pilha de moedas douradas XRP Ripple
Shutterstock

Levou oito anos, um mês e 26 dias para que o antigo fundador da Ripple, Jed McCaleb, conseguisse se livrar de 9 bilhões de tokens XRP que recebeu por suas contribuições à empresa.

A última venda de XRP, que o empresário realizou no domingo (17), demarcou o fim definitivo do processo que arrastava desde 2014 contra a Ripple, empresa por trás da criptomoeda XRP que ele ajudou a fundar.

Publicidade

Até setembro do ano passado, McCaleb recebeu todo início de mês na sua carteira ‘tacostand’ quantias de XRP como parte de um acordo firmado durante a sua saída conturbada da Ripple.

Na época, McCaleb aceitou receber 9 bilhões de tokens XRP como ressarcimento por seu afastamento. O pagamento da dúvida foi feito aos poucos pela Ripple, para evitar que o empresário fizesse um grande despejo de tokens no mercado e causasse uma grave desvalorização da moeda.

O dump de XRP por McCaleb, portanto, era programado mas frequente. Todo esse processo teve fim no domingo, quando ele vendeu 1,108,819 XRP restantes da carteira, obtendo em troca US$ 394 mil no momento da venda.

Depois disso, o que restou de rastreável nas carteiras de McCaleb foram US$ 71 milhões, que em breve devem ser enviado para sua conta na BitStamp, conforme revelou Leonidas Hadjiloizou, pesquisador que nos últimos anos acompanhou de perto as carteiras de McCaleb.

Publicidade

Os lucros de Jed McCaleb

Na análise de Hadjiloizou, Jed McCaleb faturou o equivalente a US$ 3,09 bilhões e 708 BTC vendendo seu balanço de XRP de forma periódica nos últimos oito anos.

A maior parte das vendas do empresário ocorreu depois que a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) abriu um processo — que se arrasta até os dias de hoje — contra a Ripple no final de 2020. Desde dezembro daquele ano, McCaleb vendeu US$ 2,56 bilhões em XRP praticamente todos os dias. 

https://twitter.com/LeoHadjiloizou/status/1548945210679361536

Até então, as liquidações aconteciam na XRPL DEX — a exchange descentralizada integrada à rede da Ripple. Segundo Hadjiloizou, quem estava do outro lado do balcão eram traders que compraram quantias de XRP direto de McCaleb para vendê-las logo em seguida em corretoras por um pequeno lucro de arbitragem.

Vendendo XRP ao longo dos anos, McCaleb se tornou um magnata do setor das criptomoedas. Em 2021, ele apareceu na lista da Forbes entre os empresários mais ricos da indústria, com um patrimônio líquido de US$ 2 bilhões.

Publicidade

Além de se destacar por seu patrimônio, McCaleb também é uma figura conhecida por ter criado a Mt.Gox em 2010, uma das primeiras exchanges do mundo. Antes de falir num dos maiores hacks já vistos do setor cripto, a Mt.Gox chegou ao ponto de processar 70% de todas as transações de bitcoin no mundo até 2014.

Além de atuar na corretora, McCaleb também ajudou a fundar a Ripple e o ecossistema Stellar (XLM), sendo esse último o projeto ao qual se dedica até os dias de hoje.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas
Imagem da matéria: Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

O autor de um golpe de “envenenamento de endereço” parece estar pensando duas vezes depois de roubar US$ 71 milhões de um grande investidor
Imagem da matéria: "Centavo épico" de Bitcoin é usado para inscrever música da Grimes gerada por IA

“Centavo épico” de Bitcoin é usado para inscrever música da Grimes gerada por IA

Ordinals com uma música gerada por IA da Grimes foi inscrito num satoshi “épico” de Bitcoin avaliado em mais de R$ 10 milhões
Imagem da matéria: Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

A AllianceBernstein concorda com os analistas do Standard Chartered e acredita que o preço do BTC mais que dobrará nos próximos 18 meses