Imagem da matéria: Inteligência Artificial ajuda homem tetraplégico a se mover novamente
Keith Thomas e a equipe médica do procedimento (Reprodução: Northwell Health, YouTube)

Em uma surpreendente estreia na área da medicina, pesquisadores usaram implantes cerebrais alimentados por Inteligência Artificial (AI, no inglês) para restaurar alguns movimento e sensações de um homem que estava paralisado do peito para baixo.

Keith Thomas, 45, ficou tetraplégico depois que um trágico acidente de mergulho danificou suas vértebras C4 e C5 em 2020. Mas, graças ao trabalho pioneiro de cientistas do Feinstein Institutes, da Northwell Health, Thomas agora pode mover o braço simplesmente pensando nisso. Ainda mais notável, ele pôde sentir o toque de uma mão pela primeira vez em três anos.

Publicidade

Conforme explicado pela Northwell Health, esse avanço foi possível com um procedimento inovador de “desvio neural duplo”. Primeiro, os cirurgiões implantaram microchips no cérebro de Thomas nas regiões que controlam o movimento e a sensação de toque na mão.

O chip interage com algoritmos de AI que “religam seu cérebro ao corpo e à medula espinhal”, interpretando os pensamentos de Thomas e traduzindo-os em ações.

Quando Thomas pensa em mover o braço, os sinais do chip cerebral ativam um conjunto de eletrodos na coluna e nos músculos do braço para estimular o movimento.

Enquanto isso, minúsculos sensores em seus dedos enviam informações de toque de volta ao cérebro para recriar a sensação. É um link bidirecional mente-máquina que contorna sua lesão na coluna.

Publicidade

Em apenas quatro meses após receber os implantes, Thomas mais do que dobrou a força de seu braço. E isso é apenas o começo – os pesquisadores acreditam que o uso repetido do bypass pode promover uma recuperação natural duradoura ao longo do tempo. O cérebro, o corpo e a medula espinhal podem reaprender vias de comunicação esquecidas.

“Isso é um divisor de águas”, disse o pesquisador principal Chad Bouton em um artigo publicado pela Northwell Health. “Nosso objetivo é um dia dar às pessoas com paralisia a capacidade de viver vidas mais plenas e independentes.”

A cirurgia foi árdua, envolvendo um procedimento de mapeamento cerebral de 15 horas, e Thomas ficou acordado durante algumas partes – algo que ele disse ser “esmagador”.

Inteligência Artificial e o futuro da ciência

Este trabalho se baseia em desvios neurais únicos anteriores usados em laboratórios para controlar membros paralisados com pensamentos. Mas essa abordagem dupla é a primeira a fornecer feedback de toque e restaurar o movimento físico fora do laboratório. É uma terapia orientada pelo pensamento tornada portátil.

Publicidade

As aplicações potenciais são de longo alcance. À medida que os pesquisadores otimizam a tecnologia, eles visualizam um futuro em que os implantes neurais oferecem mobilidade e independência que mudam a vida de muitos.

As interfaces mente-máquina estão rapidamente se tornando um tema quente, com o Neuralink de Elon Musk tentando façanhas semelhantes. Mas este estudo destaca como a AI pode ampliar a utilidade de tais implantes. A inteligência artificial está revolucionando a medicina, desde alimentar implantes de diagnóstico até analisar resmas de dados clínicos.

Estamos vivendo em uma era de descobertas biônicas e mentes sobrecarregadas. Os sonhos de ficção científica de humanos aprimorados tecnologicamente estão se aproximando da realidade à medida que a AI e a neurotecnologia convergem. Desde a luta contra o câncer até o aumento da longevidade e agora a restauração da função dos membros, as possibilidades parecem infinitas.

Inteligência Artificial na medicina

Este foi um grande ano para aqueles que seguem a interseção entre medicina e tecnologia.

Recentemente, os cientistas puderam usar inteligência artificial para realizar grandes descobertas como Ankh – um LLM que entende a linguagem das proteínas e ajuda a criar proteínas novas e melhores – uma AI que pode descobrir drogas para matar ‘Células Zumbis’ e combater o envelhecimento doenças relacionadas e até mesmo uma AI que prevê os resultados da pesquisa de tratamento do câncer.

Os ricos já estão investindo nessas tecnologias marginais para aumentar sua saúde e garantir a longevidade, então o que vem a seguir no horizonte? Uma inteligência artificial de leitura de mentes? Oh espere, isso também já existe.

Publicidade

Com grande inovação vem grande responsabilidade. À medida que novos procedimentos invasivos começam a surgir, os cientistas devem considerar as profundas implicações éticas de tais aprimoramentos. Uma coisa é certa: a tecnologia está redefinindo o que significa ser humano.

*Traduzido por Vini Barbosa com autorização do Decrypt

VOCÊ PODE GOSTAR
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago