Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) pisa no freio, mas segura os US$ 41 mil; BlackRock ajusta pedido de ETF
Foto: Shutterstock

As maiores moedas digitais passam por uma correção nesta terça-feira (5), na esteira de um rali que empurrou o Bitcoin acima de US$ 42 mil, embalado pela expectativa de fundos com exposição direta à maior criptomoeda e cortes de juros nos EUA. 

No mercado acionário, traders reagem ao aumento dos rendimentos dos títulos, o que tira força dos contratos futuros. 

Publicidade

Bitcoin mostra queda de 0,6% em 24 horas, cotado a US$ 41.694,03, segundo dados do Coingecko.    

Em reais, o BTC ainda sobe 1,3%, negociado a R$ 207.301,85, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

Ethereum (ETH) registra baixa de 3%, negociado a US$ 2.204,08.  

Um investidor antigo da segunda maior criptomoeda transferiu US$ 90 milhões em ETH para a exchange Kraken, o que pode sinalizar uma futura venda do token, apontou o CoinDesk. 

As principais altcoins operam no vermelho, entre elas BNB (2,2%), XRP (-4,6%), Solana (-5,3%), Cardano (-2,6%), Dogecoin (-1,8%), TRON (-2,2%), Toncoin (-3,7%), Chainlink (-4,8%), Avalanche (-3,7%), Polkadot (-3%), Polygon (-3,9%) e Shiba Inu (-3,8%).  

BlackRock e Bitwise atualizam pedidos de ETFs 

A BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, registrou na segunda-feira (4) uma atualização do documento S-1 à SEC para sua proposta de ETF de Bitcoin à vista, um passo que foi seguido pela Bitwise. 

Embora a agência reguladora de valores mobiliários dos EUA ainda não tenha aprovado um ETF à vista de Bitcoin, analistas acreditam que essas medidas podem sinalizar que as discussões estão em andamento. 

Publicidade

“A roda ainda está girando”, disse no X James Seyffart, analista da Bloomberg Intelligence. “Tanto a SEC quanto esses emissores estão trabalhando duro para resolver as coisas. Esses registros são provavelmente o resultado de muitas conversas e muitas horas de trabalho em ambos os lados.” 

E a BlackRock revelou que recebeu US$ 100 mil como “capital inicial” para seu ETF de Bitcoin à vista, mostra um fato relevante enviado à SEC. 

“O investidor de ‘seed capital’ concordou em comprar US$ 100 mil em ações em 27 de outubro de 2023, e em 27 de outubro de 2023 recebeu 4 mil ações a um preço por ação de US$ 25 (‘seed shares’)”, diz o documento

A gestora Grayscale também está na corrida para lançar o mesmo tipo de produto no mercado americano e pretende converter seu GBTC, o maior fundo de Bitcoin do mundo, em um ETF spot da maior criptomoeda. 

Publicidade

Mas a maior demanda por ativos digitais tem impulsionado os prêmios de outros fundos da Grayscale para níveis “absurdos”, mostra análise do Financial Times. 

Volume de trading cripto da Robinhood 

A plataforma de negociação online Robinhood disse na segunda-feira (4) em documento à SEC que a negociação de criptomoedas deu um salto no mês passado. 

“Os volumes de negociação cripto nocional de novembro ficaram cerca de 75% acima dos níveis de outubro de 2023”, escreveu a empresa, acrescentando que planeja divulgar dados operacionais completos para o mês nas próximas semanas. 

Segundo o The Block, a notícia pode marcar uma retomada da empresa, que tem enfrentado queda do volume de negociação cripto. No terceiro trimestre, as receitas baseadas em transações de criptomoedas diminuíram 55%, para US$ 23 milhões. Também houve queda no segundo trimestre. 

Outros destaques das criptomoedas 

O Grupo Bancário Cainvest, conhecido como o “banco dos bancos”, planeja oferecer negociação, liquidação e custódia de criptomoedas a fundos de investimento no mercado doméstico, de acordo com o Valor Econômico. Desde outubro, quando entrou em vigor uma nova regra da CVM, fundos multimercados de varejo podem investir até 10% do patrimônio em ativos digitais. 

Publicidade

O mercado de tokens não fungíveis (NFTs) registra um aumento da atividade nos últimos 30 dias. De acordo com o Data Dashboard do The Block, novembro registrou US$ 605 milhões em negociações de NFTs baseados em Ethereum. O valor se compara aos US$ 306 milhões negociados em outubro. Nos primeiros quatro dias de dezembro, o volume de negociações de arte digital já atingiu cerca US$ 90 milhões, com quase US$ 70 milhões provenientes de transações no marketplace Blur. 

Um cidadão espanhol pode pegar 20 anos de prisão nos EUA depois de ser preso sob suspeita de ensinar norte-coreanos a burlar sanções do governo americano por meio de criptomoedas, de acordo com a Polícia Nacional da Espanha. Alejandro Cao de Benós foi detido na sexta-feira passada em uma estação ferroviária de Madri depois de a Interpol ter alertado autoridades espanholas, segundo comunicado. 

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda e notas pendurada em um varal

Operação contra maior milícia do RJ revela que suspeitos compravam Bitcoin para lavar dinheiro

Fonte do dinheiro movimentado pelos suspeitos seria oriundo de grilagem de terras, extorsão contra comerciantes e exploração do transporte
Letras que formam a sigla ETF próximas a uma moeda dourada de Bitcoin (BTC)

ETFs de Bitcoin têm novo dia de saídas com fluxo de US$ 226 milhões liderado pela Fidelity

O único ETF de Bitcoin a ter entrada líquida na quinta foi o IBIT da BlackRock, o maior em valor patrimonial líquido, com fluxo positivo de US$ 18 milhões
Imegem aérea feita pela ANDE de fazenda de mineração de bitcoin em Canindeyú

Polícia do Paraguai desmonta fazenda de mineração de Bitcoin com 2.700 ASICs

Ação na cidade de Canindeyú contou mais uma vez com a ajuda da inteligência artificial para identificar variações na carga da rede elétrica
Imagem da matéria: McDonald's lança seu próprio metaverso - e os proprietários de NFTs do Grimace são VIPs

McDonald’s lança seu próprio metaverso – e os proprietários de NFTs do Grimace são VIPs

A rede de fast food McDonald’s acaba de lançar um mundo metaverso para clientes de Singapura, com vantagens especiais para titulares de NFTs do Grimace