Logo da ftx, dólares e bitcoin
Shutterstock

Na noite de segunda-feira (27), o braço americano da exchange FTX, do bilionário Sam Bankman-Fried, ganhou a disputa para comprar a Voyager Digital, plataforma de investimento em criptomoedas que entrou com pedido de recuperação judicial seguindo o Capítulo 11 da lei americana em julho.

De acordo com anúncio feito pela plataforma, a Voyager aceitou a oferta de US$ 1,4 bilhão – mais de R$ 7 bilhões – da corretora para ser comprada e, com isso, deixou para trás a Binance e a Wave Financial na corrida para comprar os ativos. 

Publicidade

“A Voyager recebeu vários lances contemplando alternativas de venda e reorganização, realizou um leilão e, com base nos resultados do processo, determinou que a transação de venda com a FTX é a melhor alternativa para as partes interessadas da Voyager”, diz o anúncio.

Para dar início ao processo de recuperação após o pedido de falência, a empresa abriu uma licitação para que as empresas comprassem a Voyager Digital, dizendo no Twitter no início de setembro que “várias oferta foram apresentadas como parte do processo de reestruturação da empresa”.

Voyager congela ativos de clientes

O leilão é apenas o acontecimento mais recente de uma longa e sinuosa estrada dessa empresa controversa.

Em julho de 2022, os ativos dos usuários foram congelados pela primeira vez e as negociações foram interrompidas, com a Voyager citando as “condições de mercado” da época. Um pouco depois, em agosto, US$ 270 milhões foram liberados para retiradas dos usuários, como parte do pedido de falência da empresa.  

A Voyager afirmou: “os resultados do leilão não alteram a data de recebimento dos valores por parte dos clientes, nem a necessidade deles determinarem se apresentam ou não uma reclamação” e que os clientes ainda devem apresentar um pedido para recuperar suas criptomoedas até 3 de outubro.

Publicidade

Voyager e a longa lista de empresas em dificuldades

A Voyager Digital não é a única exchange de criptoativos que enfrenta problemas de liquidez em meio à última baixa de mercado.

A credora de criptoativos Celsius, que tem mostrado indícios de insolvência desde 2019, também entrou com pedido de falência do tipo Capítulo 11 em julho, alegando que devia US$ 5,5 bilhões a credores e clientes, mas o valor era US$ 1,2 bi menor. 

Sob alegações de “gestão fraudulenta”, o juiz americano, Martin Glenn, nomeou um examinador independente para investigar mais a fundo a Celsius e suas finanças. 

Outra credora cripto com sede em Cingapura, Hodlnaut, também solicitou e teve aprovação de um processo de gestão judicial para evitar uma liquidação total. A medida também permite que a empresa organize seu plano de reestruturação, o que impossibilita uma retirada imeadiata das criptomoedas por parte dos clientes. 

Publicidade

A Hodlnaut disse que “essas ações foram tomadas pensando nos interesses de nossos usuários”, de acordo com um anúncio feito em agosto.

* Traduzido com autorização do Decrypt.co.

Esse é o melhor momento da história para investir em cripto! E agora, você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Inscreva-se aqui

Talvez você queira ler
Ricardo e Camila, criadores do projeto Bitcoin é Aqui posam para foto

Conheça a pequena cidade brasileira que se tornou local com maior taxa de adoção do Bitcoin no mundo

Município do Rio Grande do Sul adota o Bitcoin como meio de pagamento para cortes de cabelo e cafés e chegando até em terrenos
Imagem da matéria: Sam Altman volta a ser o CEO da OpenAI

Sam Altman volta a ser o CEO da OpenAI

Em uma declaração após sua reintegração, Altman disse: “Eu amo a OpenAI, e tudo o que fiz nos últimos dias foi para manter essa equipe unida”
Imagem da matéria: Mineração de Bitcoin poderia minimizar as mudanças climáticas, diz estudo

Mineração de Bitcoin poderia minimizar as mudanças climáticas, diz estudo

Estudo diz que parques eólicos e solares poderiam gerar milhões de dólares na fase pré-comercial, antes de serem conectados à rede
CZ Zhao, Binance

O fundador da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, será preso?

Changpeng Zhao concordou com um acordo com promotores e se declarou culpado de violar as leis criminais de combate à lavagem de dinheiro