Imagem da matéria: Manhã Cripto: XRP sobe 6% e Bitcoin (BTC) estaciona; Rússia prepara votação sobre uso do rublo digital  
(Foto: Shutterstock)

As maiores criptomoedas mostram estabilidade na manhã desta quarta-feira (19), enquanto as bolsas europeias avançam em meio aos sinais de desaceleração da inflação no Reino Unido. Os futuros dos EUA operam estáveis após os fortes balanços do Bank of America e Morgan Stanley na terça-feira. 

O Bitcoin (BTC) registra pouca variação nas últimas 24 horas, cotado a US$ 30.018,93, segundo dados do Coingecko.  

Publicidade

Diante da tendência de estabilidade da maior criptomoeda, analistas se perguntam se as vendas de BTC por mineradores estariam impedindo um rali mais forte, enquanto o impacto do dólar no nível de liquidez também poderia impactar o desempenho do Bitcoin em breve. 

Em reais, o BTC recua 0,16%, negociado a R$ 144.867,08, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

O Ethereum (ETH) tem alta de 0,6%, a US$ 1.910,50.  

Uma carteira que recebeu mais de 61 mil ETH na oferta inicial de moedas (ICO) há oito anos transferiu todo o valor para outra “wallet” na quarta-feira, mostram dados de blockchain. Segundo o CoinDesk, a carteira pertenceria à exchange de cripto Kraken. Os tokens valem mais de US$ 116 milhões a preços atuais. O ETH foi comprado por 31 centavos de dólar por token durante a ICO. 

Em meio à calmaria que domina as maiores criptomoedas, XRP, emitido pela Ripple, segue beneficiado pela vitória parcial da empresa em uma disputa regulatória com a SEC. O token sobe 6% nas últimas 24 horas e acumula alta de 65% em sete dias. 

Glenn Thompson, deputado republicano da Pensilvânia que preside o Comitê de Agricultura da Câmara dos EUA, disse que a decisão favorável à Ripple – atestando que o token não é valor mobiliário para negociações no varejo – pode abrir caminho para um projeto de lei de criptoativos no país. 

Publicidade

Outras altcoins operam entre perdas e ganhos nesta quarta, entre elas BNB (+0,2%), Cardano (+3,4%), Dogecoin (+0,0%), Polygon (-1,2%), Solana (+4%), Polkadot (-1,3%), Avalanche (-0,2%) e Shiba Inu (-0,1%). 

Planos para rublo digital 

A Rússia avança com os planos de introduzir um rublo digital, juntando-se a uma lista crescente de países com projetos de moedas digitais de bancos centrais (CBDCs), enquanto busca reduzir o isolamento internacional devido à guerra na Ucrânia. 

A legislação para aprovar a criação da moeda digital nacional chega nesta quarta ao Conselho da Federação, a câmara alta do parlamento da Rússia, de acordo com a Bloomberg. Caso seja aprovado e sancionado pelo presidente Vladimir Putin, o Banco da Rússia pode começar a testar o rublo digital já no próximo mês. 

No Brasil, a Núclea, fornecedora de infraestrutura bancária e de pagamentos, criou um centro de excelência interno para explorar oportunidades que surgem com a tokenização de ativos e tecnologia blockchain e DLT (registro distribuído), informou o Valor. A nova divisão abrange tanto áreas de negócios quanto de tecnologia com foco em trazer escala e interoperabilidade para o real digital. 

Publicidade

O MB, que faz parte dos consórcios do piloto do real digital, anunciou na terça-feira (18) o recurso ‘Compre com Pix’. “A nova funcionalidade revoluciona a maneira como os usuários podem adquirir criptoativos, permitindo a compra direta por meio de Pix em diferentes instituições financeiras”, diz o anúncio da corretora. 

Outros destaques das criptomoedas  

A agência de valores mobiliários da Austrália informou nesta quarta-feira (19) que cancelou a licença da unidade da exchange cripto FTX que, desde a última sexta-feira (14), está proibida de operar no país, de acordo com a Reuters. Depois do colapso da FTX em novembro passado, a reguladora havia suspendido a licença para a operação de derivativos e câmbio até maio deste ano. 

A FTX terá permissão de atender a serviços financeiros limitados para derivativos que vão expirar até 12 de julho de 2024, de acordo com comunicado. Enquanto isso, Zhe “Constance” Wang, ex-diretora operacional da FTX, agora em recuperação judicial, conseguiu emprego na Sino Global, comandando o time de games do grupo de venture capital, segundo a Bloomberg. 

A Ether.Fi disse na terça-feira (18) que o OpenSea suspendeu a negociação de sua coleção de tokens não fungíveis (NFTs) garantidos por “staked Ether”. De acordo com o CEO da Ether.Fi, Mike Silagadze, o OpenSea não forneceu nenhuma explicação para a deslistagem. Mas o OpenSea disse ao The Block que o problema é regulatório:  

“Quando descobrimos que coleções ou conteúdo violam nossos Termos de Serviço, aplicamos nossa política de várias maneiras, incluindo a exclusão de coleções e, em alguns casos, o banimento de contas.” Silagadze, por sua vez, disse que o OpenSea é um “cassino sem licença”.  

Publicidade

Enquanto criptomoedas como o Bitcoin embarcam em um rali neste ano, o mercado de NFTs ainda enfrenta um período de baixa, com a desvalorização das coleções. Com isso, algumas empresas resolveram apostar na inteligência artificial para voltar a atrair o interesse de investidores.  

Mas o famoso artista de NFTs Beeple afirmou em entrevista à Bloomberg que a inteligência artificial não é uma solução mágica para a crise no segmento. Ainda assim, novos projetos continuam despontando, como a plataforma de NFTs de Patrick Mahomes, astro da liga de futebol americano. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin voltam a ter entradas líquidas com fluxo de US$ 101 milhões

ETFs de Bitcoin tiveram dois dias de saídas e voltaram a ter fluxo positivo com uma retomada do ânimo do mercado após dados de inflação nos EUA
Imagem de Glaidson Acácio dos Santos, mais conhecido como Faraó do Bitcoin

Gilmar Mendes mantém prisão de Glaidson Acácio dos Santos, criador da GAS Consultoria

A defesa do ‘Faraó do Bitcoin’ alegou problemas psiquiátricos e uso de medicamento controlado, além de questionar a jurisdição acerca da competência para os processos
Donald Trump é fotografado em comício nos EUA

“Pharma Bro” afirma que filho de Donald Trump é o real dono da memecoin DJT

Após revelar seu envolvimento na criação da memecoin TrumpCoin (DJT), “Pharma Bro” agora diz que o filho do ex-presidente Donald Trump é o verdadeiro dono do token
smartphone com logotipo da Toncoin TON à frente de monitor que mostra gráfico de mercado

Semana Cripto: Bitcoin cai enquanto Toncoin sobe e se aproxima da Dogecoin em valor de mercado

Criptomoedas de grande capitalização como PEPE e WIF também tiveram quedas de até 20% na semana