Imagem da matéria: Administrador da Mt. Gox Explica Estratégia de Vendas de Bitcoin
Kobayashi (D) disse que variação recente de preço não era sua responsabilidade

O administrador da corretora falida Mt. Gox, Nobuaki Kobayashi, revelou no sábado (17) algumas informações críticas sobre como ele tem vendido Bitcoin e Bitcoin Cash, segundo o News Bitcoin. A notícia pode ter dado um alívio para clientes que aguardam ressarcimento e que ainda estão se sentindo inseguros em relação ao restante das vendas.

Apelidado de ‘Baleia Mt. Gox’ nas redes sociais e fóruns sobre criptomoedas, Kobayashi, detentor de pelo menos US$ 1,9 bilhões em BTC e BCH, diz que está consultando especialistas em criptomoedas e vendendo de maneira a evitar afetar o preço do mercado, algo que alguns ‘detetives’ da blockchain discordam.

Publicidade

Nobuaki afirmou que suas últimas vendas foram feitas com responsabilidade. Ele consultou pessoas muito experientes em criptomoedas durante as negociações. Salientou, ainda, que “analisar as transações dos endereços públicos é uma atitude inútil”.  

“Eu vendi BTC e BCH separadamente — de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018. Portanto, os montantes totais vendidos até o momento em que deixei de vender são diferentes”.

Vendas da MT. Gox e o preço do Bitcoin

“Após consultar especialistas do mercado de criptomoedas eu não vendi BTC e BCH da forma costumeira, mas de uma maneira que evitaria afetar o preço de mercado, garantindo a segurança da transação na medida do possível” detalhou Kobayashi, “mas não vou dar maiores detalhes para que não atrapalhem as vendas futuras, completou.

Tanto BTC e BCH que ainda existem quanto o montante já coletado permanecem sob a supervisão do administrador fiduciário. Um total de 44.000.000.000 ienes (cerca de US$ 400 milhões) já se encontram garantidos. Em breve, segundo Kobayashi, sairá a determinação das datas para restituição do dinheiro de todos os clientes.

Publicidade

A exchange Mt. Gox (Japão) foi a maior do mundo até um hacker roubar 850 mil bitcoins em fevereiro de 2014. Desde então Kobayashi está encarregado de liquidar os ativos e pagar os milhares de usuários que aguardam indenização.

Leia também: G20: “Criptomoedas Não São um Risco para o Sistema Financeiro Global”

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
moeda de bitcoin sob nota de dinehiro da nigéria

Tensão entre Binance e Nigéria escala após CEO acusar governo de suborno de R$ 770 mi

Funcionário do governo nigeriano disse que alegações são infundadas e que disputa contra Binance deve ser resolvida na Justiça