simbolo do dolar formado em numeros
Shutterstock

O MB (Mercado Bitcoin), a maior exchange de ativos digitais da América Latina, é a primeira plataforma a lançar o Stablecolb (SCB). O SCB, da Colb Asset SA, é uma stablecoin de origem suíça com raízes brasileiras com a característica 1:1, o que significa que cada token é lastreado por no mínimo um dólar americano.

Portanto, visa oferecer uma opção segura para investidores que buscam exposição ao dólar americano, sem a volatilidade das criptomoedas. A novidade estará disponível para negociação a partir desta quarta-feira (20).

Publicidade

Desde o seu lançamento, o acesso ao SCB tem sido limitado a convites por meio de NFT, tornando o público brasileiro pioneiro em sua ampla disponibilidade. A proposta do SCB vem de sua paridade 1:1 com o dólar americano e pela sua adequação às regulamentações suíças – uma combinação que abre caminho para a proteção de ativos em stablecoins.

Além disso, resguardados em bancos privados suíços por meio de estruturas fiduciárias separadas, os ativos dos investidores permanecem protegidos contra riscos operacionais e interferências não autorizadas – uma proteção única no universo das criptomoedas. A chegada do SCB ao MB representa uma oportunidade para investidores brasileiros diversificarem seus ativos, terem exposição ao dólar e fazerem uso dessa stablecoin para preservação de capital.

“O jogo das stablecoins não acabou. Ainda há espaço para uma stablecoin que seja totalmente aderente a uma regulação. É por isso que o MB escolheu listar o SCB. As stablecoins em dólar americano continuam sendo a maneira mais inteligente de se expor ao preço do dólar americano”, afirma Fabrício Tota, diretor de Novos Negócios do MB.

“Como advogado brasileiro, sinto muito orgulho em contribuir com a liberdade financeira dos meus concidadãos brasileiros criando uma stablecoin em conformidade, que concede a todos o acesso à excelência financeira suíça”, diz Yulgan Lira, CEO e cofundador da Colb.

Publicidade

No mercado latino-americano de criptomoedas, que conta com aproximadamente 15 milhões de entusiastas apenas no Brasil, a busca por estabilidade em meio à volatilidade de ativos digitais é constante. A paridade 1:1 do SCB com o dólar americano e a regulamentação suíça não apenas atendem a essa preocupação crítica, mas também oferecem uma oportunidade única: a segurança e gestão indireta de ativos por meio de bancos privados suíços, um acesso reservado para poucos.

À medida que o SCB consolida sua posição no mercado, a Colb introduzirá recursos adicionais, principalmente a capacidade de trocar o SCB por outras criptomoedas. No futuro, o SCB também servirá como meio de troca para outros ativos digitais desenvolvidos pela Colb, especificamente Tokenized Structured Products (TKSP) que espelham a rentabilidade de ativos do mundo real.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Um relatório do Centro de Inovação da UE diz que as soluções de Bitcoin e de segunda camada podem causar “problemas para as investigações policiais”
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin tem forte alta com ETFs nos EUA batendo recordes de aportes

Manhã Cripto: Bitcoin tem forte alta com ETFs nos EUA batendo recordes de aportes

ETFs de Bitcoin à vista dos EUA registraram entradas de US$ 886,75 milhões, o que é o segundo maior fluxo diário desses produtos
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

Caso contra Atlas Quantum exemplifica a longa demora para CVM julgar processos

O prazo médio para a Comissão de Valores Mobiliários terminar de julgar Termos de Acusação é de quatro anos e meio
Imagem da matéria: Nova York processa minerador de criptomoedas e exchange cripto por fraude de US$ 1 bilhão

Nova York processa minerador de criptomoedas e exchange cripto por fraude de US$ 1 bilhão

Autoridades acusam a exchange cripto NovaTech e a empresa de mineração AWS Mining de “envolvimento em esquemas de pirâmide ilegais”