Imagem da matéria: Jogador da NBA Kevin Durant assina acordo de publicidade com corretora Coinbase
Jogador Kevin Durant (Foto: Shutterstock)

Kevin Durant, estrela da Liga Nacional de Basquete (ou NBA, na sigla em inglês), firmou um novo acordo com a corretora de criptomoedas Coinbase. O acordo envolve a aparição de Durant como um representante ou o “rosto” da marca, de acordo com a Bloomberg.

Por sua vez, a Coinbase criará anúncios sobre criptomoedas no Boardroom (o site esportivo de Durant) e doar à fundação de caridade do jogador em apoio aos jovens.

Publicidade

“Kevin faz pouquíssimos acordos de marca e sempre foi assim”, afirmou Rich Kleiman, assessor de Durant, à Bloomberg.

“Eles são esse novo modelo de parceria de marketing para nós, onde integram todas as partes diferentes de nosso negócio”, acrescentou.

Durant também está bastante empolgado com o novo acordo.

“Mesmo quando eu era mais jovem, sempre tive curiosidade sobre o lado comercial das coisas e sempre tentei aprender de pessoas que conheci ao longo do caminho. O basquete sempre esteve em primeiro lugar, mas estava claro que havia muito mais o que eu poderia alcançar se tivesse a equipe certa comigo”, disse.

Durant também já investiu na Coinbase. Em novembro, ele e Kleiman anunciaram uma empresa de aquisição para fins específicos (ou SPAC) chamada Infinite Acquisition Corp., que está de olho na indústria cripto.

A SPAC é uma colaboração entre Thirty Five Ventures (empresa de investimentos de Durant) e a empresa de investimentos e serviços bancários LionTree.

Publicidade

Em um documento recém-enviado à SEC pela Infinite, um amplo escopo de aquisição variou entre a indústria de esportes, saúde e bem-estar, e-commerce, tecnologia alimentar e fornecimento.

A indústria cripto recebeu destaque no documento. “Essas tecnologias tornam a internet possível, fornecendo novas formas de premiar e compensar criadores por seu trabalho, permitindo criatividade ilimitada”, de acordo com o documento.

O acordo de Durant com a Coinbase marca o mais recente em uma longa lista de parcerias firmadas entre empresas de criptomoedas e estrelas e marcas do esporte.

Cripto e o marketing esportivo

Este ano vivenciou o surgimento de uma nova tendência no marketing esportivo e de cripto.

A corretora cripto FTX liderou o caminho após aceitar com um acordo de 19 anos que renomeou o estádio do Miami Heat para FTX Arena. Mais recentemente, o estádio dos Lakers se tornou a Crypto.com Arena.

Publicidade

No entanto, essa não foi a primeira vez que a Coinbase tentou entrar para a NBA. Na verdade, a corretora cripto listada em bolsa se tornou a plataforma oficial da NBA e da Liga Feminina Nacional de Basquete (ou WNBA) em outubro.

Outros esportes também vivenciaram o auge do marketing cripto. Na Liga Principal de Baseball (ou MLB), o logo da FTX é presente.

Na Liga Nacional de Futebol Americano (ou NFL), Dapper Labs anunciou a versão para o futebol americano do NBA Top Shot em novembro. Além disso, New York Gigants, tetracampeões do Super Bowl, firmaram uma parceria com a Grayscale em maio.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA

Executivo da Bitwise afirma que mercado cripto está “subestimando” mudanças na política dos EUA

Clareza regulatória poderia trazer uma multidão de consultores financeiros no valor de US$ 20 trilhões para o setor cripto
moeda e notas pendurada em um varal

Operação contra maior milícia do RJ revela que suspeitos compravam Bitcoin para lavar dinheiro

Fonte do dinheiro movimentado pelos suspeitos seria oriundo de grilagem de terras, extorsão contra comerciantes e exploração do transporte
Imagem da matéria: Como a tokenização vai revolucionar o agronegócio no Brasil | Opinião

Como a tokenização vai revolucionar o agronegócio no Brasil | Opinião

Em 2023 o PIB do agronegócio correspondeu a quase 24% do PIB do Brasil, conforme aponta pesquisa feita pela USP
Imagem da matéria: É hora de apostar em Bitcoin e shitcoins, diz Arthur Hayes

É hora de apostar em Bitcoin e shitcoins, diz Arthur Hayes

O Bitcoin crescerá à medida que os bancos centrais se concentrarem em taxas de juros mais baixas em massa – com o Banco da Inglaterra em breve, prevê Hayes