Imagem da matéria: "Incompetência na privatização dos Correios vai levar valor a zero", diz Henrique Bredda
Gestor do fundo Alaska, Henrique Bredda (Foto: Reprodução/Divulgação)

O gestor do fundo de investimentos Alaska, Henrique Bredda, voltou a criticar os Correios brasileiros e a elogiar a capacidade da iniciativa privada — desta vez, a empresa Mercado Livre.

Em uma mensagem escrita em sua conta no Twitter publicada nesta quinta-feira (12), o executivo diz que o valor da estatal brasileira esta indo para zero: “A incompetência na privatização vai fazendo o valor dos Correios convergir p/ zero, se tornando descartáveis, inúteis”.

Publicidade

Em seguida, ele reforça o posicionamento sobre os Correios:

“Se tornando apenas uma sombra do q foi um dia, virando cada vez mais uma sucata podre pesada demais p/ os pagadores de impostos sustentarem. Já deve valer zero”.

O comentário é em cima da notícia de que o Mercado Livre irá duplicar a capacidade logística com a inauguração de mais cinco centros de distribuição espalhado pelos país.

Bredda, Magalu e os Correios

Não é a primeira vez que o gestor do Alaska compra briga com a estatal brasileira. Em outubro, o casa da Magalu, entre outras varejistas que estão investindo em logística, ele afirmou que a cada dia que passava os Correios estavam valendo menos.

Os comentários refletem uma tomada de posição sobre o debate da privatização dos Correios, visto que seria uma das estatais previstas pelo ministro da Fazenda, Paulo Guedes, que estariam dentro do processo de desestatização.

Publicidade

O comentário de Bredda também remete a uma novela que pode estar nos capítulos finais, que é a ‘privatização dos Correios’. Em setembro, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou ao UOL que havia cinco empresas interessadas nos Correios. Dentre elas, a americana FedEx e a Magazine Luiza.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken