Imagem da matéria: Mercado Livre compra parte da 2TM, controladora do Mercado Bitcoin
Foto: Shutterstock

O Mercado Livre anunciou nesta quinta-feira (20) que adquiriu participação na 2TM, controladora da corretora Mercado Bitcoin. O valor do investimento não foi divulgado.

A Mercado Livre também fez um investimento estratégico na Paxos, plataforma regulamentada e líder de infraestrutura de blockchain que potencializa a experiência de criptomoeda do Mercado Pago no Brasil.

Publicidade

Trata-se de um reforço na aposta da empresa argentina no mercado de criptomoedas, que anunciou no final do ano passado que permitiria a compra e venda criptomoedas em sua plataforma no Brasil.

Conforme diz a empresa no comunicado à imprensa, o Mercado Livre tem acompanhado de perto a evolução dos ativos digitais e da tecnologia blockchain em todo o mundo. Essas parcerias e investimentos são apenas mais um exemplo das várias etapas adotadas para se integrar a esse ecossistema dinâmico.

“Como uma empresa líder em tecnologia, estamos avaliando ativamente as várias inovações e oportunidades em torno deste mercado à medida que ele evolui, com o objetivo de ser um participante central dessa disrupção. As criptomoedas e a tecnologia blockchain representam um fenômeno único, global e coletivo que quebra barreiras e cria um ambiente aberto e nivelado para que todos os consumidores alcancem o empoderamento econômico, o que está muito alinhado com nossa missão como empresa”, destaca no comunicado André Chaves, vice-presidente sênior de Estratégia e Desenvolvimento Corporativo do Mercado Livre para América Latina.

“Estamos empolgados pelo Mercado Livre juntar-se à 2TM e MercadoBitcoin.com.br como acionista. Como um ator importante nas indústrias de tecnologia e serviços financeiros da América Latina, o Mercado Livre pode ter um impacto significativo no desenvolvimento futuro de criptomoedas e blockchain na região, e estamos entusiasmados em explorar e trabalhar de maneira próxima com a empresa para essa finalidade no futuro”, diz Daniel Cunha, vice-presidente executivo de Desenvolvimento Corporativo do Grupo 2TM.

Publicidade

Por meio do Meli Fund, seu fundo de investimento corporativo, o Mercado Livre investe e se engaja ativamente com seu portfólio de empresas excepcionais e inovadoras, enquanto também destrava sinergias com sua ampla gama de unidades de negócios interconectadas. É essa visão que garante seu papel-chave dentro do ecossistema empreendedor da América Latina, onde impacta diretamente centenas de milhares de empreendedores e micro e pequenas empresas.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Falha no Bradesco faz sumir saldo da conta dos clientes; veja as reclamações

Falha no Bradesco faz sumir saldo da conta dos clientes; veja as reclamações

Segundo maior banco do Brasil, Bradesco entrou no Trending Topics do X por erro que fez sumir saldo dos correntistas
Pedro do Flamengo vai para cima de Alisson do São Paulo em final da Copa do Brasil

Jogo do São Paulo contra Flamengo terá ingressos tokenizados; veja preços

O “Smart Ticket” começou a ser vendido na terça-feira (28) pelo app do clube paulista, e vale para o jogo de 6 de dezembro no Morumbi
Pelé segura taça Fifa me evento

BitGo nega parceria com novo negócio de criptomoedas de filhos e ex-mulher de Pelé

JanBank, que tem familiares de Pelé e um pastor como sócios, será focada em pagamentos com Bitcoin, Ethereum, entre outros criptoativos
Ricardo e Camila, criadores do projeto Bitcoin é Aqui posam para foto

Conheça a pequena cidade brasileira que se tornou local com maior taxa de adoção do Bitcoin no mundo

Município do Rio Grande do Sul adota o Bitcoin como meio de pagamento para cortes de cabelo e cafés e chegando até em terrenos