Imagem da matéria: Mercado Bitcoin vira multichain e libera acesso à stablecoin USDC emitida na rede Stellar
(Foto: Shutterstock)

A partir de quinta-feira (19), os clientes do Mercado Bitcoin, maior plataforma de ativos digitais da América Latina, terão acesso à stablecoin USDC emitida na rede Stellar, que oferece transações mais baratas quando comparada à blockchain Ethereum.

É a primeira vez que o Mercado Bitcoin suporta um mesmo ativo em múltiplas redes, beneficiando seus clientes, que poderão escolher sua rede preferida. Antes, a USDC estava disponível somente na rede Ethereum, onde qualquer operação feita recentemente – seja compra, tomada de empréstimos, remessas ou emissão de ativos – dificilmente sai por menos de US$ 10, podendo disparar conforme a demanda e o volume das transações na blockchain.

Publicidade

Ao utilizar a rede da Stellar, os custos de transação são reduzidos para, em média, $0,0002 e a validação das transações é realizada entre 1 e 6 segundos, a tornando praticamente 50 mil vezes menos custosa e 60 vezes mais rápida, se comparada à sua versão na rede Ethereum.

Porto seguro

“O USDC é uma stablecoin baseada em um ativo real, o dólar americano, com lastro um para um. Isso facilita sua utilização para fins de proteção cambial e “porto seguro” durante tempos de alta volatilidade”, ressalta Reinaldo Rabelo, CEO do Mercado Bitcoin.

Desde 2014, a rede Stellar oferece transações seguras e baratas. No primeiro trimestre de 2022, já processou, em média, US$ 8,6 milhões por dia em pagamentos. Atualmente, também tem sido uma das redes mais escolhidas para pagamentos, tokenização e emissão de ativos reais.

“O USDC na Stellar oferece aos clientes do Mercado Bitcoin tanto uma valiosa interoperabilidade como um dólar digital verdadeiramente sem fronteiras”, disse Denelle Dixon, CEO da Stellar Development Foundation.

Publicidade

“À medida que continuamos nossa missão de criar acesso equitativo ao sistema financeiro global, essa integração é um importante passo, mutuamente benéfico. O Mercado Bitcoin é uma das maiores exchanges de ativos digitais do hemisfério sul, com potencial para trazer volume e liquidez significativos para a rede Stellar”, complementa.

Até o final de 2022, a rede lançará novos contratos inteligentes que irão permitir a criação de inúmeras aplicações, o que aumentará ainda mais a possibilidade de uso da USDC dentro da Stellar.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

A CVM multou a pirâmide financeira Atlas Quantum após identificar indícios “robustos e consistentes” de que tudo não passava de uma operação fraudulenta
Logo da ftx, dólares e bitcoin

Analistas preveem alta no mercado cripto com ressarcimento bilionário a clientes da FTX

A FTX deve cerca de US$ 11 bilhões a credores, mas a massa falida conseguiu levantar mais de US$ 14 bilhões
Imagem da matéria: Volume de negociação de 'Notcoin' ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Volume de negociação de ‘Notcoin’ ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Jogo Notcoin, baseado no Telegram, lançou mais de 80 bilhões de tokens para cerca de 35 milhões de jogadores em um airdrop
Fazenda de Mineração de criptomoedas Salto del Guairá Paraguai -ANDE

Paraguai usa inteligência artificial para encontrar fazenda ilegal de mineração de Bitcoin

Autoridades apreenderam 176 ASICs em Saltos de Guairá com ajuda de sistema que mede a tensão de redes elétricas