Logotipo branco fundo preto da NG Cash
Divulgação

A NG.CASH, carteira digital com foco na geração Z no Brasil, anunciou nesta terça-feira (12) o lançamento de sua plataforma de investimento em criptomoedas para seus mais de um milhão de usuários. Segundo nota enviada ao Portal do Bitcoin, o investimento inicial poderá ser feito a partir de R$ 1.

De acordo com a startup, que deu início aos serviços de criptomoedas em julho deste ano, as primeiras criptomoedas disponíveis diretamente na plataforma são Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH), mas outras moedas digitais como USD Coin (USDC) e Solana (SOL) estão nos planos, “e até mesmo outros projetos do ecossistema cripto escolhidos pelos próprios usuários”. 

Publicidade

“Quando se trata da Geração Z, observamos um gigantesco interesse no mundo dos criptoativos. A criação e lançamento da plataforma ocorreu após diversos pedidos dos nossos clientes por um meio fácil, rápido, intuitivo e seguro de se fazer um primeiro investimento em criptomoedas”, comenta Mário Augusto Sá, fundador e CEO da NG.CASH. 

Para Sá, a proposta de valor do ecossistema blockchain é muito atrativa para essa jovem geração, que busca por inovação, liberdade e transformação.

“Nossa proposta foi criar um ambiente democrático e confiável para que possam desbravar as oportunidades de investimento em cripto. Estamos muito contentes com o lançamento oficial desta solução”, ressalta.

Regulada como instituição de pagamentos pelo Banco Central, a NG.CASH possui investidores de peso como a gestora Andreessen Horowitz (a16z). Além da nova plataforma cripto, a startup oferece diferentes serviços financeiros como Pix, cartão de crédito internacional pré-pago da Mastercard, mesada programada, cartão virtual para pagamentos on-line, entre outros. 

Publicidade

Os serviços de custódia e corretagem da plataforma cripto da NG.CASH são realizados pela parceira Parfin, fintech que oferece infraestrutura de negociação e tokenização de criptoativos.

A empresa também oferece ferramentas e conteúdo de educação financeira aos usuários. Contudo, é importante ressaltar que para acessar a plataforma, menores de idade precisam obter autorização dos responsáveis legais.

“Desta maneira, a startup garante que os pais participem ativamente da vida financeira dos filhos e, ainda, que estejam de acordo com os serviços oferecidos pela startup”. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Diferente do que aconteceu antes do halving de 2020, desta vez os mineradores aproveitaram a recente disparada do Bitcoin para vender parte de suas reservas
Celular com logotipo da Receita Federal sobre notas de reais

Receita alerta sobre golpe do “erro na declaração” do Imposto de Renda; veja como se proteger

Os criminosos informam supostos erros em declarações para induzir a vítima a baixar um arquivo malicioso
Imagem da matéria: CEO da Binance afirma que está considerando "algumas jurisdições" para a sede global

CEO da Binance afirma que está considerando “algumas jurisdições” para a sede global

“Quais são as jurisdições que têm regulamentações que podem atender ao nosso conjunto de produtos?”, questiona Richard Teng
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Por que os ETFs de Bitcoin e Ethereum em Hong Kong são importantes para o mercado

Aprovação dos ETFs de Bitcoin e Ethereum podem abrir espaço para investidores da China e dar uma vantagem competitiva de Hong Kong sobre os EUA