Letras que formam a sigla ETF próximas a uma moeda dourada de Bitcoin (BTC)
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) deve ser forçada a aprovar em breve a criação do primeiro fundo negociado em bolsa (ETF) de Bitcoin à vista (spot), após a decisão de um tribunal federal americano obrigar o regulador a rever sua negativa para um produto do tipo.

Essa é a visão da equipe de análise do JPMorgan, que em relatório divulgado na sexta-feira (1º) ressaltou que a decisão mostrou que a SEC não tem argumentos para negar o lançamento do ETF à vista de Bitcoin.

Publicidade

Na semana passada, um tribunal federal dos EUA decidiu que SEC deverá revisar sua decisão negativa para a criação de um ETF de Bitcoin da Grayscale Investments, a gestora do maior fundo de criptomoeda do mundo, o Grayscale Bitcoin Trust (GBTC). A proposta é de converter esse fundo no ETF de Bitcoin spot.

“O elemento mais importante da decisão do caso Grayscale vs. SEC foi que a negação da SEC foi arbitrária porque a comissão não conseguiu explicar seu tratamento diferente de produtos semelhantes, ou seja, ETFs de Bitcoin em futuros”, escreveram os analistas do JPMorgan liderados por Nikolaos Panigirtzoglou.

Leia também: ETF de Bitcoin: por que esse investimento tem um potencial bilionário

O tribunal argumentou que a fraude e a manipulação no mercado representavam um risco semelhante tanto para os futuros quanto para os produtos à vista porque o “mercado à vista de bitcoin e o mercado de futuros de bitcoin da CME estão fortemente correlacionados”, lembrou o banco americano no relatório.

O JPMorgan observou ainda que o tribunal decidiu que não havia justificativa para permitir ETFs de Bitcoin baseados em futuros e negar os produtos à vista. Isso faz com que, para a SEC defender sua negação da proposta da Grayscale, “ela teria que retirar retroativamente sua aprovação de ETFs de Bitcoin baseados em futuros”, completam os analistas.

Publicidade

Grayscale vs. SEC

Em 2021, a Grayscale fez sua primeira tentativa de converter o seu fundo cripto em um ETF, mas o regulador recusou dizendo que a empresa não tinha respondido questões sobre prevenção de manipulação de mercado e outras preocupações.

No ano passado, após mais uma tentativa negada pela SEC, a Grayscale entrou com um processo contra o regulador, pedindo ao Tribunal de Apelações dos EUA que revisasse a decisão.

Agora, o tribunal concordou com a gestora e explicou que a SEC não tinha uma explicação coerente para a negação. “A Comissão não conseguiu explicar adequadamente por que aprovou a listagem de dois ETPs (Produtos Negociados em Bolsa) futuros de Bitcoin, mas não o ETP de Bitcoin proposto pela Grayscale”, diz o parecer.

“Na ausência de uma explicação coerente, este tratamento regulamentar diferente de produtos similares é ilegal”, completa a decisão do tribunal.

Publicidade

Além da proposta da Grayscale, a SEC tem pelo menos uma dúzia de outros pedidos para a criação de um ETF à vista de Bitcoin em análise, incluindo da brasileira Hashdex (clique aqui para ver quais são).

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bitcoin é uma “forma de arte” e uma moeda de desconfiança, diz filósofo Yuval Noah Harari

O filósofo, no entanto, mostrou desconfiar se realmente o Bitcoin será o futuro do dinheiro como algumas pessoas defendem
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Como declarar tokens de utilidade no Imposto de Renda 2024?

Entenda como declarar os utility tokens, ativos que dão acesso a serviços específicos
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas