Clínica, Club ou academia de biohacking, com mulher bilionária
Imagem criada pelo Decrypt usando AI

Os cuidados de saúde estão virando uma área de altíssimo valor, à medida que milionários começam a participar de luxuosos clubes de biohacking em busca de uma extensão extrema para o tempo de vida.

Esqueça as festas em iates — agora os ricos e bem relacionados estão reservando sessões de crioterapia e tratamentos faciais “vampirescos”. Clínicas em todo o mundo estão atendendo ricos e famosos que desejam otimizar sua saúde e reverter o envelhecimento por meio de técnicas de biohacking avançadas — embora nem sempre comprovadas.

Publicidade

Bryan Johnson, o fundador de 48 anos das empresas de biociências Kernel e Blueprint, que ganhou as manchetes por trocar de sangue com seu filho de 17 anos, disse que “não viu benefício”, na prática.

O interesse no biohacking em geral está aumentando, segundo o Google Trends. Muito parecido com o boom simultâneo da inteligência artificial (AI), as massas também estão se voltando para a chamada “Biologia DIY” para melhorar e prolongar suas vidas.

Enquanto os executivos do Vale do Silício tomam vários comprimidos e louvam o evangelho do jejum intermitente e das tecnologias de antienvelhecimento, outras pessoas ainda estão experimentando chips NFC implantados e embalagens vitamínicas personalizadas.

O preço da juventude

A classe privilegiada quer viver para sempre, e o dinheiro não é um problema para fazer esse sonho virar realidade.

Publicidade

Remedy Place em Nova York, por exemplo, oferece uma “reforma extrema da saúde” para aqueles dispostos a pagar caro por isso. Por US$ 595,00 ao mês, os membros têm acesso a cápsulas de oxigênio, saunas infravermelhas e gotas de vitamina IV durante a socialização no espaço.

É anunciado como o primeiro “clube de bem-estar social” do mundo, porque até a elite se sente sozinha ao tentar viver para sempre.

O Saint Haven em Melbourne também promete um “nível totalmente novo” de mimos com taxas mensais a partir de US$ 1.000,00. Parte spa, parte clínica de ficção científica, a empresa afirma oferecer tecnologia fitness de ponta usada por celebridades.

“Não se engane, não somos uma academia, mas nossa tecnologia pode ajudá-lo a ficar mais forte, em forma e ter mais energia”, disse o clube no site oficial . “Nossas ferramentas melhoram sua saúde até o nível celular.”

Publicidade

E se você não quer se preocupar com pagamentos mensais, a Longevity House em Toronto dá acesso a diagnósticos e terapias antienvelhecimento normalmente reservados para atletas profissionais por uma taxa única de US$ 100 mil. O clube oferece uma variedade de serviços que vão desde o simples treino de respiração até ao treino de cardio e variação da taxa de oxigenação orientada por AI.

O clube se vende como “uma comunidade exclusiva para investidores e empresários se envolverem com líderes em biohacking, epigenética, AI e medicina funcional/vegetal”, por isso é o lugar para aqueles que estão interessados na intersecção entre saúde e tecnologia.

Tendência global

Para que não pensem que isto se limita aos ricos apenas dos EUA, a tendência está crescendo no mundo todo. A estrela indiana de Bollywood, Suniel Shetty, recentemente  investiu em uma startup indiana de biohacking, esperando trazer esta tendência de saúde de nicho ao mainstream, e Conferências de Biohacking e meetups estão ganhando força entre os entusiastas brasileiros.

Com as clínicas se expandindo globalmente, os ultra-ricos poderão continuar suas rotinas de maximização da vitalidade onde quer que passem férias. Mas para muitos executivos do Vale do Silício, otimizar a vida cotidiana não é suficiente. Quais são algumas das técnicas de biohacking mais populares que estão sendo usadas hoje?

Phil Libin, ex-CEO do Evernote, compartilhou uma rotina que consistia em jejum de até oito dias seguidos. Ele afirma que isso o deixou eufórico e energizado. Mas também existem opções de baixo custo, como o banho frio-quente, a técnica adotada por Estrelas de Hollywood e atletas de alto nível.

Publicidade

Johnson diz que toma mais de 100 suplementos por dia e afirmou ter alcançado resultados bastante impressionantes. E se você acha que o esquema de troca de sangue dele era estranho, espere até ouvir sobre a preferência de Sandra Bullock pelo uso de prepúcio de recém-nascidos para rejuvenescer seu rosto.

Atualização cibernética

Se o envelhecimento por si só não é assustador o suficiente, alguns biohackers procuram atualizações cibernéticas.

Percorremos um longo caminho desde o Lovetron 9000, um implante peniano que vibra eletronicamente sob comando desenvolvido por Rich Lee há uma década. Desde então, a lacuna entre biologia e tecnologia diminuiu drasticamente, com o Neuralink de Elon Musk representando o pico da conquista trans-humanista agora que conseguiu a homologação para iniciar testes de implantes de chips em cérebros humanos.

Mas o biohacking não é isento de riscos. Jejuns longos podem causar hipoglicemia e aumentar o risco de danos nos rins. As sessões devem ser cuidadosamente supervisionadas para evitar complicações como insuficiência cardíaca.

Além disso, a ingestão de um grande número de comprimidos pode levar a resultados inesperados, uma vez que cada um afeta diferentes partes do complexo metabolismo humano.

E — isto não é um conselho médico — a implantação de dispositivos eletrônicos em seus órgãos genitais não parece ser uma boa ideia.

Enquanto a elite brinca com elixires exóticos buscando a imortalidade, os benefícios do biohacking são cada vez mais procurados para além do 1% mais rico. Talvez o segredo da longevidade possa ser comprado — ter muito dinheiro pode comprar aparelhos de ponta e intervenções extremas. Mas felicidade? Esse resultado ainda não foi garantido por ninguém.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Donald Trump posa para foto em evento político nos EUA

Trump se apresenta como ‘criptopresidente’ em evento de arrecadação de fundos

O candidato presidencial republicano dobrou sua postura pró-cripto durante evento em São Francisco, EUA
Edificio do BCE

Manhã Cripto: Bitcoin segue alta e busca máxima histórica com corte de juros na Europa

Banco Central Europeu (BCE) reduziu 25 pontos percentuais de cada uma das suas três principais taxas de juros
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA

O que faria os americanos comprarem mais Bitcoin? Regulamentações mais claras, afirma pesquisa

Pesquisa da Grayscale mostra que 44% dos eleitores dos EUA que não possuem criptos dizem que estão “esperando regulamentações adicionais”
Changpeng "CZ" Zhao, CEO da Binance

Fundador da Binance, Changpeng Zhao começa a cumprir pena nos EUA

Changpeng “CZ” Zhao foi condenado a 4 meses de prisão por não implementar medidas de prevenção à lavagem de dinheiro na corretora