Imagem da matéria: Igualdade entre gêneros passa obrigatoriamente por planejamento financeiro
Foto: Shutterstock

Desde quando comecei a cuidar das finanças de casa (ainda muito nova), eu rapidamente percebi que o dinheiro deve trabalhar para nós e não nós para ele. Precisamos fazer com que nosso patrimônio seja uma mola impulsionadora para realizar nossos sonhos e desejos e também que ele seja uma ferramenta de empoderamento em nossas vidas.

Foi exatamente isso que eu pensei ao conversar com a minha amiga (e uma das maiores inspirações na esfera pessoal e profissional) Luiza Helena Trajano, presidente do conselho da varejista Magazine Luiza e presidente do Grupo Mulheres do Brasil, em evento realizado pela ParMais em parceria com o Mercado Bitcoin e a 2TM no começo deste mês de fevereiro.

Publicidade

Ao conversar com Luiza, lembrei do nosso trabalho no Mulheres do Brasil, criado em 2013, o qual me uni em 2016 e onde atuo orgulhosamente como líder do Núcleo de Florianópolis. 

Nele, mais de 100 mil mulheres de todo o país estão unidas para discutir uma série de questões relativas à igualdade de gênero, racismo, capacitismo, educação e diversos outros pontos de integração nacional.          

E foi com este trabalho que comecei a entender, cada vez mais, como o dinheiro é, sim, uma ferramenta de empoderamento em nossas vidas. Também entendi como ele funciona, inclusive, como um propulsor para encerrar a gritante desigualdade de gêneros que ainda vivemos, infelizmente.

Atualmente, o abismo entre homens e mulheres ainda é gigantesco — e quando eu falo disso, não se trata de iniciarmos uma guerra dos sexos, mas sim para nos unirmos e resolvermos esse problema.

Publicidade

No Brasil, apesar de as pessoas do sexo feminino terem uma maior escolaridade média, elas ainda são sub-representadas no mercado de trabalho, tendo participação muito menor que os homens em cargos de liderança, o que gera uma desigualdade financeira e também na capacidade de tomada de decisão das companhias.

E é justamente isso que eu conversei com a Luiza em nosso bate-papo. Ela acredita que existam qualidades diferentes na liderança masculina e feminina e que uma empresa em 2022 precisa de um bom balanço entre esses dois grupos para que possam obter sucesso.

Fora do mundo empresarial, para mim é claro que o dinheiro é uma das ferramentas mais importantes para que as mulheres tenham seu empoderamento e liberdade.

O planejamento financeiro e a independência são o que podem fazer uma pessoa virar dona de seus próprios rumos. Pense no caso, infelizmente muito frequente, de mulheres 100% dependentes financeiramente de seus maridos.

Publicidade

Muitas vítimas de violência doméstica, sucumbem por não ter como manter a si e aos filhos. No caso de um divórcio, ou até mesmo de um falecimento inesperado, ela naturalmente já sai de uma posição prejudicada.                       

Por isso mesmo, o planejamento financeiro e o cuidado com o dinheiro é crucial para garantir nosso empoderamento e nossa liberdade. E você? Está preparada para o futuro?       

Sobre a autora

Annalisa Blando é planejadora financeira certificada pela Planejar (CFP) e fundadora e CEO da ParMais, a primeira Wealth Management Tech do Brasil. Também é líder do grupo Mulheres do Brasil em Florianópolis.

                                                                           

VOCÊ PODE GOSTAR
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Imagem da matéria: Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao "Faraó do Bitcoin"

Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao “Faraó do Bitcoin”

Réu é acusado de ser responsável pela segurança do criador da GAS Consultoria e vender armas para a organização criminosa
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube