Imagem da matéria: Mercado de criptomoedas tem domingo de reação e Bitcoin volta a superar US$ 30 mil
(Foto: Shutterstock)

Após um sábado marcado por quedas, o mercado de criptomoedas mostra sinais de reação neste domingo (15), com alta forte dos principais ativos. Por volta das 11h30 da manhã, o Bitcoin (BTC) registra elevação de 4,3% ao longo das últimas 24 horas, sendo negociado acima do patamar de US$ 30 mil, a US$ 30.138. No Brasil, o valor do token é de R$ 154.361.

A tendência positiva também chega ao Ethereum (ETH). A segunda maior criptomoeda em capitalização de mercado opera em alta de 5,2%, com o token sendo negociado a US$ 2.068. A elevação atinge ainda as altcoins. O destaque vai para tokens como BNB (9,1%), XRP (6,1%), ADA (11,1%) e SOL (11,5%).

Publicidade

Até as memecoins são atingidas pela alta positiva, após uma semana de perdas. DOGE mostra ganhos de 3,9%, enquanto o Shiba Inu (SHIB) sobe 6,2%. Os números são do portal CoinMarketcap.

A exceção entre alta geral são as stablecoins, cuja confiança foi abalada após a crise na criptomoeda UST, do ecossistema Terra. Elas operam sem rumo definido, alternando entre pequenas altas e baixas. No momento da produção desta reportagem, essa era a cotação das principais criptomoedas desse segmento: USDT (0,1%). USDC (-0,1%) e BUSD (0,1%).

Trauma

No entanto, mesmo com a alta do dia, o mercado segue exibindo os sinais de uma semana traumática, dominada pelo derretimentos dos principais tokens do projeto Terra, LUNA e UST. Assim, no valor acumulado de sete dias, o BTC ainda registra perdas de 12,9%, enquanto o ETH mostra recuo de 18,4%.

O anúncio de um plano de recuperação pelo criador de Terra, Do Kwon, não parece ter dado confiança suficiente aos investidores.

Publicidade

Após LUNA atingir quase zero, ele é negociado nesse momento com uma queda de 45% e com cotação restrita a apenas US$ 0,0002, que lhe gera uma capitalização de mercado de apenas US$ 1,4 bilhão. O token UST vale US$ 0,1, quando deveria buscar a paridade de US$ 1.

Segundo analistas, o mercado espera por ações mais concretas dos desenvolvedores do Terra – como queimas em larga escala de LUNA, que no momento possui mais de 6 trilhões de tokens espalhados pelo mercado – antes de definir um rumo mais consistente para a criptomoeda ferida.

Até que surja essa resposta, o valor de LUNA deverá seguir em plena turbulência, com grandes variações em termos percentuais, mas baixas em valor total, devido ao massacre no valor da criptomoeda, que perdeu mais de 99,9% de seu valor.

VOCÊ PODE GOSTAR
piramide financeira criptomoedas

Ex-diretora da pirâmide OneCoin é condenada a 4 anos de prisão nos EUA

Onecoin foi criada pela búlgara Ruja Ignatova, a famosa “Rainha das Criptomoedas” foragida do FBI
Imagem da matéria: Ripple vai lançar sua própria stablecoin lastreada ao dólar

Ripple vai lançar sua própria stablecoin lastreada ao dólar

Em seu lançamento, a stablecoin da Ripple estará disponível nas blockchains XRP Ledger e Ethereum, com planos de expansão
Imagem da matéria: Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

O jogador do Atlético Mineiro está desde o ano passado atrás dos valores investidos na WLJC Gestão Financeira através de Bigode
Imagem da matéria: Importação de criptomoedas no Brasil dobra e chega a R$ 14 bilhões no 1º bimestre

Importação de criptomoedas no Brasil dobra e chega a R$ 14 bilhões no 1º bimestre

Dados do Banco Central mostram que a importação de criptoativos saltou de US$ 1,4 bilhão no primeiro bimestre de 2023, para US$ 2,9 bilhões no início deste ano