Nike é evidência de que essas empresas estão levando o mundo digital bem a sério.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Morte de John McAfee completa 3 anos; relembre a história do “pai do antivírus” e defensor do Bitcoin

Morte de John McAfee completa 3 anos; relembre a história do “pai do antivírus” e defensor do Bitcoin

Não importa o quão fascinante tenha sido sua visão libertária para anarcocapitalistas ou o quão decepcionante foi para seus seguidores sua vida regada a álcool e drogas: John McAfee teve um final trágico