Imagem da matéria: Instagram terá ferramentas para criar e negociar NFTs
(Foto: Shutterstock)

O Instagram está desenvolvendo um recurso de cunhagem e venda de Tokens Não Fungíveis (NFTs) por meio de seu aplicativo, de acordo com um anúncio da Meta, dona da empresa, feito na quarta-feira (2). O próximo “kit de ferramentas” para NFTs permitirá aos utilizadores criar e lançar os seus próprios NFTs para venda através do Instagram, transformando a plataforma na prática em um marketplace de obras digitais.

“Um pequeno grupo de criadores em breve poderá criar colecionáveis digitais (NFTs) e vendê-los diretamente no Instagram”, disse o chefe de Comércio e Fintech da Meta, Stephane Kasriel, em um comunicado.

Publicidade

Os NFTs—que a Meta costuma chamar de “colecionáveis digitais”—são tokens únicos de blockchain que representam a propriedade sobre um ativo, normalmente uma peça de arte digital.

No lançamento, a rede social vai usar a blockchain Polygon para a cunhagem dos NFTs. O aplicativo também extrairá os metadados desses tokens do OpenSea para que os nomes e descrições das coleções possam ser visualizados no Instagram.

Teste das novas ferramentas

A Meta lançará os novos recursos NFT para um grupo seleto de artistas e criadores de conteúdo, antes de oferecê-los a um público mais amplo, segundo a empresa. Criadores como o fotógrafo DrifterShoots, o artista visual Ilse Valfré, e Amber Vittoria estão entre os selecionados para acesso antecipado aos novos recursos NFT do Instagram. 

Vittoria disse ao Decrypt que está animada com a movimentação do Instagram para usar NFTs. “A Meta e o Instagram estão constantemente encontrando maneiras novas e inovadoras de ajudar os criadores a se financiarem e monetizarem a sua prática artística”, diz ela.

Publicidade

Esta estratégia de lançamento mais lento condiz com o resto da abordagem da Meta para a Web3. Em maio, a empresa anunciou que estava lançando um recurso de conexão de carteiras para selecionar criadores para exibir seus NFTs em seus perfis do Instagram e do Facebook.

Hoje, o Facebook e o Instagram dão suporte para a exibição de tokens com as blockchains Ethereum, Polygon, e na Flow, permitindo que os usuários conectem suas carteiras às suas contas com esse objetivo. Além disso, o suporte para carteiras Solana e Phantom também está chegando.

Mas por que esse grande movimento com NFTs? A Meta diz acreditar na visão da Web3—e quer que os criadores aproveitem os NFTs para monetizar melhor seu conteúdo. “Nossa estratégia para as tecnologias Web3—incluindo blockchain—está focada em ajudar os criadores a terem uma renda”, disse Kasriel.

“Acreditamos que a tecnologia Web3, como a blockchain, melhorará positivamente o modelo econômico para os criadores, dando-lhes a capacidade de criar novos tipos de ativos digitais para monetizar.”

Publicidade

No entanto, Kasriel também acha que o espaço cripto está inundado com “experiências complexas” que inibem a adoção em massa. “Precisamos de uma experiência de usuário muito mais simples,”ele diz.

Sem taxas extras, por enquanto

Embora a Meta inicialmente não pretenda cobrar suas próprias taxas pelas vendas de NFTs feitas por meio de seus aplicativos, isso está nos planos da empresa. Ela também prometeu cobrir as taxas de gás Ethereum para os compradores “no lançamento”, mas não especificou uma data final para esses benefícios.

“A Meta não cobrará taxas para criar ou vender colecionáveis digitais até 2024”, disse Kasriel, mas apontou que quaisquer transações no aplicativo “ainda estão sujeitas às taxas aplicáveis da app store”, como a controversa taxa de 30% da Apple.

O que não está claro, no entanto, é se os usuários irão optar pela conveniência de uma compra dos NFTs no Instagram em um aplicativo—e se as características desses NFTs também serão implementadas na versão do navegador de sua plataforma no futuro. 

Em resposta ao pedido de comentário do Decrypt, um representante da Meta apontou para a declaração de Kasriel publicada no Medium.

Publicidade

“O Instagram foi um catalisador na minha carreira criativa—descentralizou a publicação de imagens—algo muito parecido com o que a imprensa fez com textos”, disse o fotógrafo Dave Krugman, que também foi escolhido para ter acesso antecipado aos novos recursos NFT do Instagram.

“Consegui evitar as limitações de um cenário com uma mídia superprotegida e acessar minha audiência diretamente. Mudou tudo para mim—e este próximo passo é uma continuação clara dessa descentralização do acesso e do envolvimento com os nossos públicos.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis! 

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Manhã Cripto: ETFs de Bitcoin voltam a captar mais US$ 100 mi por dia nos EUA; Ex-diretor da FTX pede 18 meses de prisão

Mercado também começa a se preparar para veredito final da SEC sobre os ETFs de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Ethereum Rio: Começa hoje evento que promove ecossistema da segunda maior criptomoeda do mundo

Ethereum Rio: Começa hoje evento que promove ecossistema da segunda maior criptomoeda do mundo

Evento Ethereum Rio ocorre entre os dias 13 e 15 de maio no Porto Maravalley, Rio de Janeiro
Tela de celular mostra logotipo Drex- no fundo notas de cem reais

Banco Central adia Drex para realizar novos de testes de privacidade

BC explica que primeira fase de testes foi focada em elementos de privacidade, mas as soluções encontradas “ainda não estão maduras”
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você