Imagem da matéria: Honduras diz que boatos de adoção do bitcoin como moeda oficial são falsos
Foto: Shutterstock

O Banco Central de Honduras (BCH) publicou um comunicado oficial nesta quarta-feira (23) para dar fim aos boatos que circulavam no meio cripto que o país seguiria o exemplo de El Salvador e tornaria o bitcoin uma de suas moedas oficiais.

A história falsa começou a circular no início da semana após o portal DigitNews afirmar que a presidente de Honduras, Xiomara Castro, iria dar ao bitcoin o mesmo status de curso legal da sua moeda local, a lempira.

Publicidade

O portal afirmou que a presidente disse que o seu país não deveria permitir que El Salvador fosse o único país a “escapar da hegemonia do dólar” e que Honduras tinha o direito de “ir em direção aos países de Primeiro Mundo”, sem dizer quanto e para quem a presidente fez esse suposto pronunciamento.

A história ganhou uma repercussão ainda maior quando foi dada como verdadeira pelo versão em espanhol do CoinTelegraph e propagada nas outras versões do site, inclusive a brasileira (no momento, fora no ar). A matéria afirmava que a fala da presidente foi compartilhada por “fontes internas”.

Outro fator que fez muitos suspeitarem que Honduras poderia adotar o bitcoin foi um tuíte feito na última sexta (18) por Max Keiser, um famoso maximalista de bitcoin e ferrenho defensor das políticas de El Salvador. 

A mensagem de Keiser trouxe uma imagem da bandeira de Honduras com uma curta legenda: “está chegando”.

Desde que o país da América Central adotou o bitcoin como moeda oficial, Keiser e sua companheira, Stacy Herbert, tornaram o país a sua segunda casa e parecem manter uma relação próxima com o presidente Nayib Bukele.

Publicidade

Aliás, também foi no início de março que Bukele visitou Honduras pela primeira vez desde que foi eleito presidente em 2019.

A resposta do Banco Central

Coincidências à parte, as falas do presidente Xiomara Castro não foram confirmadas por qualquer fonte oficial e a nota de hoje do Banco Central de Honduras só reforça que o país não seguirá os mesmos passos de El Salvador.

“O BCH é o único emissor de notas e moedas com curso legal em território nacional. Da mesma forma, o artigo 1º da Lei Monetária indica que a unidade monetária de Honduras é a Lempira”, diz um trecho da nota.

Sobre o bitcoin, a entidade ressaltou que ele representa um ativo financeiro que atualmente não está regulamentado no país e, na maioria dos países, não têm o status de curso legal.

Publicidade

O Banco Central aproveitou a ocasião para reforçar que publicou três alertas nos anos de 2018, 2020 e 2021, informando que não fiscaliza ou garante as operações realizadas com criptomoedas em seu território, e que, portanto, qualquer transação com esses ativos é de única responsabilidade e risco daqueles que as realizam. 

Apesar disso, o BC de Honduras afirmou que está realizando estudo e análise conceitual, técnico e legal sobre uma possível emissão de uma moeda digital de banco central (CBDC).

Honduras e criptomoedas

Junto com El Salvador e Guatemala, Honduras faz parte do chamado Triângulo do Norte da América Central e compartilha problemas semelhantes dos países vizinhos.

Assim como El Salvador, a economia do país tem uma forte dependência do dinheiro de fora enviado ao país. Segundo a Folha de S. Paulo, cerca de 20% do PIB de Honduras derivou de remessas internacionais em 2020. Em El Salvador essa porcentagem é parecida e fica em torno de 24%.

Facilitar o envio e recebimento internacional de dinheiro foi um dos fatores que levaram o país a se abrir às criptomoedas.

Publicidade

A embaixadora de El Salvador nos EUA, Milena Mayorga, estimou que ao usar bitcoin, os salvadorenhos podem economizar até US$ 700 milhões por ano em taxas que iriam para empresas americanas, como a Western Union. 

Portal do Bitcoin Summit

O primeiro evento do Portal do Bitcoin será gratuito e online! Jogos NFT, movimentações em Brasília, como receber investimentos na sua startup de criptomoedas e muito mais. Inscreva-se aqui: https://portaldobitcoin.uol.com.br/summit/

VOCÊ PODE GOSTAR
Cachorro Shiba Inu que inspitou Dogecoin

Kabosu, a cachorrinha que inspirou a Dogecoin, falece aos 18 anos

Kabosu sofria de doença crônica e já era muito idosa; segundo sua dona, a cachorrinha “faleceu silenciosamente”
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Ilustração de uma lâmpada flamejando B de bitcoin

MB lança Fist, primeiro token de Renda Variável Digital no setor de energia elétrica

O investimento, disponível pela primeira vez para pessoa física, possui validade de 30 anos, com dividendos que variam de 0,9% a 1,2% ao mês