Imagem da matéria: Alta do Bitcoin sinaliza o possível início do novo bull run, afirmam especialistas
Dinheiro de investidores institucionais pode criar novo bull run (Foto: Shutterstock)

A recente valorização do Bitcoin (BTC), que levou a criptomoeda ao seu melhor preço desde maio de 2022, é um sinal de que o próximo ciclo de alta, também chamado de bull run, pode estar chegando. A perspectiva foi confirmada por analistas do mercado cripto em entrevista ao Portal do Bitcoin, e os motivos para essa análise são vários. 

Rony Szuster, membro da equipe de analistas do Mercado Bitcoin (MB), diz que no centro desta alta está os pedidos de vários grandes fundos de investimento para lançar nos EUA um ETF de Bitcoin à vista (spot), mas que há outros fatores que podem levar a narrativa de alta para frente.

Publicidade

“Esse movimento tem potencial de atrair muito capital institucional, porque tem diversos fundos, principalmente americanos, que por suas próprias regras, não podem investir em instrumentos que não são regulados”, diz.

O analista do MB pontua que a aprovação do ETF tende a atrair um grande volume de capital institucional para o setor, aumentando a demanda e consequentemente o preço. 

Szuster pondera que uma parcela dos analistas entendem que só esse movimento não tem força para propiciar um bull run. Mas existem fatores paralelos: o halving e o saldo de Bitcoin nas mãos de investidores de longo prazo. 

“Se por um lado o ETF pode esquentar as coisas no quesito da demanda, esses investidores estão esquentando as coisas do lado da oferta. Vai ter uma oferta baixa, porque não vai ter muita liquidez desses players vendendo”, afirma. 

Publicidade

Várias etapas pré-alta já foram cumpridas, diz especialista

Ricardo Dantas, CEO da Foxbit, diz que existem sinais “bem otimistas” em relação a este ciclo de mercado. O executivo lembra que várias fases anteriores aos prévios bull runs já aconteceram: “A queda em relação à última máxima histórica já atingiu os tradicionais 70%, 80%. O período de preços laterais também já foi vivenciado, assim como o momento de respiro atual”. 

O empresário também diz que corrobora sua visão o fato de o Bitcoin estar em um momento de bastante descorrelação com as ações de risco, em especial das Big Techs.

“Essa perspectiva mais alheia da criptomoeda e uma elevação de praticamente 100% em 2023, completa a visão de que o início de uma bull run está bem posicionado”.

Eduardo Cruz, head de Sales and Partnerships da Bitso, lembra que o mercado é feito de ciclos e faz uma retrospectiva dos últimos momentos.

Publicidade

“Após a alta histórica em novembro de 2021, quando chegou a valer mais de US$ 65 mil, tivemos o ano de 2022 de forte baixa, atingindo uma mínima de mais ou menos US$ 15 mil. Com o preço atual de cerca de US$ 35 mil, neste ano, o BTC já está em alta de cerca de 100%”, aponta.

VOCÊ PODE GOSTAR
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Deputados pressionam Biden para trazer de volta aos EUA executivo da Binance detido na Nigéria

Em carta ao executivo, os deputados alegam que Tigran Gambaryan está na condição de refém do governo da Nigéria e corre risco de morrer de malária
Imagem da matéria: Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Um relatório do Centro de Inovação da UE diz que as soluções de Bitcoin e de segunda camada podem causar “problemas para as investigações policiais”
investidor em frente a grafico de baixa - queda

Tokens despencam até 30% após Binance anunciar deslistagem

Corretora anunciou também a listagem do peso colombiano (COP) em sua plataforma no par de negociação com a Tether (USDT)
Ilustração mostra baleia mergulhando num mar de bitcoin

40% do fornecimento total do Bitcoin é mantido por baleias, diz levantamento

Acumulação pode estar alinhada ao fluxo contínuo e positivo de investimentos em ETFs de Bitcoin à vista