Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) recupera os US$ 43 mil e Polygon (MATIC) decola 20% com traders de olho em novas máximas
Foto: Shutterstock

As maiores criptomoedas ganham força nesta quarta-feira (27), enquanto a Solana perde terreno e dá lugar à Polygon no rali das altcoins. No mercado acionário, as bolsas europeias sobem e os futuros dos EUA estacionam após o S&P 500 encostar na máxima de janeiro de 2022. 

Bitcoin tem alta de 1,2% em 24 horas, para US$ 43.150,07, segundo dados do Coingecko.   

Publicidade

Em reais, o BTC recua 0,7%, negociado a R$ 207.996,28, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

Ethereum (ETH) avança 1,6%, cotado a US$ 2.272,70.  

Polygon (MATIC) dispara 20% em 24 horas, para US$ 1,05. O analista de criptoativos Ali Martinez diz que, caso o token se mantenha acima de US$ 1, isso pode abrir caminho para um rali de 70%. Grandes investidores, as chamadas baleias, vêm acumulando MATIC nas últimas semanas. Em sete dias, a criptomoeda mostra alta de 37%. 

Solana (SOL) passa por uma correção e recua 1,4%. O token chegou a cair 11% em 24 horas, em possível saturação do forte rali dos últimos dias, dizem analistas. 

Apesar de ter perdido o posto de quarto maior token para a Solana, o BNB da Binance é outro destaque de alta nesta quarta, com ganho de 6,3%.  Em meio à investida regulatória, a fortuna do fundador e ex-CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, aumentou em quase US$ 25 bilhões neste ano, de acordo com o índice de Bilionários da Bloomberg

As demais altcoins vão em direções opostas, entre elas XRP (+1,4%), Cardano (+0,6%), Dogecoin (-0,1%), TRON (-0,3%), Chainlink (+0,6%), Avalanche (-4%), Polkadot (-3%) e Shiba Inu (+0,6%).  

Publicidade

Bitcoin hoje 

O Bitcoin dá sinais de estabilização nesta manhã, após cair abaixo de US$ 42 mil na terça-feira (26) pela primeira vez em sete dias, mostram dados da Bloomberg.  

“Olhando para o futuro, eu permaneceria cauteloso e me prepararia para uma potencial volatilidade nesta semana por causa dos fluxos de final de ano, vencimentos de opções e futuros e o ambiente geral com pouca liquidez por causa dos feriados”, disse à agência Jaime Baeza, CEO do hedge fund cripto AnB Investments. 

Parte do mercado também já tenta antecipar qual seria a reação dos investidores à possível aprovação de fundos de índice (ETFs) de Bitcoin à vista nos EUA, citando o risco de realização de lucros. 

Apesar da cautela no curto prazo, as posições compradas em BTC, ou seja, que apostam na alta do preço, atingiram recorde na CME, segundo dados do site MacroMicro compartilhados pelo CoinDesk. São apostas de investidores institucionais e participantes qualificados do mercado, o chamado “smart money”. 

Publicidade

O Bitcoin subiu mais de 150% neste ano puxado pela expectativa de um sinal verde da SEC, a CVM dos EUA, para fundos com exposição direta à maior criptomoeda do mundo. A decisão é esperada até 10 de janeiro. 

Pagamentos da Mt. Gox 

Credores da extinta exchange de criptomoedas Mt. Gox estariam recebendo pagamentos duplicados em suas contas do PayPal, menos de um dia após o suposto início dos reembolsos

Há quase dez anos, a corretora foi vítima de um hack que deixou um prejuízo de até 850 mil bitcoins (US$ 36 bilhões nos valores de hoje). 

Membros do grupo MtGoxInsolvency do Reddit afirmam ter recebido duas transações de valores idênticos em suas contas do PayPal, de acordo com o site Unchained Crypto. Outros relatam ter recebido una notificação do administrador da Mt. Gox solicitando a devolução do pagamento duplicado. 

Outros destaques das criptomoedas 

Poucos mineradores de Bitcoin rejeitam processar transações para endereços sancionados atualmente, mas, segundo especialistas, existe o risco de que isso possa se tornar uma prática comum no futuro diante da crescente pressão regulatória nos EUA.  

Publicidade

“Se os mineradores prestarem serviços a pessoas na lista [de sanções], isso pode ser considerado pelo OFAC (Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros dos EUA) como apoio significativo a um indivíduo sancionado, servindo de base para a imposição de sanções ao prestador de serviços”, disse Ben Hutten, sócio do escritório de advocacia Orrick, em entrevista ao The Block. 

No Brasil, a Associação Brasileira de Bancos (ABBC) afirmou ao Valor que já realizou mais de 120 testes de transações no projeto-piloto do Drex, a versão digital do real. A ABBC faz parte de um dos 16 consórcios selecionados pelo Banco Central para esta fase. O diretor de inovação e serviços da ABBC, Euricion Murari Soares de Pinho, disse que os testes, que incluem a criação de carteiras digitais de criptoativos, “até agora estão demonstrando o sucesso da plataforma”.  

Com uma cidade inserida no jogo Fortnite, a dona das canetas BIC estreou no metaverso para conversar com a geração Z. “É uma marca tradicional que precisava de novas comunicações; e, como o meio dos jogos está relacionado a estudantes e jovens, fizemos o BICverse”, contou ao Valor Abner Pizzo, diretor de marketing para Brasil e Argentina. Com desenhos customizados por usuários e três games, a estratégia pretende atingir 10 mil jogadores. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Mão sugere bater mertelo da justiça- em um fundo escuro o logo Google

Google processa criadores de apps de criptomoedas que enganaram mais de 100 mil usuários

Segundo o Google, os réus contaram várias mentiras para conseguir disponibilizar os aplicativos enganosos no Google Play
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

O que é restaking? Tendência polêmica do Ethereum agora é mercado de US$ 8 bilhões 

Protocolos de restaking que permitem gerar nova liquidez com tokens já travados na rede são vistos como “risco sistêmico” por Vitalik Buterin, criador do Ethereum
Imagem da matéria: Criador do Ethereum quer que memecoins ofereçam mais do que apenas especulação

Criador do Ethereum quer que memecoins ofereçam mais do que apenas especulação

Vitalik Buterin criticou uma onda recente de memecoins abertamente racistas em blockchains como Solana
silhueta de executivo triste em frente a computador

Trader que lucrou milhões com manipulação de preços vai a julgamento; caso pode impactar setor DeFi

Trader que lucrou US$ 100 milhões manipulando preços na exchange descentralizada Mango Markets começa a ser julgado hoje nos EUA