bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Shutterstock)

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), disse que não faz ideia como usar bitcoin em entrevista concedida na quarta-feira (4) à rádio 96 FM de Natal (RN). O contexto em que o presidente confessou a sua ignorância em relação à criptomoeda líder do mercado foi para criticar a atuação da Funai (Fundação Nacional do Índio) em gestões anteriores.

“Vou fazer uma pergunta pra você: sabe mexer com bitcoin? Não? Eu também não. E acredito que 99% de quem está nos assistindo também não. A Funai, quando assumimos a transição, tinha destinado R$ 50 milhões para o índio mexer com bitcoin. A grande parte, com todo respeito, não sabem nem o que é dinheiro”, disse Bolsonaro.

Publicidade

Ele acrescentou dizendo que o seu governo está “libertando os índios” ao estimular a produção agrícola em reservas indígenas.

Criptomoeda indígena

Em relação ao suposto incentivo da Funai para que índios usassem bitcoin, o presidente se refere a um projeto do final de 2018, época em que Michel Temer (MDB) estava na presidência, em que o órgão firmou um contrato de R$ 44 milhões com a Universidade Federal Fluminense (UFF) que previa, entre outras medidas, a criação de uma criptomoeda dos povos indígenas.

O dinheiro supostamente seria usado para financiar outros 16 serviços, entre eles um mapeamento funcional e criação de um banco de dados das terras indígenas, mas o projeto nunca saiu do papel.

Em janeiro de 2019, a ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) já havia barrado a licitação e em setembro do ano passado, a Funai deu fim definitivo à parceria.

O caso tomou grandes proporções na primeira semana de Bolsonaro na presidência e representou a primeira vez que o político fez uma menção ao universo das criptomoedas

Publicidade

Na época, Bolsonaro acabou confundindo o bitcoin com o projeto da Funai, ao elogiar a atuação de Damares. O bitcoin, na verdade, não tinha qualquer relação com o contrato.

Poucas semanas antes da gafe, o filho do presidente, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), tinha cometido o mesmo erro ao tuitar: “Ministra Damares Alves bloqueia dezenas de milhões em bitcoins destinados para órgãos governamentais ligados à Funai no RJ”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024