Dinheiro caindo do céu
Shutterstock

A empresa de análise de dados on-chain Glassnode estima que cerca de 170 mil tokens do Ethereum (ETH), no valor de aproximadamente US$ 326 milhões – ou pouco mais de R$ 1,6 bilhão – serão vendidos logo após a atualização Shanghai, que deve ocorrer por voltas das 19h30 desta quarta (12).

A atualização finalmente permitirá que os investidores retirem o ETH que foi bloqueado em staking na rede Ethereum ao longo dos últimos dois anos. No total, a estimativa é que cerca de US$ 34 bilhões estejam travados na rede

Publicidade

O Ethereum iniciou sua transição para uma rede movida por um sistema proof of stake (PoS) em dezembro de 2020, permitindo que validadores e outras partes interessadas começassem a ganhar recompensas passivas em ETH comprometidos com a rede.

Ele completou a transição em setembro passado após a Fusão, uma atualização que combinou a rede principal Ethereum com o sistema PoS.

Os usuários que apostaram seu Ethereum em staking, no entanto, não puderam retirar seus depósitos ou recompensas iniciais. Mas tudo isso muda ainda hoje.

Retiradas do staking

Os analistas da Glassnode declararam nesta quarta em um relatório que, da soma recém-desbloqueada, aproximadamente 70 mil ETH virão de validadores saindo da rede, puxando suas participações com eles.

Publicidade

O relatório indica que há 253 depositantes esperando para fazer exatamente isso, mas os analistas acrescentaram que “essas retiradas provavelmente estão relacionadas a uma mudança em sua configuração técnica, em vez de sair de sua posição”.

Espera-se que os 100 mil ETH restantes venham dos usuários que saquem suas recompensas de apostas para vender no mercado.

As redes PoS funcionam com validadores protegendo a rede, em oposição aos mineradores das blockchains de proof of work (PoW) como o Bitcoin. Qualquer um pode se tornar um validador no Ethereum apostando 32 ETH (cerca de US$ 60 mil) e começar a ganhar recompensas por isso.

Se um validador agir de forma maliciosa, ele enfrentará uma penalidade conhecida como “corte”, que deduz ETH de sua soma apostada.

Publicidade

Apesar de projetar mais de $ 326 milhões em Ethereum potencialmente atingindo o mercado, o relatório da Glassnode conclui que o movimento “deve ser muito menos dramático do que muitos pintaram antes”, acrescentando que, se a atualização Shanghai ocorrer sem problemas, “irá reforçar uma crescente indústria de staking.”

Também é importante notar que as solicitações de retirada entrarão em uma fila e nem todas as solicitações de retirada serão processadas no primeiro dia.

Os apostadores individuais podem ter que esperar pelo menos dois ou três dias antes de receber seus fundos, e os apostadores que usam serviços de liquidez como Lido ou provedores centralizados como Coinbase podem precisar esperar semanas, senão meses.

Isso significa que o ETH retirado do contrato de aposta não chegará ao mercado de uma só vez.

Quem está vendendo o staking de Ethereum?

Outros analistas, incluindo o associado de pesquisa da CoinShares, Marc Arjoon, concordam que os efeitos da Shanghai no mercado Ethereum provavelmente serão pequenos no curto prazo.

Arjoon disse que isso tem muito a ver com soluções de apostas líquidas, como a Lido Finance.

Embora as retiradas para o Lido Finance também dependam da disponibilização de saques no Ethereum, os usuários já puderam trocar seus tokens Staked Ethereum (stETH) por ETH em exchanges descentralizadas (DEX) como a Curve Finance.

Publicidade

Ao depositar o Ethereum em uma plataforma líquida de staking, os usuários obtêm uma versão equivalente do Ethereum, que pode ser usada em outras partes do mundo das finanças descentralizadas (DeFi), como as plataformas de negociação e empréstimos sem custódia.

“Se esses compradores quisessem sair do mercado, eles poderiam simplesmente já ter vendido seus tokens no mercado secundário na proporção de um para um”, disse ele ao Decrypt.

Arjoon também acredita que é improvável que muitos dos investidores “com experiência em tecnologia” que possuem os 32 ETH necessários para se tornarem validadores vendam seus estoques.

“Eles decidiram apostar seu ETH com um período de bloqueio indefinido, provavelmente porque acreditam em usar o ETH como uma reserva de valor”, disse Arjoon. “É por isso que também acho que é improvável que a maioria seja vendida.”

Então, quem está descartando seu ETH apostado? “Entidades diferentes, como empresas, faculdades e outras coisas que simplesmente não podem ser identificadas usando os endereços [da carteira]”, são as mais propensas a vender, disse Arjoon. “Para ser conservador, eu diria que 50% dessas entidades se retirariam e venderiam seus ETH ao longo do tempo”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Worldcoin lança blockchain própria onde "humanos verificados têm prioridade"

Worldcoin lança blockchain própria onde “humanos verificados têm prioridade”

Usando tecnologia da Optimism, a World Chain será uma rede dedicada e que preserva a privacidade dos usuários da Worldcoin
criptomoedas bitcoin ethereum e solana

Fatores macroeconômicos terão papel de peso no mercado cripto após o halving, diz Coinbase

Para a maior corretora cripto dos EUA, a tendência é que os mercados procurem novos catalisadores para sustentar a recuperação do primeiro trimestre
Imagem da matéria: Clientes brasileiros da FTX vivem expectativa de pagamento e medo de novos golpes

Clientes brasileiros da FTX vivem expectativa de pagamento e medo de novos golpes

Grupo de brasileiros se unem no Telegram para tentar entender comunicações da massa falida da FTX em meio ao receio de novos golpes
Imagem da matéria: Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Steven Nerayoff alega ter sido vítima de provas fabricadas em um suposto caso de extorsão de 10.000 ETH