Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank
Shutterstock

As maiores criptomoedas operam com baixa variação na manhã desta terça-feira (7), enquanto as altcoins vão em direções opostas, com os mercados no aguardo de novos sinais sobre a política monetária nos EUA.  

Investidores globais também avaliam o impacto dos terremotos na Turquia e na Síria, que causaram pelo menos 4 mil mortes. 

Publicidade

O Bitcoin (BTC) mostra estabilidade nas últimas 24 horas, cotado a US$ 22.920,60. Em reais, o BTC sobe 0,3%, para R$ 118.633,03, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB). 

O Ethereum (ETH) também opera estável, negociado a US$ 1.632,38, segundo dados do Coingecko.  

A principais altcoins registram desempenho misto, entre elas BNB (+0,9%), XRP (-1,1%), Cardano (-1,3%), Dogecoin (-1,9%), Polygon (+2%), Solana (-0,4%), Shiba Inu (-4,7%), Polkadot (-1,8%) e Avalanche (-0,1%).  

Aptos (APT) avança 1,2% nas últimas 24 horas, embora ainda registre com perdas de 11,3% em sete dias. O token, que havia triplicado de preço em 30 dias, foi afetado por um meme na Coreia do Sul, que associou a criptomoeda à abreviação da palavra apartamento. 

Bitcoin hoje 

Investidores que compram ativos de risco, como criptomoedas e ações, ficam atentos ao discurso do presidente do banco central dos EUA, Jerome Powell, nesta terça-feira (7) em Washington.  

O mercado vai buscar pistas sobre a política monetária nos comentários de Powell, após dados que mostraram um mercado de trabalho ainda muito aquecido nos EUA. Na segunda-feira (6), o presidente do Federal Reserve de Atlanta, Raphael Bostic, afirmou que os números do emprego aumentam a possibilidade de que a instituição tenha que elevar os juros para um patamar mais alto do que o esperado. 

Publicidade

Apesar do clima de cautela no cenário macro, produtos de investimento cripto registraram entradas pela quarta semana seguida, totalizando US$ 76 milhões, de acordo com relatório da CoinShares, enquanto gestores de ativos aumentaram suas posições compradas em Bitcoin para um nível recorde, reforçando apostas em ganhos da maior criptomoeda. 

Enquanto isso, a Lightning Network, solução de segunda camada que processa transações de Bitcoin, bateu recorde de processamento e os canais de pagamento chegaram a 5.000 BTCs. 

Recuperação judicial da Genesis 

A Genesis, seu controlador Digital Currency Group (DCG), a exchange Gemini e outros credores chegaram a um acordo para recuperar ativos durante o processo de reorganização judicial da companhia, informou o The Block

O acordo envolve a plataforma de crédito cripto Genesis Global Capital (GGC), o DCG, e dois grupos de credores, incluindo aqueles com mais de US$ 2 bilhões a receber da GGC, e a Gemini Trust Company. E também a reestruturação de US$ 1,7 bilhão em dívidas e outras obrigações. 

Publicidade

Como parte do plano, o DCG contribuirá com sua participação acionária na Genesis Global Trading para a Genesis Global Holdco, reunindo todas as entidades da Genesis sob a mesma holding, de acordo com um comunicado divulgado na segunda-feira (6). 

De acordo com o portal CoinDesk, que também é controlado pelo DCG, o pacto inclui a venda da unidade de trading do grupo, além do braço de crédito. 

A Genesis Global Holdco entrou com pedido de proteção contra credores sob o Capítulo 11 da Lei de Falências dos EUA no mês passado. 

A Gemini, cujo programa de renda passiva Earn foi extinto como resultado da crise na Genesis, vai injetar US$ 100 milhões no plano proposto. 

Para levantar caixa, o conglomerado DCG também começou a vender ações com grande desconto nos vários fundos de sua outra unidade, a Grayscale Investments, que administra o GBTC, maior fundo de Bitcoin do mundo, segundo reportagem do Financial Times. 

Publicidade

Crise na FTX 

O DCG e outras empresas do setor mergulharam em uma crise de liquidez após o colapso da exchange cripto FTX em novembro passado, em um mercado já abalado pela quebra do hedge fund Three Arrows Capital e do ecossistema Terra. 

Sam Bankman-Fried, fundador da FTX acusado de várias irregularidades, entre elas desvio de fundo de clientes, aguarda julgamento em prisão domiciliar. Após ser proibido de contatar ex-funcionários e atuais empregados da FTX por aplicativos de mensagens efêmeras, como o Signal, SBF conseguiu permissão de um juiz para conversar com alguns deles, de acordo com seus advogados.  

FaceTime, iMessage, Zoom, mensagens de texto e e-mail agora são permitidos, além do WhatsApp com algumas restrições. 

Em mais uma etapa da recuperação judicial da FTX, a nova gestão se opôs à indicação de um investigador independente, dizendo que isso resultaria em custos extras e riscos cibernéticos. O juiz responsável pelo caso ainda não deu a palavra final e solicitou que a FTX chegue a um acordo com o U.S. Trustee, o braço do Departamento de Justiça que pede uma investigação paralela.  

Enquanto isso, o Signature Bank foi acusado em um processo pela Statistica Capital, uma empresa de investimentos, de facilitar a quebra da FTX ao permitir que a exchange usasse fundos de clientes em sua rede blockchain, conforme uma queixa apresentada na segunda-feira em um tribunal federal em Manhattan. 

Tether enfrenta teste no mercado 

A Tether, maior stablecoin do mercado, sobreviveu aos últimos três invernos cripto e agora enfrenta um novo teste. Mas em entrevista ao Valor, Paolo Ardoino, diretor de tecnologia da Bitffinex, que pertence à holding emissora do token, disse que não teme a concorrência com os bancos tradicionais, o peso dos reguladores nem os questionamentos sobre governança e auditoria de reservas da USDT, código pelo qual a stablecoin também é conhecida. 

Outros destaques das criptomoedas 

O conselho de administração do Nubank autorizou que a fintech emita os tokens Nucoin a partir das Ilhas Cayman. A instituição havia anunciado em outubro a criação da moeda digital, que faz parte de suas iniciativas em blockchain e criptoativos, de acordo com o Valor. O criptoativo será a base para programa de recompensas no qual clientes do banco ganharão os tokens ao fazer compras e poderão trocar por descontos e outras vantagens 

Publicidade

A Coreia do Norte roubou mais criptoativos em 2022 do que em qualquer outro ano e teve como alvo redes de empresas aeroespaciais e de defesa estrangeiras, de acordo com relatório ainda confidencial das Nações Unidas visto pela Reuters

“(A Coreia do Norte) usou técnicas cibernéticas cada vez mais sofisticadas para obter acesso a redes digitais envolvidas em finanças cibernéticas e para roubar informações de valor potencial, inclusive para seus programas de armas”, relataram monitores de sanções independentes a um comitê do Conselho de Segurança da ONU. 

Em outro alerta, a empresa de segurança cripto PeckShield identificou 15 tokens falsos no Damus, um novo aplicativo de rede social descentralizado que recentemente se colocou entre os 10 mais populares da App Store nos EUA. Os tokens falsos são emitidos na Ethereum e BNB Chain e contêm funções maliciosas em uma tentativa de atrair usuários a comprá-los, informou o The Block

O Banco da Inglaterra e o Tesouro britânico intensificaram os trabalhos para a criação de uma moeda virtual, apelidada informalmente de “Britcoin”, mas buscaram dissipar a preocupação de que a libra digital seja uma ameaça à estabilidade dos bancos. Em entrevista à Reuters,  Cecilia Skingsley, nova chefe da divisão de inovação do Banco de Compensações Internacionais (BIS), disse que as chamadas moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) são promissoras, mas devem enfrentar obstáculos geopolíticos. 

Também no Reino Unido, empresários da indústria cripto com anúncios irregulares podem pegar até dois anos de prisão caso não cumpram as regras de publicidade para o setor. E após o “boom” de plataformas de criptomoedas anunciando no Super Bowl, a famosa final do campeonato de futebol americano, agora são empresas de bebidas alcoólicas que dominam o espaço, de acordo com a Bloomberg

No Brasil, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) decidiu voltar a investigar a empresa de investimentos em criptomoedas Braiscompany, em decorrência de denúncias de clientes feitas ao órgão. A apuração das queixas foi confirmada pela assessoria do MPPB em nota enviada ao Portal do Bitcoin. Segundo o MP, à frente das investigações está o promotor de Justiça de Campina Grande e diretor-regional do MP-Procon, Sócrates da Costa Agra, que “está apurando denúncias de alguns investidores que não estariam recebendo as remunerações acordadas em contratos com a empresa Braiscompany”. 

A Binance lançou uma ferramenta para ajudar usuários a calcular as obrigações fiscais em transações com criptomoedas, de acordo com o InfoMoney. Chamada de Binance Tax, a ferramenta, que é gratuita, fornece relatórios de até 100 mil transações e está disponível inicialmente para usuários no Canadá e na França. A empresa promete lançar o produto em outras regiões, mas ainda não especificou onde e quando. 

E a partir de amanhã (8), a Binance vai suspender transferências bancárias em dólar, embora apenas 0,01% dos clientes façam transferências por meio da moeda americana, disse um porta-voz ao CoinDesk. Ainda não foram revelados detalhes do motivo da suspensão, mas os clientes ainda poderão fazer depósitos em outras moedas fiduciárias e métodos alternativos, como cartões, Google Pay e Apple Pay. 

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Epik Duck: Conheça o projeto que foi de piada a memecoin de US$ 25 milhões

Epik Duck: Conheça o projeto que foi de piada a memecoin de US$ 25 milhões

Memecoins como a EPIK estão se tornando cada vez mais populares no universo das criptomoedas. Isso é bom ou ruim?
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)