logo a binance no celular e bandeira dos EUA no fundo
Shutterstock

A SEC, órgão dos Estados Unidos equivalente à CVM no Brasil, pediu autorização para uma corte norte-americana para fazer uma inspeção geral nos documentos e registros da Binance.US. O objetivo é verificar se a corretora mantém de forma segregada os ativos de seus clientes. 

O órgão regulador dos EUA afirma que os documentos fornecidos pela BAM, empresa que controla a Binance.US, são “narrativas de advogados empacotadas” e “declarações cuidadosamente redigidas” e que a companhia ainda alega que se está fazendo “muito barulho por nada”. 

Publicidade

“A inspeção limitada que a SEC conseguiu realizar até agora demonstra a necessidade urgente de uma inspeção”, afirmou o órgão em seu pedido. 

As autoridades apontam que existem indícios de que a Ceffu, novo nome da Binance Custody, enviou dinheiro de clientes dos Estados Unidos para fora do país, algo que a Binance.US estava proibida de fazer.

No pedido, a SEC afirma que Changpeng “CZ” Zhao, fundador da corretora, é uma pessoa que se vê fora de qualquer tipo de jurisdição. 

Por fim, o órgão regulador acusou a empresa de fornecer “representações inconsistentes sobre fatos importantes, produções lentas de documentos e informações e obstrução de categorias inteiras de informações que provavelmente lançariam luz sobre as acusações”.

Publicidade

A SEC diz ter profunda preocupação com a custódia dos ativos de clientes americanos feita por meio da Ceffu.

Crise na Binance

O novo aperto da SEC vem durante um período de altas pressões na Binance. O então CEO da Binance.US, Brian Shroder, saiu da empresa no dia 13 deste mês.

No dia seguinte, anunciaram a saída o diretor jurídico, Krishna Juvvadi, que atuava na empresa desde maio do ano passado, e o diretor de risco, Sidney Majalya, que integrava o quadro desde dezembro de 2021.

Os eventos também incluiram a demissão de cerca de um terço da força de trabalho da Binance nos EUA, ou mais de 100 cargos. A exchange, formalmente chamada de BAM Trading Services, lançou as operações em 2019 para usuários dos EUA, que estão proibidos de usar a Binance Holdings, comandada por Changpeng “CZ” Zhao.

No Brasil, a Binance também é alvo de uma investigação conduzida pela CPI das Pirâmides Financeiras. O diretor-geral Binance no Brasil, Guilherme Haddad Nazar, prestou depoimento na Câmara dos Deputados semana passada.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop
Imagem da matéria: Drenador de carteiras de criptomoedas encerra negócio após roubar mais de US$ 85 milhões

Drenador de carteiras de criptomoedas encerra negócio após roubar mais de US$ 85 milhões

“Alcançamos nosso objetivo e agora, de acordo com o planejado, é hora de nos aposentarmos”, disseram os desenvolvedores do drenador de carteiras cripto
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin têm entrada de US$ 303 mi, impulsionados por Fidelity e Grayscale

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 66 mil