Imagem da matéria: Maior rede de segunda camada de Ethereum, Arbitrum terá suporte na Nansen
Foto: Shutterstock

A plataforma de análise cripto Nansen anunciou que, em breve, fornecerá suporte para Arbitrum, uma solução de escalabilidade em segunda camada que opera no blockchain Ethereum.

A Nansen oferece a investidores e traders uma rede de painéis de dados em tempo real e alertas focados em setores como Finanças Descentralizadas (ou DeFi, na sigla em inglês) e tokens não fungíveis (ou NFTs), permitindo que descubram oportunidades, realizem pesquisas adequadas e tomem decisões estratégicas de portfólio.

Publicidade

Atualmente, a empresa de Cingapura fornece suporte à Ethereum, Polygon, Binance Smart Chain (BSC), Fantom, bem como uma futura integração ao Solana no início de 2022.

O que é Arbitrum?

Lançada em agosto deste ano pelo Offchain Labs, startup de Nova Jersey liderada pelo ex-diretor de tecnologia da Casa Branca Ed Felten, a Arbitrum alavanca uma tecnologia chamada Optimistic Rollup.

Rollups são criadas para lidar com os maiores desafios da Ethereum: velocidade e custo de transações.

Com mais de US$ 2,7 bilhões de valor total bloqueado (ou TVL) em protocolos DeFi, Arbitrum é a maior rede de segunda camada da Ethereum.

Compatível com grandes projetos DeFi, como Aave, Uniswap e 1inch, dentre outros, possui aproximadamente 2,5 mil contratos verificados e acrescenta, em média, mais 12 contratos todos os dias desde setembro.

Publicidade
Gráfico de contratos verificados diariamente pela Arbitrum (Imagem: Arbiscan)

Em termos de capacidade de processamento, Arbitrum permite que 40 mil transações por segundo (ou TPS) sejam processadas e possui um custo médio significativo de uso de US$ 3,07 (em comparação a US$ 8,29 na Ethereum, de acordo com o site L2Fees).

Atualmente, Arbitrum está trabalhando para reduzir ainda mais as taxas em 90% a 95%, ou seja, usuários poderão emitir um NFT ou transferir ether (ETH) por pouquíssimos centavos, de acordo com dados da Nansen.

A quantia diária total de taxas de gas (nome dado para o valor cobrado pelo esforço computacional na rede Ethereum) gastas na Arbitrum também é cada vez menor do que as da rede principal da Ethereum.

O notável auge em 12 de setembro aconteceu por conta do lançamento de uma “yield farm” (grupo que gera rendimentos) de segunda camada chamada ArbiNYAN.

Publicidade
(Imagem: Nansen)

Arbitrum irá dominar as soluções de escalabilidade da Ethereum

Arbitrum também afirma solucionar o trilema do blockchain, ou seja, a capacidade de manter, de forma simultânea, a descentralização máxima, a alta escalabilidade e a segurança da rede.

“Antigas soluções de primeira camada, como Ethereum e Bitcoin, priorizaram a descentralização e a segurança, mas sacrificaram a escalabilidade, conforme evidenciado pelas altas taxas de gas atualmente”, explicou Alex Svanevik, CEO da Nansen.

“Da mesma forma, outras soluções concorrentes de primeira camada, como Solana e EOS, sacrificaram a descentralização, já que apenas 200 e 21 nós respectivamente controlam suas redes. Por sua vez, a centralização também afeta a segurança, pois aumenta as chances de um ataque de 51% [acontecer].”

A outra vantagem da Arbitrum, segundo Nansen, é que, atualmente, é a solução de segunda camada mais compatível com a EVM, que “a torna quase trivial para que desenvolvedores migrem aplicações existentes da Ethereum para rollups, pois não precisam reescrever o código”.

A Ethereum Virtual Machine (ou EVM) oferece as mesmas ferramentas que um computador de hardware ou notebook, mas é desenvolvida usando software e código.

Publicidade

A EVM existe para executar as várias operações na rede Ethereum. No entanto, existem diversos outros blockchains que usam a mesma máquina virtual ou são interoperáveis com a EVM.

“A Arbitrum não é apenas muito atrativa para desenvolvedores, como também a usuários conforme cada vez mais dapps são integradas ao rollup da Arbitrum. Isso é evidente no crescente número de endereços únicos que estão usando a Arbitrum”, explicou Nansen.

Outro motivo pelo qual Nansen acredita que rollups, como Arbitrum, irão dominar as soluções de escalabilidade nos próximos anos é porque são desenvolvidas na Ethereum, a plataforma mais popular de contratos autônomos.

Assim, obtém a vantagem de pioneiro e, de acordo com Nansen, rollups como Arbitrum devem ser a primeira solução de escalabilidade, não apenas pela atual versão proof of work (ou PoW) da Ethereum, mas também pela futura Ethereum 2.0.

“Diferente do que muitas pessoas acreditam sobre a ETH 2.0 tornar rollups obsoletos, o “sharding” de dados, o segundo passo em ETH 2.0, é focado em acelerar os rollups”, afirmaram os analistas.

Segundo Nanse, a escalabilidade no processamento de rollups é exponencial e pode chegar a 15 milhões de TPS até 2030.

Publicidade

“Por esses motivos, fica claro que rollups como Arbitrum estão bem-posicionadas para liderar essa onda de soluções de escalabilidade da Ethereum no futuro próximo”, afirmou Svanevik.

Além disso, o potencial das rollups, no longo prazo, não está limitado apenas à Ethereum.

Nansen acredita que o futuro das soluções de escalabilidade será um sistema bem mais complexo de soluções de escalabilidade interdependentes em múltiplos blockchains de primeira camada.

No entanto, por enquanto, a plataforma de análise está apostando bastante na Arbitrum.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin e Ethereum sobem após dado de inflação e antes de decisão de juros nos EUA

Bitcoin e Ethereum sobem após dado de inflação e antes de decisão de juros nos EUA

As principais criptomoedas, como o Bitcoin, sobem nesta quarta após o indicador de inflação dos EUA mostrar que os preços subiram menos que o previsto em maio
Imagem da matéria: ETFs de Bitcoin nos EUA têm entrada de US$ 488 milhões e igualam a mais longa série positiva desde o lançamento

ETFs de Bitcoin nos EUA têm entrada de US$ 488 milhões e igualam a mais longa série positiva desde o lançamento

ETFs de Bitcoin chegaram ao 17º dia seguido de fluxo de entrada com todos os 11 fundos apresentando números positivos ou neutros na quarta-feira
Ilustração mostra logotipo Solana à frente de gráfico de trading

Fundação Solana pune validadores acusados de “ataque do sanduíche”

Os ataques do sanduíche (sandwich attacks) vão contra as regras estabelecidas pela Fundação; Entenda
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin segue em queda e perde os US$ 67 mil refletindo sinais do Fed

Manhã Cripto: Bitcoin segue em queda e perde os US$ 67 mil refletindo sinais do Fed

Mercado de criptomoeda caminha para fechar a semana no negativo após o Fed indicar apenas um corte de juros no ano, com o Bitcoin voltando para US$ 66 mil