Imagem da matéria: Sócio de Warren Buffett diz que os EUA devem proibir criptomoedas como fez a China
Charlie Munger. Foto: Shutterstock

O bilionário vice-presidente da gestora Berkshire Hathaway, Charlie Munger, um dos investidores mais famosos do mercado financeiro  e crítico ferrenho do Bitcoin (BTC), voltou a atacar o setor cripto em um artigo publicado pelo The Wall Street Journal na quarta-feira (1).

Sob o título ‘Por que a América deveria proibir as criptomoedas’,  Munger atribuiu o crescimento das criptomoedas a uma lacuna na regulamentação.

Publicidade

“Uma criptomoeda não é uma moeda, não é uma commodity e não é um valor mobiliário. É um contrato de jogo de azar com quase 100% de vantagem para a casa”, disse Munger. Os EUA deveriam agora promulgar uma nova lei federal que impeça que isso aconteça”, disse.

Sobre o crescimento do mercado cripto, Munger argumentou que nos últimos anos empresas privadas emitiram milhares de novas criptomoedas que passaram a ser negociadas sem qualquer endosso do governo americano, causando prejuízos aos investidores que não tinham conhecimento do setor.

“Todo esse capitalismo selvagem e confuso é muito parecido com aquele descrito em uma observação muitas vezes atribuída a Mark Twain, que se acredita ter dito que “uma mina [de  ouro] é um buraco no chão com um mentiroso em cima”.

Sobre a proibição do bitcoin na China, ele disse: “O governo comunista da China recentemente proibiu as criptomoedas porque sabiamente concluiu que elas trariam mais danos do que benefícios”.

Publicidade

Críticas de Charlie Munger ao Bitcoin

Charlie Munger é um dos grandes investidores do mercado financeiro, e também um dos mais reconhecidos ao lado de Warren Buffett, Jim Simons, Peter Lynch e George Soros. Hoje, Munger é bilionário e tem muitos ensinamentos que são seguidos à risca por muitos investidores e gestores ao redor do mundo.

Dentre as várias críticas às criptomoedas, uma delas diz: “Criptomoedas são investimento em nada”. A frase ocorreu em julho do ano passado, quando ele também afirmou que nunca iria chegar perto desses ativos em toda a sua vida.

“Acho que todo mundo que vende essa coisa é lunático ou perverso. Eu não vou encostar em cripto”, disse Munger na ocasião, acrescentando que não está “interessado em prejudicar as moedas nacionais do mundo”.

Vale lembrar que Munger completou 99 anos no dia 1 de janeiro.

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
hamster kombat jogo telegram

Hamster Kombat: Veja o Daily Combo e Cipher Code desta quinta (18)

Procurando o combo diário e o código cifrado de quinta-feira, 18 de julho? Aqui está o que você precisa para ganhar moedas no jogo Hamster Kombat do Telegram
bitcoin

Manhã Cripto: Bitcoin recua 2,2% apesar da queda da inflação nos EUA

Embora os dados macroeconômicos atuais sejam positivos, o Bitcoin ainda busca estabilidade em meio às preocupações pontuais dos investidores
Closem em mãos de um homem que usa algemas

Suspeito de desviar R$ 30 milhões da Gerdau e converter em Bitcoin é preso por esquema com Nego Di

Em 2020, a metalúrgica Gerdau foi vítima de um roubo de R$ 30 milhões por meio de transferências de contas do banco Santander
donald trump

Bitcoin sobe e memecoins chegam a saltar 70% após ataque contra Trump

Memecoins inspiradas em Trump saltaram após um ataque contra ele, e o Bitcoin subiu – e os apostadores do mercado de previsão acham que isso ajudou sua campanha