Imagem da matéria: Fãs do Dogecoin processam Coinbase por sorteios ‘falsos e enganosos’
Foto: Shutterstock

Um detentor de Dogecoin (DOGE) indignado com a Coinbase está liderando uma ação coletiva de US$ 5 milhões contra a exchange, alegando que a gigante das criptomoedas os enganou quando tiveram que pagar para participar de um sorteio de uma nova criptomoeda, visto que eles poderiam ter entrado de graça na promoção.

Em uma queixa apresentada no Tribunal federal de São Francisco, David Suski diz que pagou US$ 100 para entrar no concurso “Trade Doge, Win Doge” da Coinbase, lançado em junho, logo após adicionar a criptomoeda à sua plataforma.

Publicidade

Suski diz que não teria pago isso se a Coinbase tivesse revelado claramente que havia outra maneira de entrar no concurso, que era enviando um cartão de lembrete no formato 3×5 pelo correio com o nome, endereço e aniversário do participante.

De acordo com Suski, a empresa de marketing contratada pela Coinbase para realizar o sorteio usou táticas “falsas e enganosas” para disfarçar a opção de entrada gratuita. Em particular, sua reclamação aponta para o design do anúncio usado para promover o concurso — um design que coloca um link para as regras do sorteio em um texto pequeno e esmaecido. Aqui está uma imagem da reclamação (circulamos o link em questão):

O concurso prometia um grande prêmio de US$ 300 mil e vários prêmios menores de US$ 30 mil e US$ 100.

De acordo com as leis que regem os sorteios, as empresas devem fornecer um meio gratuito para os participantes, o que explica a opção arcaica com o cartão de lembrete 3×5 na promoção Dogecoin da Coinbase. Em muitos casos, porém, as empresas também fornecem outros meios de entrada que envolvem pagamento — uma opção que as empresas geralmente preferem.

Publicidade

No caso da Coinbase, Suski alega que foi ocultado injustamente o mecanismo de entrada gratuita porque queria aumentar a liquidez de sua plataforma. O processo acrescenta que a Coinbase e a empresa de marketing, que também é citada nos autos, sabiam exatamente o que estavam fazendo, já que a Coinbase havia recentemente realizado sorteios semelhantes de Bitcoin de US$ 2 milhões.

Os sorteios de Bitcoin anteriores , no entanto, pediam apenas aos participantes que se inscrevessem em uma conta da Coinbase (ou pelo correio em uma ficha), enquanto a promoção Dogecoin pedia aos participantes que gastassem US$ 100 para “fazer um trade” envolvendo Doge.

De acordo com Suski, que parece ser um consultor do Bank of America, com base em seu perfil do LinkedIn, ele já possuía mais de 1.000 Dogecoins que comprou no Robinhood e não teria comprado o Doge na Coinbase se soubesse da opção de entrada gratuita. Suski ainda não respondeu a um pedido de comentário em sua conta do LinkedIn.

A Coinbase não quis comentar o processo.

As regras do sorteio diziam que os vencedores seriam selecionados em 17 de junho e que a Coinbase entraria em contato diretamente com os vencedores. Na semana passada, a controvérsia sobre o sorteio Doge foi tema de um animado debate no Reddit .

Publicidade

O processo alega que a Coinbase e a empresa de marketing violaram as leis da Califórnia (EUA) relacionadas à concorrência desleal e publicidade enganosa. Ele busca mais de US$ 5 milhões em seu nome e de outras pessoas na mesma situação.

*Traduzido e republicado com autorização da Decrypt.co

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de ether

Mercados de empréstimos de Ethereum enfrentam liquidações massivas em abril

O volume de empréstimos em Ethereum (ETH) liquidados apenas nas duas primeiras…
Imagem da matéria: Solana sofre congestionamento por operações desenfreadas de bots

Solana sofre congestionamento por operações desenfreadas de bots

Alto número de operações de spam estão fazendo com que a Solana fique mais lenta e que transações não sejam processadas
Imagem da matéria: Runes vai ajudar o Bitcoin a competir com Ethereum e Solana, diz Franklin Templeton

Runes vai ajudar o Bitcoin a competir com Ethereum e Solana, diz Franklin Templeton

Segundo a empresa de investimentos, o Runes tem o potencial de ajudar o ecossistema Bitcoin como um todo a competir com o Ethereum e a Solana
Logotipo OKX ao fundo tela trading

OKX lança rede Ethereum de segunda camada para desafiar a Base da Coinbase

Uma rede de escalonamento Ethereum de segunda camada construída pela OKX lançou a rede principal, abrindo caminho para novos usuários