Imagem da matéria: Governo libera R$ 1 milhão para projeto que prevê rastreamento de cana-de-açúcar em blockchain

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil liberou R$ 927.329,45 para um trabalho de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) na agropecuária. O programa envolve blockchain e outras tecnologias para os setor de cana-de-açúcar, segundo publicação no Diário Oficial da União (DOU) na terça-feira (29).

De acordo com o Extrato de Acordo, a verba será administrada pela Embrapa Informática Agropecuária, de Campinas (SP), e a Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo (Coplacana) e Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento (FAPED). Eles fecharam parceria — Acordo de Cooperação Técnica —  em 25 de outubro com data de encerramento para 2024.

Publicidade

Segundo publicação da Embrapa, objetivo é a integração de esforços para ampliar a competitividade, produtividade e a sustentabilidade da cadeia produtiva da cana-de-açúcar no Brasil.

Para isso, várias tecnologias foram selecionadas para serem estudadas e aplicadas. No que diz respeito a blockchain, a Empresa diz que a tecnologia será usada na rastreabilidade da cadeia produtiva da cana-de-açúcar.

“A introdução de novas tecnologias no setor agropecuário está mudando a face da agricultura tradicional e, por isso, estamos sentindo que só poderemos evoluir nessas tecnologias se estivermos trabalhando em sintonia com o produtor”, comentou Silvia Massruhá, chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária.

Blockchain do começo ao fim

Conforme artigo da Embrapa da quinta-feira (31), o produto será rastreado desde o produtor até o consumidor final. Desta forma, a rede deve contar com organização, processamento e disponibilização em nuvem de imagens proximais, suborbitais e orbitais para análises de lavouras de cana-de-açúcar.

Publicidade

Roberto Rossi, diretor Coplacana, enalteceu a parceria, que segundo ele, engrandece ainda mais as metas de inovação da instituição.

“A parceria com a Embrapa, uma instituição mundialmente conhecida, é um novo passo para a cooperativa em termos de inovação e soluções para o mercado”, disse.

Francisco Severino, diretor técnico da Coplacana, destacou a importância das ações de aproximação de pesquisadores, empresas e da cooperativa para aumento de produtividade da cultura da cana.

Segundo ele, a cooperação técnica e científica vai atender as demandas das áreas de pesquisa, levando soluções tecnológicas que agreguem valor e renda aos produtores rurais.

Blockchain e sistema integrado

De acordo com o líder do projeto, Fábio César da Silva, e de Geraldo Magela de Almeida Cançado, responsável na Embrapa pelo acordo, além de blockchain, serão usadas tecnologias que englobam o seguinte:

Publicidade

Modelagem da produtividade de canaviais usando parâmetros da fertilidade e física do solo associada ao sistema integrado de diagnose e recomendação (Dris) e de balanço de nutrientes para recomendações de fertilizantes e calagem; e a avaliação do efeito de diferentes formas e doses de aplicação de biológicos na produtividade de cana-de-açúcar.

Sobre a Embrapa

A Embrapa é um órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), cujo desafio é desenvolver, por meio de parcerias, um modelo de agricultura e pecuária tropical genuinamente brasileiro.

Sobre a Coplacana

A Coplacana é uma cooperativa com cerca de 11 mil associados em 23 unidades espalhadas pelos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Ela fornece matéria-prima para a indústria sucroalcooleira, de insumos e equipamentos.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Fachada do MPDFT - Facebook

PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF

O policial militar e um grupo suspeito de pessoas e empresas teriam aplicado um golpe de R$ 4 milhões; alvos do MPDFT são do DF e GO
Policiais federais fotografados de costas

PF e Receita Federal caçam grupo suspeito de lavagem de dinheiro com criptomoedas

Policiais federais e auditores-fiscais se mobilizaram em quatro estados para cumprir mandados de prisão, busca e apreensão em um esquema de importações ilegais
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo