Imagem da matéria: Guerra das stablecoins: o que a MakerDAO está fazendo para que a DAI retome a liderança?
(Foto: Shutterstock)

As duas principais fornecedoras de stablecoins descentralizadas são MakerDAO e Terra. Tanto Tether (USDT) como USD Coin (USDC) são bem maiores que ambos os projetos, mas falham no teste da descentralização.

MakerDAO é responsável pela stablecoin DAI enquanto Terra está por trás da crescente TerraUST (UST).

Publicidade

Apesar de Terra ter entrado tarde para o setor (Maker foi lançada em 2014 e DAI chegou em 2017), recentemente, UST levou a coroa de maior stablecoin descentralizada por capitalização de mercado. Para fins de contexto, USDT possui uma capitalização de mercado de US$ 81 bilhões; USDC, US$ 52 bilhões; Terra, US$ 16 bilhões; Maker, US$ 9 bilhões.

Capitalização de mercado da UST (cor roxa) e DAI (cor laranja) no último ano (Imagem: CoinGecko)

Em dezembro, UST tomou a liderança. Na época, algumas pessoas pensaram ser apenas uma coincidência parecida com diversas outras tentativas de sucesso passageiro por stablecoins no passado. No entanto, desde então, UST continuou subindo.

À medida que a stablecoin disparou, LUNA, o token de governança do Terra, também subiu e, agora, faz parte das dez principais criptomoedas por capitalização de mercado — à frente de cardano (ADA), solana (SOL) e avalanche (AVAX).

Desde que UST destronou DAI em dezembro, o preço do LUNA disparou de US$ 78 para US$ 95 — um aumento de 19%.

O aumento paralelo de ambos os ativos também não é surpreendente, pois toda vez em que UST é emitida, LUNA é destruído.

Publicidade

Dado que o ecossistema de Finanças Descentralizadas (DeFi) do Terra se expandiu e aumentou a demanda por uma stablecoin nativa, existem diversos LUNAs destruídos (indicando uma menor oferta no mercado).

O auge da atividade DeFi no Terra desde novembro de 2020 (Imagem: DeFi Llama)

O crescimento do Terra chocou muitas pessoas, mas talvez, a MakerDAO tenha sido a mais afetada. Agora, o projeto está finalmente agindo.

A MakerDAO ou implementou ou está considerando novas atualizações para ajudar a melhorar a adesão de sua stablecoin e também repensar sobre a tokeconomia de MKR, seu token nativo. O pretexto mais provável para essa onda de mudanças é levar o banco central original das DeFi de volta ao topo.

Uma proposta que está sob discussão é transformar MKR em uma espécie de token de bloqueio de votos, assim como os modelos “ve-” do Curve e Yearn. Para participar de diversas propostas de governança, é preciso fazer o staking do token MKR. Em troca, receberá “stkMKR” e direitos de votação.

Publicidade

Aqueles que fazem o staking de tokens MKR também poderão ser recompensados com mais MKRs (assim como recompensas por staking ou por “yield farming” — estratégia de maximização de lucros).

Essas recompensas seriam geradas por meio de um leilão de superávit — um acontecimento da Maker que é acionado quando houver um superávit de DAI.

O excesso de DAI é vendido por MKR e uma porcentagem desse leilão será, de acordo com a proposta, redirecionado a holders de stkMKR.

Diagrama do atual mecanismo de leilão de superávit e o mecanismo proposto (Imagem: MakerDAO)

A idéia por trás desse redesign é atrair usuários a 1) comprarem MKR para poderem fazer o staking e participar da governança da MakerDAO; 2) fazerem o staking de tokens MKR, tirando-os do mercado e criando um grupo de “nunca-vendedores”; e 3) criarem incentivos atrativos, como uma taxa anual de porcentagem (ou APR) por staking.

Outra atualização é acrescentar tokens de fornecimento de liquidez (ou LPs) stETH-ETH como garantias na MakerDAO. É importante lembrar: Maker emite DAI com garantias excedentes.

Publicidade

Você quer DAI? Então precisa depositar mais de 100% do valor de qualquer outra criptomoeda, que varia entre ether (ETH), wrapped bitcoin (WBTC), uniswap (UNI) e assim por diante.

Com o acréscimo dos LPs stETH-ETH, essa lista de possíveis garantias cresce um pouco mais. É uma inclusão bastante interessante, pois também mostra como um projeto tradicionalmente conservador (pelo menos, em DeFi) está aceitando um pouco mais de risco do que no passado.

Primeiro, é necessário colocar ether em staking no Lido Finance e obter stETH em troca. Em seguida, depositar esse stETH no pool do Curve Finance para receber o token stETH-ETH. Por fim, poderá depositar stETH-ETH na MakerDAO e emitir stablecoins DAI.

Pool dos tokens de fornecimento de liquidez stETH-ETH no Maker (Imagem: Oasis, ferramenta de emissão de DAIs na Maker)

Você pode usar essas stablecoins para comprar mais criptomoedas, manter essas stablecoins em outro protocolo de empréstimos que gera rendimentos ou simplesmente movimentar stETH pelo circuito de DAI até atingir uma alavancagem máxima.

É claro que a última sugestão possui um enorme risco. Se o preço do ether cair, derrubando o valor do token LP abaixo da proporção de garantia de 155% estabelecida pela Maker, sua posição será liquidada.

A proposta final e, talvez, a mais controversa, é a integração de mais ativos do mundo real (ou RWA) como garantias no protocolo Maker.

Publicidade

“É hora de o protocolo Maker agir imediatamente e pavimentar a próxima fase das DeFi”, tuitou hexonaut, engenheiro de protocolo na Maker e contribuidor da proposta. “O mercado de alta tem sido gentil com todos nós, mas o tempo está acabando. Precisamos dar o próximo passo e começar a nos integrar com o mundo real em maior escala”, acrescentou.

Assim como o token stETH-ETH mencionado acima, hexonaut (e outras duas pessoas) propuseram a abertura do pool de garantias a ativos, como empréstimos imobiliários ou financiamentos de dívida — em que seria possível emitir DAI usando coisas que não envolvem criptoativos.

E já existem protocolos desenvolvidos para unir ambos os mundos, incluindo Centrifuge (que já emitiu mais de US$ 79 milhões em DAI usando esses tipos de ativos).

E para tornar isso menos arriscado para a Maker, hexonaut também propôs outra mudança à Maker: Aumentar seu superávit ao remover o atual mecanismo de queimas.

“Propomos esse primeiro passo para interromper a queima e focar no desenvolvimento de um enorme sistema de superávit. Ao redirecionar todos os lucros à reserva de superávit, isso permitirá que integremos risco ao protocolo sem causar ameaças existenciais, como leilões fracassados”, afirmou.

A queima de superávit, também brevemente mencionada acima, utiliza o superávit de DAI no mercado para comprar tokens MKR e queimá-los (ou destruí-los).

A proposta mais recente quer eliminar esse mecanismo e permitir que o superávit continue para que o protocolo se torne líquido o suficiente para integrar mais risco. Com mais fundos “dando sopa” por aí, eventos de “cisne negro” parecidos com o que aconteceu em março de 2020 (quando DAI perdeu seu lastro ao dólar americano) precisam ser amortecidos.

Bom, essa é a ideia, pelo menos e, é claro, destronar Terra.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Portal do Bitcoin Summit

O primeiro evento do Portal do Bitcoin será gratuito e online! Jogos NFT, movimentações em Brasília, como receber investimentos na sua startup de criptomoedas e muito mais. Inscreva-se aqui: https://portaldobitcoin.uol.com.br/summit/

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Fundos cripto do Brasil captam mais R$ 1,5 mi e chegam a 21ª semana consecutiva de entradas

Vindo de uma grande sequência de captação, fundos de criptomoedas do Brasil estão em 3º lugar no ranking global, atrás apenas dos EUA e Hong Kong
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

GameStop e AMC desabam com fim da euforia do retorno de Roaring Kitty

As ações memes da GameStop e AMC caíram drasticamente após a abertura dos mercados dos EUA na quinta-feira, recuando pelo menos 15%
Vitalik Buterin criador do Ethereum

A proposta de taxas de gás de Vitalik Buterin tornará o Ethereum mais parecido com a Solana?

Vitalik propõe “taxas de gás multidimensionais” e afirma que é uma busca para um sistema mais personalizado e equitativo