Imagem da matéria: FTX demitiu líder que descobriu brecha que permitiu Alameda ter dívida de US$ 65 bi na corretora
Foto: Shutterstock

Meses antes de a FTX entrar em colapso em novembro passado, um grupo de funcionários sediados nos Estados Unidos descobriu meses que existia um backdoor na plataforma que permitiu a Alameda Research sacar bilhões de dólares de fundos da exchange.

Backdoor é um termo em inglês que se refere a um código escondido que permite que alguém sem registro acesse um sistema. As informações são do jornal Wall Street Journal, que citou pessoas familiarizadas com o assunto.

Publicidade

Já havia sido revelado em documentos judiciais a existência desse backdoor, que permitiu que a Alameda, empresa de trading de Sam Bankman Fried, tivesse um saldo negativo de até US$ 65 bilhões na exchange. Usuários comuns da FTX não poderiam ter um salvo negativo na corretora, já que eram liquidados automaticamente quando suas contas entravam no vermelho. Essa regra, no entanto, parecia não valer para a Alameda.

Os funcionários que descobriram o código no sistema trabalhavam para a LedgerX, uma pequena exchange de derivados cripto dos EUA adquirida pela FTX em 2021. Na ocasião, eles estudavam como o código da plataforma internacional da FTX poderia ser compatível com as regras mais rígidas dos EUA.

De acordo com o jornal, após a descoberta, esses funcionários avisaram o chefe da divisão, que alertou Nishad Singh, executivo próximo de Sam Bankman Fried.

“Só queria ressaltar que atualmente existem alguns lugares na base de código onde a Alameda recebe tratamento especial de uma forma ou de outra”, escreveu Jim Outen, funcionário da LedgerX, em uma mensagem de maio de 2022 vista pelo jornal americano.

Publicidade

No fim, não só o problema nunca foi resolvido, como, em vez disso, o líder da equipe que levantou a questão foi demitido, disse o WSJ.

Singh já se declarou culpado de fraude e deve ser uma testemunha chave contra Bankman-Fried em seu julgamento, com as alegações da acusação sugerindo que Singh foi cúmplice na criação de uma brecha para favorecer a Alameda.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

No Brasil, investidores reagem à decisão do Copom de reduzir em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros (Selic)
sob notas de dólares estão moedas de bitcoin, ethereum, ao lado de celular com logo FTX

FTX apresenta proposta para devolver aos clientes 118% dos fundos perdidos

Empresa afirma que caso o plano seja aprovado pela corte, os pagamentos serão feitos em até 60 dias
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Como declarar tokens de utilidade no Imposto de Renda 2024?

Entenda como declarar os utility tokens, ativos que dão acesso a serviços específicos