Twitter
Shutterstock

A Exame, publicação brasileira especializada em economia, política e tecnologia, teve sua conta no Twitter hackeada nesta quinta-feira (21) por golpistas de criptomoedas. No momento da produção desta reportagem, o perfil exibe um post fixo de um projeto de NFT chamado Doodles 2 e várias postagens promovendo o negócio, possivelmente fraudulento.

No site da revista, até o fechamento deste texto, não houve publicações sobre a invasão no Twitter da empresa, que tem 2,8 milhões de seguidores. No entanto, a equipe de segurança da Exame já pode estar tomando providências, pois o ícone do Twitter não aparece junto aos demais “Siga-nos” nas redes sociais.

Publicidade
Reprodução/Twitter

A última publicação oficial da Exame no Twitter ocorreu há cerca de 15 horas, às 18h27 de quarta (21); às 18h47,os hackers iniciaram as publicações criminosas. Ainda no momento do texto, não há foto no perfil nem na capa.

O usuário Robin foi um dos primeiros a perceber a invasão:

Geralmente, os hackers de criptomoedas que agem no Twitter ou Youtube exibem vídeos falsos que simulam uma celebridade promovendo ou sorteando alguma criptomoeda. O intuito é persuadir as pessoas ass enviarem um tanto de bitcoin, por exemplo, e receber duas ou três vezes de retorno. Mas isso é golpe, e os fundos ficam perdidos para sempre. 

Neste caso da Exame, o que pode ser percebido até o momento é apenas a promoção de um projeto de NFT que facilita a cunhagem de tokens. No entanto, não é aconselhável clicar em qualquer link descrito nas postagem para não correr risco de cair em sites maliciosos.

Invasões em redes sociais

Invasões de redes sociais tem se tornado lugar comum recentemente. No início de julho, o Twitter e o Youtube do exército britânico foram invadidos. Os golpistas mudaram a foto perfil do Twitter para fazer divulgação de uma coleção de NFTs, a Bapesclan. Os hackers também realizaram postagens com ameaças ao Paquistão.

Publicidade

Já a conta do YouTube também sofreu uma invasão, de forma simultânea, promovendo uma falsa live com anúncios sobre criptomoedas. Ainda não há informações sobre quem fez ou qual grupo realizou a invasão, até o momento.

Por aqui, na semana passada, o Instagram oficial da prefeitura de Barretos (SP) foi invadido por hackers para divulgar o famoso golpe de falsa doação de criptomoedas. A isca usada para atrair vítimas para a fraude foi o bilionário Elon Musk —  garoto-propaganda favorito dos golpistas que aplicam “giveaway scam”

Em março, o governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), teve a sua conta oficial no Twitter invadida por hackers que foram capazes de promover um golpe de criptomoedas por algumas horas. Os invasores trocaram todas as informações da conta, menos o username @ratinho_jr, para simular que a conta verificada era de um investidor de tokens não fungíveis (NFT).

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Três policiais na porta de suspeito de tráfico de drogas no MT

Servidor que usava sistema de secretaria para vendas de drogas com criptomoedas na dark web é preso no MT

A plataforma de comércio ilegal de entorpecentes funcionava através da rede Tor
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos