Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) dispara 8% e encosta em US$ 29 mil com gigantes de Wall Street apostando nas criptomoedas
Shutterstock

O mercado de criptomoedas opera com fortes ganhos nesta quarta-feira (21), na contramão das bolsas globais, onde os índices acionários flutuam após dados preocupantes da inflação ao consumidor no Reino Unido. 

Traders de criptoativos estão animados com a aposta de grandes investidores institucionais. Depois da BlackRock, a gestora de ativos WisdomTree também pediu registro de um fundo de índice (ETF) à vista de Bitcoin, enquanto a Invesco retomou os planos engavetados em 2021. 

Publicidade

Além disso, os gigantes Citadel, Fidelity e Charles Schwap colocaram em operação a EDX Markets, uma nova exchange cripto com foco em clientes institucionais. 

O Bitcoin (BTC) dá um salto de 7,9% nas últimas 24 horas, para US$ 28.909,24, segundo dados do Coingecko.  

Em reais, o BTC sobe 7,5%, cotado a R$ 138.330,17, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

O Ethereum (ETH) ganha 4,7%, negociado a US$ 1.811,48.  

Investidores também aproveitam para comprar altcoins, que avançam nesta quarta, entre elas BNB (+3,1%), XRP (+2,4%), Cardano (+7,8%), Dogecoin (+3,8%), Solana (+5,7%), Polygon (+6,9%), Polkadot (+5,1%), Shiba Inu (+2,7%) e Avalanche (+7,9%). 

Lançamento da EDX Markets 

Outro token que dispara nesta manhã é o Litecoin (LTC), com alta de 9% nas últimas 24 horas, mostram dados do CoinGecko. 

Publicidade

O Litecoin, uma das primeiras altcoins e que permite o envio de pagamentos instantâneos, é uma das quatro criptomoedas que serão negociadas na EDX Markets, além do Bitcoin, Ethereum e Bitcoin Cash, segundo o Wall Street Journal, em uma aposta mais segura já que nenhum desses tokens foi classificado até agora como valor mobiliário pela SEC, a CVM dos EUA. 

Uma grande diferença da EDX Markets com outras exchanges é o seu modelo “não custodial”, ou seja, a corretora não lida diretamente com os ativos dos clientes, o que será realizado por uma empresa terceirizada. 

A EDX iniciou suas operações discretamente há algumas semanas, mas comunicou o lançamento apenas na terça, de acordo com o WSJ. Ainda neste ano, a corretora pretende lançar uma plataforma para facilitar a liquidação das transações, mas também planeja trabalhar com bancos e uma custodiante terceirizada para operar os ativos de usuários. 

Outro gigante que decidiu apostar na indústria cripto é o Deutsche Bank, informou a Bloomberg. O maior banco da Alemanha solicitou uma licença para operar como plataforma de custódia de ativos digitais com o regulador financeiro do país. 

Publicidade

Bitcoin hoje 

A série de iniciativas lançadas por grandes players de Wall Street no mercado cripto aumentou a confiança dos investidores, abalada recentemente pela investida de reguladores nos EUA contra o setor. 

O Bitcoin atingiu o maior nível desde o começo de maio e sua valorização desde janeiro agora chega a 74%, mostram dados da Bloomberg. 

“O rali é apoiado pela demanda institucional”, disse à agência Hayden Hughes, cofundador da plataforma de negociação social Alpha Impact. “O anúncio da BlackRock sobre um ETF de Bitcoin, mais a EDX Markets, deu ao Bitcoin um impulso na esperança de que as instituições tradicionais adicionem profundidade ao mercado de criptomoedas.” 

Outro dado curioso é que o volume de Bitcoin enviado para carteiras ilíquidas de Bitcoin, participantes com pouco ou nenhum histórico de gastos, registra a maior taxa em seis meses, tendo ultrapassado 147 mil BTC na segunda-feira (19), segundo um indicador da Glassnode divulgado pelo CoinDesk, em um sinal de acumulação constante. 

No cenário macro, investidores acompanham a audiência de Jerome Powell, presidente do banco central dos EUA, que vai explicar hoje à Câmara dos Deputados por que decidiu fazer uma pausa no aumento dos juros. 

Publicidade

CPI das Pirâmides Financeiras 

No Brasil, o deputado Áureo Ribeiro (SD-RJ), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga pirâmides financeiras, escolheu o deputado Ricardo Silva (PSD-SP) como relator das investigações, conforme o Valor Econômico

Silva informou que pretende apresentar seu plano de trabalho na semana que vem. “Temos hoje já um pacote de convocações e de convites, dada a urgência que precisamos imprimir para esta investigação”, disse. 

Nesse pacote já entraram Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, fundadores da Braiscompany que se encontram foragidos, e Francisley Valdevino da Silva, criador da Rental Coins conhecido como “Sheik das Criptomoedas”, cuja convocação foi aprovada na terça-feira (20) pela CPI.  

Também foram aprovados os requerimentos para que sejam convidados o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, um membro do Ministério da Fazenda e o presidente da Comissão de Valores Mobiliários, João Pedro Nascimento. O objetivo é saber detalhes da regulamentação do setor pelos respectivos órgãos. 

Em meio às investigações, a Fiji Solutions, empresa de Campina Grande acusada de aplicar um golpe de US$ 600 milhões em investidores, teria aberto uma filial nas Ilhas Virgens Britânicas em fevereiro deste ano, segundo documento da CVM do arquipélago ao qual o InfoMoney teve acesso. 

Outros destaques das criptomoedas  

A CVM planeja uma versão revisada do ofício circular 4/2023 para a regulamentação de ativos de renda fixa digital classificados como valores mobiliários, disse uma fonte ao Valor. A revisão poderia vir na forma de um ou dois novos ofícios, um com definições do que constitui ou não um valor mobiliário e outro com flexibilizações no regime de crowdfunding. 

Publicidade

Na terça-feira (20), equipes da Polícia Civil do Distrito Federal cumpriram mandados de prisão temporária e de busca e apreensão contra hackers que vendem dados de pessoas físicas na internet, informou o jornal O Globo. De acordo com a reportagem, 200 milhões de CPFs com números de celular, endereços residenciais e outras informações foram expostos, incluindo ministros do STF.

A operação, batizada de “RockYou”, obteve autorização judicial para bloquear contas bancárias e criptomoedas, derrubar sites e inversão de controle de servidores com o objetivo de desarticular o esquema. 

Na App Store, um aplicativo fraudulento associado à Trezor coloca usuários em risco de perder suas criptomoedas, segundo o Decrypt. Sob o nome falso “Trezor Wallet Suite”, o aplicativo foi apontado no Twitter como uma versão falsa do software do provedor de carteira de hardware. Rafael Yakobi, sócio do The Crypto Lawyers, advertiu usuários no Twitter que o aplicativo pode solicitar “sua ‘seed phrase’, permitindo que seus operadores roubem todas as suas criptomoedas”. 

Advogados, consultores e outros profissionais que trabalham no processo de recuperação judicial da exchange cripto FTX acumularam US$ 200 milhões em honorários, de acordo com o Financial Times, que cita o relatório de uma auditoria independente.  

Em um documento de 47 páginas registrado na terça-feira (20), Katherine Stadler, indicada pela Justiça para monitorar os custos com honorários, disse que os valores faturados até agora por centenas de advogados de empresas como Sullivan & Cromwell e Quinn Emanuel Urquhart & Sullivan, juntamente com outros consultores financeiros e tributários, representam mais de 2% dos US$ 5 bilhões em ativos reportados pela FTX, que colapsou e pediu proteção contra credores em novembro passado. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

Caso contra Atlas Quantum exemplifica a longa demora para CVM julgar processos

O prazo médio para a Comissão de Valores Mobiliários terminar de julgar Termos de Acusação é de quatro anos e meio
Jerome Powell, presidente do Fed, mostrado em tela de computador

Bitcoin cai para a casa dos US$ 67 mil após Fed manter taxa de juros

Jerome Powell afirmou que a busca do banco central dos EUA pela meta de 2% de inflação ainda não acabou
Imagem da matéria: Bitcoin e Ethereum sobem após dado de inflação e antes de decisão de juros nos EUA

Bitcoin e Ethereum sobem após dado de inflação e antes de decisão de juros nos EUA

As principais criptomoedas, como o Bitcoin, sobem nesta quarta após o indicador de inflação dos EUA mostrar que os preços subiram menos que o previsto em maio
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin tem forte alta com ETFs nos EUA batendo recordes de aportes

Manhã Cripto: Bitcoin tem forte alta com ETFs nos EUA batendo recordes de aportes

ETFs de Bitcoin à vista dos EUA registraram entradas de US$ 886,75 milhões, o que é o segundo maior fluxo diário desses produtos