Imagem da matéria: Homem faz mineração de bitcoin com óleo de cozinha usado; veja vídeo
Foto: Shutterstock

Um bitcoiner da Guatemala está minerando bitcoin utilizando uma fonte alternativa de energia: óleo de cozinha usado.

O vídeo compartilhado no Twitter na última sexta-feira (9) pelo usuário @mrcdbrown3  mostra uma pessoa dando um tour por um quintal barulhento do país, onde uma máquina transforma o óleo usado em energia para ligar ASICs — um equipamento específico para a mineração de bitcoin:

Publicidade

O vídeo não traz detalhes técnicos sobre quão lucrativa a atividade é, mas é um exemplo de como fontes alternativas de energia podem ser usadas na mineração da criptomoeda líder do mercado. 

A técnica usada no vídeo foi apelidada de “kaboom” pelo minerador caseiro @A2JUN_AJPU_bits que reside na cidade de Panajachel, na Guatemala. Ali, na região do Lago de Atitlán, um movimento de entusiastas das criptomoedas ganhou força e o local passou a ser conhecido como Bitcoin Lake (Lago Bitcoin).

Lago Bitcoin

Os bitcoiners dali tentam seguir o exemplo de outras regiões em que o uso do bitcoin se espalhou de forma orgânica por comunidades nas quais a maioria das pessoas não têm acesso ao sistema bancário, como a Praia do Bitcoin, em El Salvador

Leia também: Viagem à Praia do Bitcoin: como é a vida no local que começou uma revolução em El Salvador

O movimento do Lago Bitcoin é liderado por Patrick Melter, que contou à Bloomberg Línea que começou a pensar no projeto pouco antes de o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, tornar o bitcoin uma moeda de curso legal no país. 

Publicidade

Seu plano é criar uma economia circular do bitcoin na região do lago e incentivar os negócios baseados ali a aceitar bitcoin como forma de pagamento.

Para fazer isso se tornar realidade, o projeto também mira na educação e ensina crianças (e um número limitado de adultos) no Centro Educativo Josué sobre Bitcoin e como usar a Lightning Network.

“Entre 60-65% das pessoas na Guatemala não têm acesso a uma conta bancária, criando uma pobreza endêmica. Bitcoin é a propriedade privada final que não pode ser confiscada. Se você consegue se lembrar de doze palavras em sua cabeça, então você pode levar seu bitcoin para qualquer lugar do mundo e passá-lo de geração em geração”, disse Melter à Bloomberg.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Solana salta quase 5% e deixa Bitcoin e Ethereum para trás

Solana salta quase 5% e deixa Bitcoin e Ethereum para trás

Solana é a moeda que mais valoriza entre as 10 principais do mercado; BTC e ETH sofrem leves quedas nesta tarde
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop
sob notas de dólares estão moedas de bitcoin, ethereum, ao lado de celular com logo FTX

FTX apresenta proposta para devolver aos clientes 118% dos fundos perdidos

Empresa afirma que caso o plano seja aprovado pela corte, os pagamentos serão feitos em até 60 dias