Fundadora da Ark Invest Cathie Wood posa para foto
(Foto: Reprodução/Facebook)

A Ark Invest, gestora de ativos com foco em tecnologia da investidora “popstar” Cathie Wood, decidiu vender quase US$ 5,8 milhões (R$ 29 milhões) em ações da Coinbase e Grayscale Bitcoin Trust (GBTC) na segunda-feira (23), à medida que o Bitcoin subia mais de 13% e superava US$ 35 mil, sua maior cotação no ano.

O último boletim de informações comerciais da Ark Invest revelou a venda de 42.613 ações COIN por meio do ARK Next Generation Internet ETF (ARKW) e do ARK Fintech Innovation ETF, no valor de US$ 3,29 milhões com preço de fechamento de US$ 77,21 na noite de segunda-feira.

Publicidade

Além disso, a empresa vendeu 100.739 ações do Grayscale Bitcoin Trust (GBTC) no valor de US$ 2,48 milhões com o preço de fechamento de US$ 24,70.

A mudança ocorreu quando o Bitcoin ultrapassou US$ 34 mil, um recorde para 2023.

Ark Invest é o segundo maior acionista do GBTC, possuindo mais de US$ 130 milhões no fundo. Com um peso de 10,42%, o GBTC é também a principal participação no ARKW, o fundo da empresa que procura investir ativamente em produtos e serviços baseados na Internet, computação em nuvem, inteligência artificial, e-commerce e inovações mediáticas.

COIN representa 9,08% da carteira ARKW. No fechamento desta última segunda-feira, o COIN subiu 130% desde o início do ano, enquanto o GBTC registrou ganhos ainda mais espetaculares de 201% no acumulado do ano.

Antecipação para um ETF de Bitcoin

As ações do principal fundo de Bitcoin da Grayscale encerraram as negociações com alta de 4,5% na segunda-feira, com a notícia de que o Tribunal de Apelações dos EUA obrigou a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) a revisitar o pedido de ETF de Bitcoin à vista da Grayscale.

Publicidade

A sentença está relacionada a uma ação judicial movida pela Grayscale contra a SEC no ano passado, processando a agência por se recusar a permitir a conversão do GBTC em um ETF de Bitcoin à vista.

A empresa de investimento obteve uma vitória histórica em agosto, quando o tribunal disse que a SEC não conseguiu “explicar adequadamente” por que aprovou anteriormente a listagem de ETFs futuros de Bitcoin, mas não o produto proposto pela Grayscale.

Citando preocupações com a manipulação do mercado, a SEC negou ou adiou repetidamente pedidos de ETFs de Bitcoin à vista, que permitem aos investidores obter exposição à principal criptomoeda sem deter fisicamente o ativo.

A última decisão do tribunal não garante a conversão bem-sucedida do GBTC em um ETF de Bitcoin – a SEC pode recusá-la por outros motivos. No entanto, o mercado experimentou uma recuperação com a notícia, que foi ainda mais impulsionada pela Depository Trust & Clearing Corporation (DTCC) listando um ticker para o iShares Bitcoin Trust (IBTC) da BlackRock – outro ETF de Bitcoin à vista que atualmente aguarda uma decisão da SEC.

A CEO e diretora de investimentos da Ark Invest, Cathie Wood, é uma defensora de longa data do Bitcoin, tendo certa vez previsto um preço-alvo de US$ 1 milhão para a principal criptomoeda.

Publicidade

A empresa também está na corrida para o lançamento de um ETF de Bitcoin à vista, apresentando este mês um segundo pedido alterado para o produto proposto.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
máquinas de mineração de criptomoedas apreenidas em

Polícia apreende 396 mineradoras de Bitcoin em casa de ex-deputado paraguaio

Miguel Cuevas, que já foi preso por enriquecimento ilícito, agora pode também ser investigado por furto de energia
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Imagem da matéria: Ethereum Rio: Começa hoje evento que promove ecossistema da segunda maior criptomoeda do mundo

Ethereum Rio: Começa hoje evento que promove ecossistema da segunda maior criptomoeda do mundo

Evento Ethereum Rio ocorre entre os dias 13 e 15 de maio no Porto Maravalley, Rio de Janeiro
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns