Imagem da matéria: Governo vai taxar sites de apostas como Betano e Bet365, mas Blaze e cassinos online devem ficar de fora da regulação
Foto: Shutterstock

O governo Lula pretende tributar e exigir licença de operação das casas de apostas esportivas no Brasil através de uma futura Medida Provisória (MP) – mas as novas regras vão deixar os cassinos online de fora.

Na prática, isso significa que as novas regras serão criadas serão aplicadas para plataformas como Betano e Bet365, mas não irão incluir o portal de jogos de azar Blaze, entre outros. 

Publicidade

As informações foram divulgadas pelo assessor especial do secretário-executivo do Ministério da Fazenda, José Francisco Manssur, durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados que ocorreu no final da semana passada. 

Manssur foi bem claro sobre o alcance da regulamentação: “Não é nossa atribuição e não constará, não fará parte da MP, a regulamentação de cassinos, jogos de azar, 21, tudo mais que diga a respeito a jogos que não são de prognósticos esportivos”, disse. 

Além disso, ressaltou: “A nossa atribuição é regulamentar as apostas em resultados esportivos, prognósticos esportivos, partida time A contra time B. O sujeito aposta que vai ser 2 a 0 para o time A”. 

Detalhes da tributação das casas esportivas

O assessor deu detalhes de como será a regulamentação e a tributação das empresas de apostas esportivas no Brasil:

  • A empresa terá que ter sede no Brasil 
  • Terá que pagar uma licença de funcionamento (outorga) de R$ 30 milhões para a União
  • Um imposto de 15% será cobrado do montante que a empresa arrecadar, tirando da base de cálculo o valor pago aos clientes nos prêmios 
  • 2,55% da receita líquida irá para o Fundo Nacional de Segurança Pública, 0,82% para a educação pública e 1,63% para os esportes. 

O regramento virá por meio de Medida Provisória, mas Manssur não deu um prazo de quando o texto será apresentado. 

Publicidade

Uma fonte próxima dos grandes players de casas de apostas esportivas que atuam no Brasil estimou ao Portal do Bitcoin que o mercado gire um valor de cerca de R$ 12 bilhões ao ano. 

O governo espera que a taxação atue como forma de compensar as perdas de arrecadação que o governo terá com o reajuste da Tabela do Imposto de Renda. 

O presidente Lula anunciou no dia 16 de fevereiro que a faixa de isenção de Imposto de Renda irá aumentar de R$ 1.903,98 por mês para R$ 2.640. A medida irá valer nas declarações que serão entregues em 2024.

O secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, já disse que o aumento da faixa de isenção irá fazer com que 13,7 milhões de pessoas deixem de pagar Imposto de Renda. Isso representa uma perda de R$ 3,2 bilhões no primeiro ano, levando em conta que começa a vigorar no próximo mês de maio, e R$ 6 bilhões em 2024, quando já valerá por todo o ano.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília
logo do bitcoin em cima de livro

Goiânia recebe lançamento do livro “101 Perguntas Sobre Bitcoin”

A obra da Editora Portal do Bitcoin escrita pelo engenheiro Breno Brito serve como um guia para compreensão da criptomoeda mais popular do mundo; veja como participar
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo
Três policiais na porta de suspeito de tráfico de drogas no MT

Servidor que usava sistema de secretaria para vendas de drogas com criptomoedas na dark web é preso no MT

A plataforma de comércio ilegal de entorpecentes funcionava através da rede Tor