Imagem da matéria: Manhã Cripto: Saques na Binance somam US$ 1 bilhão após renúncia de CEO; Bitcoin (BTC) cai 2% e BNB mergulha 10% 
Foto: Shutterstock

O mercado de criptomoedas reage com perdas nesta quarta-feira (22) ao fim de uma investigação que resultou em uma multa de US$ 4,3 bilhões para a Binance, que admitiu violar as leis de combate à lavagem de dinheiro e sanções do governo americano. 

No mercado acionário, os índices futuros das bolsas de Nova York operam com pouca variação à espera de dados da economia americana na véspera do feriado de Ação de Graças nos EUA. 

Publicidade

Com liquidações de contratos futuros cripto acima de US$ 200 milhões, o Bitcoin cai 2% em 24 horas, para US$ 36.640,64, segundo dados do Coingecko.    

Em reais, o BTC recua 1%, negociado a R$ 180.894,25, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

Ethereum (ETH) anda de lado, cotado a US$ 2.011,04.  

As perdas entre as altcoins são lideradas pelo token BNB da Binance, que registra queda de 10% em 24 horas. Outros tokens seguem a tendência negativa, com destaque para XRP (-3%), Cardano (-3,4%), Solana (-3,8%), Dogecoin (-3,9%), Polygon (-5,3%), Polkadot (-2,7%), Chainlink (-1,4%), Avalanche (-6,7%) e Shiba Inu (-4,9%).  

CZ paga fiança de US$ 175 milhões 

Depois de se declarar culpado por violações de lavagem de dinheiro e concordar em pagar uma multa de US$ 50 milhões, o fundador e ex-CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, pagou fiança de US$ 175 milhões para ser liberado após audiência de custódia na terça-feira (21). 

Publicidade

CZ pode pegar até 10 anos de prisão, mas a pena deve ser reduzida porque acordo inclui uma renúncia ao seu direito de recurso desde que a sentença não exceda 18 meses, disse o juiz Brian Tsuchida durante a audiência de confissão. 

O Departamento de Justiça ainda não decidiu quanto tempo de prisão será solicitado para o executivo, uma decisão esperada para fevereiro. 

Em tuíte, CZ  informou que Richard Teng, antes responsável global de mercados regionais da Binance, assumirá o cargo de CEO. 

Agora a principal tarefa de Teng será evitar a fuga de clientes, aponta análise da Bloomberg. A missão não será fácil: desde o anúncio do acordo, as retiradas na Binance somam US$ 1 bilhão

A Binance, que admitiu ter permitido transações com o Hamas e outros grupos terroristas na plataforma, foi acusada de três crimes, incluindo falhas no combate à lavagem de dinheiro, operação de negócios de transmissão de dinheiro não licenciado e violação de sanções dos EUA. 

Publicidade

A maior corretora cripto do mundo vai sair do mercado americano e pagar US$ 4,3 bilhões em multas, uma das maiores penalidades corporativas na história do país. 

Durante coletiva de imprensa na terça, o Departamento do Tesouro dos EUA disse que o acordo fechado com a Binance representa um “divisor de águas” para o cumprimento da lei pela indústria de criptoativos no país. 

Genesis processa Gemini 

A plataforma de crédito cripto Genesis Global Capital, atualmente em recuperação judicial, abriu um processo contra a exchange Gemini Trust, sua ex-parceira, para recuperar mais de US$ 689 milhões, de acordo com documento judicial registrado na terça-feira (21). 

De acordo com a ação, a Gemini teria realizado transferências preferenciais de um “valor bruto agregado não inferior a aproximadamente US$ 689.302.000” da Genesis às custas de outros credores. Por isso, a Genesis, controlada pelo Digital Currency Group (DCG) pediu ao tribunal que “corrigisse esta injustiça”. 

Genesis e Gemini travam uma batalha nos tribunais desde o colapso da FTX em novembro de 2022. Em meio ao “crash” do mercado, a Genesis bloqueou saques, o que afetou clientes da Gemini no programa de renda passiva Earn, oferecido em parceria pelas duas empresas. 

Publicidade

Outros destaques das criptomoedas 

O governo dos EUA apreendeu quase US$ 9 milhões em Tether (USDT) atribuídos a uma rede organizada de golpistas que roubaram milhões de vítimas em todo o país, informou a Bloomberg. Por meio do golpe conhecido como “abate de porcos”, o grupo fez mais de 70 vítimas com a criação de plataformas de negociação de criptomoedas fraudulentas. Recentemente, a Tether já havia anunciado o bloqueio de US$ 225 milhões em USDT de carteiras ligadas ao tráfico humano. 

Alguns ex-executivos da fintech Revolut decidiram lançar uma carteira digital para ajudar usuários a gerenciar criptoativos com segurança e a interagir com aplicativos descentralizados. A wallet Zeal atualmente está disponível apenas para convidados e planeja seu lançamento oficial no primeiro trimestre do próximo ano, disse a empresa em comunicado compartilhado pelo The Block. Investidores na Zeal incluem Galaxy, Framework, Variant Fund e Northzone. 

Após ser demitido, Sam Altman vai retomar o comando da OpenAI, cujo conselho será substituído com novos diretores, de acordo com a Bloomberg. O conselho preliminar da criadora do ChatGPT será liderado por Bret Taylor, ex-codiretor-presidente da Salesforce e diretor do antigo Twitter antes de a rede social ser comprada por Elon Musk. Outros diretores incluem Larry Summers, ex-secretário do Tesouro no governo Bill Clinton. A OpenAI agora trabalha nos detalhes da reorganização, disse a empresa no X. 

You May Also Like
Agentes da PF realizando buscas na Operação Fast

PF derruba quadrilha que aplicou golpe de R$ 100 milhões com NFTs e criptomoedas

A Polícia Federal estima que cerca de 22 mil pessoas foram vítimas no Brasil e exterior do esquema
Imagem da matéria: Bitcoin registra maior ganho mensal em 4 anos ao subir 43% em fevereiro

Bitcoin registra maior ganho mensal em 4 anos ao subir 43% em fevereiro

Maior criptomoeda do mundo, o Bitcoin opera acima do nível de US$ 62 mil e se aproxima cada vez mais da sua máxima histórica de US$ 69 mil
Agentes da Polícia Federal emoperação contra russos radicados noBrasil

PF faz operação contra russos radicados no Brasil que lavaram dinheiro com criptomoedas

A operações que ocorrem nesta terça-feira (27) nos estados de Santa Catarina, Goiás e Ceará também têm brasileiros como alvos
Imagem da matéria: Tokenização se torna opção interessante para CRIs e CRAs | Opinião

Tokenização se torna opção interessante para CRIs e CRAs | Opinião

Através da tokenização o emissor dos certificados consegue garantir uma operação com menos gastos graças à infraestrutura utilizada