Imagem da matéria: Maior mineradora de Bitcoin do mundo desiste de IPO na Bolsa de Hong Kong
(Foto: Shutterstock)

A Bitmain desistiu dos planos de abrir capital na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKEX). A empresa, que é uma das maiores mineradoras de bitcoin do mundo e gigante na fabricação de produtos no setor, estava com um pedido de Oferta Pública Inicial (IPO) agendado na organização.

O anúncio de desistência da listagem foi feito por meio de um comunicado no blog da companhia nesta terça-feira (26). Nele, a Bitmain cita a expiração do pedido que foi entregue em setembro do ano passado.

Publicidade

“O pedido de listagem da Bitmain para a HKex em setembro de 2018 atingiu sua data de expiração de 6 meses. Voltaremos com o pedido em um momento apropriado no futuro”, diz a nota.

A empresa disse que reconhece o enorme potencial das criptomoedas e da tecnologia blockchain. Considerou, também, que a criptoeconomia é jovem, mas tem provado o seu valor.

“Esperamos que as autoridades reguladoras, a mídia e o público em geral possam ser mais inclusivos nesse jovem mercado”.

Bitmain vai focar em inovações

Segundo o comunicado, a Bitmain passa agora a focar mais em inovações pensando em servir melhor seus clientes e citou mudanças significativas na empresa.

Algumas delas foram as divisões comerciais, as fazendas de mineração e as inovações nas linhas de chips e novos equipamentos para o setor.

Publicidade

Conforme publicou, tudo isso ajudou a garantir o sucesso nos negócios e a garantia de compromisso com os clientes, conceituando a empresa mais robusta e competitiva.

“A busca do crescimento tem sido uma parte importante de nossa jornada. Isso nos permitiu inovar e sistematizar mais rapidamente, otimizando nossos negócios como parte da nossa missão”.

Empresa diz que ficou mais transparente

Como parte do processo de listagem em bolsa, a Bitmain teve que tornar públicas suas demonstrações financeiras. Com isso, a empresa acredita que se tornou mais transparente e padronizada.

Citou mercado em baixa, sem detalhar

A empresa citou a grande reviravolta que o criptomercado presenciou no ano de 2018 após a grande valorização que teve em 2017.

Publicidade

No entanto, não entrou em detalhes sobre o que aquilo acarretou de prejuízos na instituição. Apenas disse que aquele momento trouxe desafios e oportunidades.

200.000 Antminers em ação

No início desta semana, surgiu a notícia de que a Bitmain supostamente vai investir cerca de R$ 300 milhões em equipamentos de mineração de criptomoedas.

O principal motivo da empreitada é que a empresa está de olho nos baixos custos de eletricidade que chegam com verão chinês, resultantes do excesso de energia hidrelétrica.

O investimento será colocar em atividade 200.000 antminers. Estima-se que o custo será entre US$ 80 milhões a US$ 100 milhões, o que dá aproximadamente R$ 300 milhões.

Isso, considerando o preço de varejo das Antminers S9j e S11 por US$ 400 e US$ 500, respectivamente.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

As quedas resultaram em liquidações de US$ 148 milhões no mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
Imagem da matéria: Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

A AllianceBernstein concorda com os analistas do Standard Chartered e acredita que o preço do BTC mais que dobrará nos próximos 18 meses