Imagem da matéria: Mining Capital Coin: Polícia Federal faz ação contra esquema internacional de R$ 300 milhões com criptomoedas
Emerson Pires (esquerda) e Luiz Capuci Júnior (direita) são acusados de aplicar golpe através da Mining Capital Coin (Imagem: Reprodução)

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a Operação Yang, que investiga um grupo criminoso brasileiro que lucrou cerca de US$ 62 milhões (R$ 300 milhões) com um esquema fraudulento que lesou 60 mil pessoas em diversos países.

De acordo com a PF, o grupo tinha uma empresa que prometia altos rendimentos com investimentos no mercado e que, após a captação, desviavam os recursos dos clientes usando carteiras de criptomoedas e depósitos em contas vinculadas e controladas pelos criminosos.

Publicidade

Após a liquidação dos criptoativos em favor dos líderes da organização, os valores eram usados na aquisição de bens de alto padrão, como veículos de luxo e, principalmente, na compra de imóveis, em especial em Brasília, Goiânia e Caldas Novas, diz a nota da polícia.

A PF não cita o nome dos investigados nem qual seria a empresa, mas fontes a par do assunto ouvidas pelo Portal do Bitcoin, confirmaram que o alvo é a Mining Capital Coin, fundada por Luiz Carlos Capuci Júnior (CEO) e Emerson Souza Pires.

Leia também: Governo dos EUA acusa dois brasileiros de fraude de US$ 62 milhões com criptomoedas

Em maio deste ano, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) processou a dupla em 2022 por aplicar um golpe global que deu um prejuízo de US$ 62 milhões a investidores de criptomoedas.

As acusações de fraude também tiveram como alvo outras duas empresas de Capuci: CPTLCoin e Bitchain Exchanges, nas quais eram oferecidos os pacotes fraudulentos de investimento de mineração.

Publicidade

De acordo com a investigação da SEC, a dupla de brasileiros incentivou mais de 65,5 mil investidores em todo o mundo a comprar pacotes de investimentos prometendo retornos diários de 1%, pagos semanalmente, em até 52 semanas.

Hoje, estão sendo cumpridos 25 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão em endereços em sete estados e no Distrito Federal. Além disso, foi determinado o bloqueio de até R$ 300 milhões mantidos em contas bancárias vinculadas aos envolvidos, bem como o sequestro de 52 imóveis.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Alguém pagou R$ 2 milhões por um NFT do Vitalik Buterin como bobo da corte

Alguém pagou R$ 2 milhões por um NFT do Vitalik Buterin como bobo da corte

A pintura de Vitalik Buterin quebrou recorde em 2020 quando foi vendida por 260 ETH
tela de laptopmostra logotipo do site Coindesk

CoinDesk é comprado por exchange do ex-presidente da bolsa de Nova York

O site de notícias cripto pertencia até então ao Digital Currency Group; os valores da negociação desta semana não foram divulgados
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Lei que regula criação de moedas sociais em cidades brasileiras avança na Câmara

PL prevê que as moedas sociais sejam emitidas apenas de forma digital e usem tecnologia blockchain para evitar fraudes
Imagem da matéria: Cosmos (ATOM) cai 4% após criador do projeto defender hard fork; entenda

Cosmos (ATOM) cai 4% após criador do projeto defender hard fork; entenda

A aprovação de uma proposta para reduzir a inflação no token ATOM fez com que Jae Kwon pressionasse a comunidade por um hard fork